Rotulagem nutricional de suplementos alimentares para atletas comercializados em Diamantina, Minas Gerais

Fernanda Barbosa Lupki, Mateus Ferreira Mendes, Luana Gomes Viana, Felipe de Souza Silva, Vinícius Fernandes de Souza, Harriman Aley Morais

Resumo


Ditado por um estilo de vida saudável e em busca do corpo perfeito o homem procura cada vez mais praticar exercícios físicos. Para potencializar os efeitos destas atividades, é comum o uso de suplementos alimentares, muitas vezes utilizados de maneira indiscriminada. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar e categorizar os suplementos alimentares comercializados no município de Diamantina-MG de acordo com a legislação vigente. O estudo iniciou-se com a prospecção dos tipos de produtos comercializados e a coleta de informações acerca de seus rótulos. Procedeu-se a classificação dos produtos e análise das informações dos rótulos, de acordo com check-list elaborado segundo a legislação vigente. Identificou-se 34 suplementos, sendo que 64,8% foram classificados como proteicos ou energéticos. Verificou-se que 58,82% dos produtos apresentavam uma ou mais inadequações no rótulo nutricional.  O maior número de suplementos proteicos identificados reflete a ideia do senso comum, de que estes são os produtos considerados essenciais para o ganho de massa muscular. O alto percentual de inadequações na rotulagem nutricional, alerta-nos para o fato de que pode haver risco associado ao consumo inadequado desses produtos. Concluiu-se, portanto, que muitos produtos disponíveis no mercado varejista de Diamantina não atendem aos requisitos legais para comercialização.

 

ABSTRACT 

Nutritional labeling of athlete’s food supplements sold in Diamantina, Minas Gerais 

Dictated by a healthy lifestyle and in search of the perfect body, man looks increasingly to do physical exercises. It is common to use dietary supplements to enhance the effects of these activities, often used indiscriminately. The aim of this work was to identify and categorize the dietary supplements available in the city of Diamantina-MG in agreement with the current legislation. The study began with the prospection of marketed products types and the compilation of information about their labels. It proceeded with the classification of products and the analysis of the labels based on a checklist prepared in accordance with the current legislation. 34 supplements were identified, which 64.8% were classified as protein or energy. It was found that 58.82% of the product had one or more inadequacies in their nutritional label. The largest number of identified protein supplements reflects an idea of common sense, that these are the products considered essential for gaining muscle mass. The high percentage of inadequacies in nutrition labeling alerts us to the fact that there may be risks associated with the inappropriate consumption of these products. It was concluded, therefore, that many products available in the retail market in Diamantina do not attend the legal requirements for being commercialized.


Palavras-chave


Suplementos Dietéticos; Rotulagem alimentar; Exercício físico

Texto completo:

PDF

Referências


-ADA. Position of the American Dietetic Association: Functional foods. Journal American Dietetic Association. Vol.99. 1999. p. 1298-1285.

-Araújo, S. R. B.; Navarro, A. C. Análise de rótulos de suplementos de creatina segundo a RDC nº 18/2010 comercializados na cidade de Natal-RN. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 49. 2015. p. 66-73. Disponível em:

-Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Aprova o regulamento técnico para suplementos vitamínicos e ou de minerais. Diário Oficial da União, RDC Num 32 de 13 de janeiro de 1998. Brasília. 1998.

-Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Aprova o regulamento técnico sobre a Ingestão Diária Recomendada de proteína, vitaminas e minerais. Resolução RDC nº 269, de 22 de setembro de 2005. Brasília. 2005.

-Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Aprova a rotulagem nutricional de alimentos embalados. Resolução RDC nº 163, de 17 de agosto de 2006. Brasília. 2006.

-Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Diretoria Colegiada. Aprova o regulamento técnico sobre alimentos para atletas. Resolução RDC nº 18, de 27 de abril de 2010. Brasília. 2010.

-Conselho Federal de Nutrição. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, estabelece parâmetros numéricos de referência, por área de atuação, e dá outras providências. Resolução, CFN nº 380, de 09 de dezembro de 2005. Brasília. 2005.

-Costa, D. C.; Rocha, N. C. A.; Quintão, D. F. Prevalência do uso de suplementos alimentares entre praticantes de atividade física em academias de duas cidades do vale do aço-MG: Fatores associados. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 41. 2013. p. 287-299. Disponível em:

-Feitosa, G. M.; Caetano, Y. R.; Torres, I. M. S.; Alves, V. F.; G, T. A. Alimentos para atletas: Qualidade das informações do rótulo. Revista de Biotecnologia & Ciência. Goiás. Vol. 1. Num. 2. 2013.

-Felix, I. R. S. Avaliação do conhecimento de fontes alimentares e uso de suplementos esportivos em frequentadores da academia de ginástica fitness club em Guarulhos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Num. 27. 2011. p. 230-235. Disponível em:

-Ferreira, C. F. S.; Belli. F.; Raggio, W. C. S.; Navarro, F. Uso de suplementos nutricionais por adolescentes em academias do interior de São Paulo capital. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 2. Num. 10. 2008. p. 154-165. Disponível em:

-Goston, J. L.; Côrrea, M. I. T. D. Intake of nutritional supplements among people exercising in gyms and influencing factors. Nutrition. Burbank. Vol. 26. Num. 6. 2010. p. 604-611.

-Lisbôa, C. C. B.; Liberalli, R.; Navarro, F. Avaliação da adequação à legislação vigente da rotulagem nutricional de repositores energéticos comercializados em lojas especializadas em suplementos alimentares de Brasília-DF. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol.5. Num. 25. 2011. p. 14-24. Disponível em:

-Moreira, S. S. P.; Cardoso, F. T.; Souza, G. G.; Silva, E. B. Avaliação da adequação da rotulagem de suplementos esportivos. Corpus et Scientia. Rio de Janeiro. Vol. 9. Num. 2. 2013. p. 45-55.

-National Research Council. Recommended dietary allowances. National Academy. Washington. 1989.

-Phillipps, C. O. Prevalência do uso de suplementos nutricionais pelos praticantes de atividade física, clientes de uma loja de suplementos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Num. 26. 2011. p. 114-121. Disponível em:

-Pinheiro, M. C.; Navarro, A. C. Adequação da rotulagem nutricional de repositores energéticos comercializados no Distrito Federal. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 2. Num. 9. 2008. p. 106-118. Disponível em:

-Pontes, M. C. F. Uso de suplementos alimentares por praticantes de musculação em academias de João Pessoa-PB. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 19-27. Disponível em:

-Rigon, T. V.; Rossi, R. G. T. Quem e por que utilizam suplementos alimentares?. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 36. 2012. p. 420-426. Disponível em:

-Santos, H. V. D.; Oliveira, C. C. P.; Freitas, A. K. C.; Navarro, A. C. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de exercício físico em academias de bairros nobres da cidade do Recife. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 14. 2013. p. 204-211. Disponível em:

-Santos, M. A. A.; Santos, R. P. Uso de Suplementos Alimentares como Forma de Melhorar a Performance nos Programas de Atividade Física em Academia de Ginástica. Rev. Paul. Educ. Fís. São Paulo. Vol. 16. Num. 2. 2002. p. 174-185.

-Silva, R. K.; Junior, D. A. F.; Neves, A. S.; Consumo de ergogênicos nutricionais por praticantes de musculação de diversas academias de ginástica de Resende-RJ. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 36. 2012. p. 470-476. Disponível em:

-Torri, G.; Bassani, J. J.; Vaz, A. F. Dor e Tecnificação no Contemporâneo Culto ao Corpo. Revista Pensar e Prática. Vol. 10. Núm. 2. 2007.

-Zamin, T. V.; Schimanoski, V. M. Avaliação de hábitos alimentares saudáveis e uso de suplementos alimentares entre frequentadores de academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num. 23. 2010. p. 410-419. Disponível em:

-Zimberg, I. Z.; Leitão, M. C.; Yamauchi, D. H.; Cintra, I. P. Avaliação dos rótulos de suplementos de carboidratos. Brazilian Journal of Sports Nutrition. Vol. 1. Num. 1. 2012. p. 16-20.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui