Influência da ingestão prévia de carboidratos com alto e baixo índice glicêmico sobre o potencial aeróbico de corredores de rua

Wenceslau Fernandes Neves Junior, Anderson Cargnin-Carvalho

Resumo


Os carboidratos são moléculas cuja função primordial é fornecer energia. Dentre os formatos nos quais eles são apresentados, aqueles classificados como pó para o preparo de bebidas estão entre os mais vendidos. Tendo em vista que suplementos à base de carboidratos vem sendo largamente utilizados entre os praticantes de corrida, este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da ingestão prévia de maltodextrina e isomaltulose sobre a glicemia e o potencial aeróbico de corredores de rua. Para este estudo, foram selecionados 12 indivíduos sadios, do sexo masculino, com idade entre 22 e 38 anos (27 ± 4,69), Índice de Massa Corporal (IMC) de 18,30 a 23,86kg/m2 (21,46 ± 1,76) e com percentual de gordura entre 4,1 e 19,6% (8,4 ± 4,28). Os participantes (divididos em dois grupos) ingeriram previamente ao exercício uma solução carboidratada com maltodextrina ou isomaltulose no primeiro dia e placebo no segundo dia. Suas glicemias foram mensuradas em jejum, após a ingestão da bebida e depois do exercício. O teste de esforço utilizado foi o de Luc Léger, o qual consiste em um protocolo aeróbico de fácil execução com 21 estágios e dificuldade progressiva. Embora tenham ocorrido alterações diferentes na glicemia para as três bebidas ingeridas, não foram observadas diferenças significativas para os valores médios do VO2máx.  Concluiu-se que o consumo de bebidas com diferentes tipos de carboidratos (alto e baixo índice glicêmico), 20 minutos antes de um teste cardiorrespiratório, não é capaz de alterar positivamente o potencial aeróbico de corredores de rua.

 

ABSTRACT 

Influence of previous intake of carbohydrates with high and low glycemic index on the aerobic potential of street runners

Carbohydrates are molecules and the primary function is to provide energy. Among the formats, which are presented, such as the powder for the preparation of drinks are among the bestselling. Considering that carbohydrate supplements have been widely used among riders, this study aimed to evaluate the influence of previous ingestion of maltodextrin and isomaltulose on the blood glucose and aerobic potential of street runners. For this study, 12 healthy male subjects aged 22-38 years (27 ± 4.69), Body Mass Index (BMI) from 18.30 to 23.86 kg/m2 (21.46 ± 1, 76) and with fat percentage between 4.1 and 19.6% (8.4 ± 4.28). The participants (divided into two groups) previously ingested a carbohydrate solution with maltodextrin or isomaltulose on the first day and placebo on the second day. Their blood glucose levels were measured fasting after drinking and after exercise. The stress test used was that of Luc Léger, which consists of an aerobic protocol of easy execution with 21 stages and progressive difficulty. Although there were different changes in blood glucose for the three drinks ingested, no significant differences were observed for mean values of VO2max. It was concluded that the consumption of beverages with different types of carbohydrates (high and low glycemic index), 20 minutes before a cardiorespiratory teste, is not able to positively alter the aerobic potential of street runners.


Palavras-chave


Suplementos; Glicemia; Desempenho esportivo

Texto completo:

PDF

Referências


-Basset, D. R.; Howley, E. T. Limiting factors for maximum oxygen uptake and determinants of endurance performance. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 32. p. 70-84. 2000.

-Bell, R. Effect of pre-exercise ingestion of modified amylomaize starch on endurance performance [thesi]. Ames, Iowa: Iowa State University; 2011.

-Brouns, F.; Kovacs, E. Functional drinks for athletes. Trends in Food Science Technology. Vol. 8. p. 414-421. 1997.

-Carvalho, T. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 9. Núm. 2. p. 43-56. 2003.

-Duarte, M. F. S., Duarte, C. R. Validade do teste aeróbio de corrida de vai-e-vem de 20 metros. Revista Brasileira Ciência e Movimento. Vol. 9. Núm. 3. p. 7-14. 2001.

-Fielding, R. A.; Costill, D. L.; Fink, W. J.; King, D. S.; Kovaleski, J. E.; Kirwan, J. P. Effects of pre-exercise carbohydrate feedings on muscle glycogen use during exercise in well-trained runners. European Journal of Applied Physiology. Vol. 56. p. 225-259. 1987.

-Fontan, J. S.; Amadio, M. B. O uso do carboidrato antes da atividade física como recurso ergogênico: revisão sistemática. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 21. Núm. 2. 2015.

-Garret, W. E.; Kirkendall, D. T. A Ciência do Exercício e dos Esportes. Porto Alegre. Artmed. 2003.

-Gatti, K. Efeito da forma física de suplementos energéticos no desempenho e na hidratação no futebol. Tese de Doutorado. Viçosa. Universidade Federal de Viçosa. 2009.

-Heung-Sang, W. S.; Sun, F. H.; Chen, Y. J.; Li, C.; Zhang, Y. J.; Ya-Jun, H. W. Effect of pre-exercise carbohydrate diets with high vs low glycemic index on exercise performance: a meta-analysis. Nutrition Reviews. Vol. 1. Núm. 75. p. 327-338. 2017.

-Jackson, A. S.; Pollock, M. L. Generalized equations for predicting body density of men. Br J Nutr. Vol. 40. p. 497. 1978.

-Jenkins, D. J.; Wolever, T. M.; Taylor, R. H.; Barker, H.; Fielden, H.; Baldwin, J. M.; Bowling, A.C.; Newman, H. C.; Jenkins, A. L.; Goff, D.V. Glycemic index of foods: a physiological basis for carbohydrate exchange. American Journal of Clinical Nutrition. Vol. 34. Núm. 34. p. 362-366. 1981.

-Kawaguti, H. Y.; Sato, H. H. Produção de isomaltulose, um substituto da sacarose, utilizando glicosiltransferase microbiana. Química Nova. Vol. 31. Núm. 1. 134-143. 2008.

-Kreider, R. B.; Wilborn, C. D.; Taylor, L. Campbell, B.; Almada, A. L.; Collins. R.; Cooke, M.; Earnest, C. P.; Greenwood, M.; Kalman, D. S.; Kerksick, C. M.; Kleiner, S. M.; Leutholtz, B.; Lopez, H.; Lowery, L. M.; Mendel, R.; Smith, A.; Apano, M.; Wildman, R.; Willoughby, D. S.; Ziegenfuss, T. N.; Antonio, J. ISSN exercise and sport nutrition review: research and recommendations. Journal of International Society of Sports Nutrition. Vol. 7. Núm. 7. 2010.

-Lancha Junior, A. H.; Campos-Ferraz, P. L.; Rogeri, P. S. Suplementação nutricional no esporte. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2014.

-Léger, L.; Lambert, J. A maximal multistage 20-m shuttle run test to predict VO2 max. European Journal of Applied hysiology. Vol. 49. p. 1-12. 1982.

-Léger, L. A.; Mercier, D.; Gadoury, C.; Lambert, J. The multistage 20-meter shuttle run test for aerobic fitness. Journal of Sports Sciences. Vol. 6. p. 93-101. 1988.

-Lohman, T.G.; Roche, A. F.; Martorell, R. Anthropometric standardization reference manual. Champaign. Human Kinetics.1988.

-Maughan, R. J.; Burke, L. M. Nutrição esportiva. Porto Alegre. Artmed. 2004.

-McArdle, W. D.; Katch, F. I.; Katch, V. L. Fisiologia do Exercício: energia, nutrição e desempenho humano. 5ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2003.

-Nunes, F. A. Aplicação do teste de Léger para avaliação da capacidade aeróbica em atletas sub14 da Associação Portuguesa de Desportos. Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, 2009. Disponível em: Acesso em: 8/12/2016.

-Organização Mundial de Saúde - OMS. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO consultation. Geneva. 1997.

-Rogatto, G.P. Hidratos de carbono: aspectos básicos e aplicados ao exercício físico. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 8. Núm. 56. 2003.

-Siri, W. E. Body composition from fluids spaces and density: analyses of methods. In: Techniques for measuring body composition, Washington, DC: National Academy of Science and Natural Resource Council. 1961.

-Thomas, D. E.; Brotherhood, J. R.; Brand, J. C. Carbohydrate feeding before exercise: effect of glycemic index. International Journal of Sports Medicine. Vol. 12. Núm. 2. p. 180-186 1991.

-Wilmore, J. K.; Costill, D. L. Fisiologia do Esporte e do Exercício. 2ª edição. Manole. 2001.

-Wolf, B.W.; Garleb, K.A.; Choe, Y.S.; Humphrey, P.M.; Maki, K.C. Pullulan is a slowly digested carbohydrate in human. Journal of Nutrition. Vol. 133. Núm. 4. p. 1051-1055. 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui