Composição corporal de crianças com síndrome de down de um centro de reabilitação em Teresina-PI

Mirtaelly Francisca Aragão Carvalho, Iana Lopes Leticia, Odara Sá Sousa, Ianne Silva Fernandes

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar a composição corporal de crianças com SD do Centro de Reabilitação, com idade entre 1 a 6 anos. Estudo transversal, em que foi avaliado: peso por idade (P/I), estatura por idade (E/I) e Índice de Massa Corporal para idade (IMC/I) proposto pela Organização Mundial de Saúde e P/I e E/I protocolo de Cronk, e a composição corporal pela bioimpedância elétrica, % massa magra e massa gorda. Das 8 crianças avaliadas, 60 % eram do sexo feminino e 40% do sexo masculino e idade variando 1 a 6 anos. Observou-se que de acordo com os índices antropométricos proposto pela OMS que 71% estão com o peso adequado para a idade, 28% estão com baixa e/ou muito baixa estatura para a idade, 71% apresentaram risco de sobrepeso pelo IMC/I. De acordo com as curvas de Cronk, 90% apresentaram peso adequado para a idade e 75% déficit de estatura para a idade. A avaliação da composição corporal demonstrou que 50% apresentavam baixa quantidade de massa gorda e em relação a massa magra, 38% apresentaram baixa quantidade de massa magra quando comparado ao recomendado para idade. Em relação a classificação da circunferência da cintura, 75% da amostra não apresentou excesso de adiposidade abdominal. Não houveram correlações estatisticamente significativa entre os parâmetros antropométricos avaliados, índices antropométricos e composição corporal. As crianças com SD do Centro Integrado de Reabilitação apresentaram o estado nutricional quando avaliado pela OMS (2006/2007) diagnosticou excesso de peso em crianças com Síndrome de Down, peso adequado e estatura adequada. Em relação a composição corporal observou-se que houve uma elevada prevalência de alto percentual de massa magra e baixa massa gorda.

 

ABSTRACT 

Body composition of children with down syndrome of a rehabilitation center in Teresina-Piaui

The goal of this study was to diagnose the body composition of children with DS of the Rehabilitation Center located in Teresina-Piauí, ages one to six. A cross-sectional study evaluated the nutritional status using the anthropometric indices: weight-for-age (W/A), height-for-age (H/A) and Body Mass Index for age (BMI / A) proposed by the World Health Organization and W / A, and H / A described Cronk, and the body composition by electrical bioimpedance, lean mass and fat mass. Eight children with Down syndrome were evaluated, of both sexes 60% female n = 6, and 40% male n = 2, and age ranging from 1 to 6. It was observed that according to anthropometric indices proposed by WHO that 71% of the patients were with adequate weight for their age, 28% had low and / or very short stature for their age, 71% were at risk of overweight by the BMI /A. According to the Cronk curves, 90% showed adequate weight for their age and 75% height-for-age deficit (low, low, and far below). The evaluation of the body composition showed that 50% presented low amount of fat mass and in relation to the lean body mass, 38% presented low amount of lean mass when compared to the recommended for their age. Regarding the classification of waist circumference, 75% of the sample did not present excessive abdominal adiposity. There were no statistically significant correlations between anthropometric parameters, anthropometric indices and body composition. It was concluded that the children with DS of the Rehabilitation Center located in Teresina presented a reduced amount of lean mass and fat mass and growth deficit in relation to height / age. It was concluded that the children with SD of the Rehabilitation Center located in Teresina presented reduced amount of lean mass and fat mass and debit of growth in relation to height / age.


Palavras-chave


Trissomia 21; Estado Nutricional; Bioimpedância

Texto completo:

PDF

Referências


-Al-Husain, M. Body Mass Index for Saudi children with Down’s syndrome. Acta. Paediatr. Department of Pediatrics, College of Medicine, Riyadh, Saudi Arabia. Vol. 92. Num. 12. p. 1482-1485. 2003.

-Bertapelli, F.; Gorla, J. I.; Costa, L. T.; FreirE, F. Composição corporal em jovens com síndrome de down: aspectos genéticos, ambientais e fisiológicos. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR, Umuarama. Vol. 15. Num. 2. p. 197-207. 2011.

-Bosi, A.P.; Zanotti, J. Perfil Nutricional de portadores de Síndrome de Down: Revisão Bibliográfica. III Congresso de Pesquisa e Extensão da Faculdade da Serra Gaúcha (FSG). 2015.

-Carvalho, D.R.G; Ferreira, E.F. Avaliação da composição corporal e aptidão física de crianças com e sem Síndrome de Down. X Congresso Brasileiro de Atividade Motora Adaptada. 2016.

-Chumlea, W.; e colaboradores. Overweight among children with trisomy 21. J. Ment. Defic. Res. Vol. 25. Num. 4. p. 275-280. 1981.

-Cole, T.; e colaboradores. Establishing a standard definition for child overweight and obesity worldwide: international survey. Br. Med. J. Vol. 320. Num. 7244. p. 1240-1243. 2000.

-Cronk, C.; e colaboradores. Growth charts for children with Down syndrome: 1 month to 18 years of age. Pediatrics. Vol. 81. Num. 1. p. 102-110. jan.1988.

-Dal, B. M. S.; Scherer, F.; Altevogt, C. G. Estado nutricional de portadores de Síndrome de Down no Vale do Taquari - RS. ConScientiae Saúde. Vol. 10. Num. 2. p. 278-284. 2011.

-Figueiredo, A. E.; e colaboradores. Síndrome de down: aspectos citogenéticos, clínicos e epidemiológicos, Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (HUBFS), Pará, 2011.

-Freire, F.; Costa, L. T.; Gorla, J. I. Indicadores de obesidade em jovens com Síndrome de Down. Fundação Técnica e Científica do Desporto. 2010.

-Glaner, M. F. Índice de massa corporal como indicativo da gordura corporal comparado às dobras cutâneas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. p. 243-246. 2005.

-Januário, R. S. B.; Nascimento, M. A.; Barazetti, L. K. Índice de massa corporal e dobras cutâneas como indicadores de obesidade em escolares de 8 a 10 anos. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano. p. 266-227. 2008.

-Lima, T. F. Abordagem Inicial Da Baixa Estatura Para O Pediatra Geral: Revisão De Literatura. São Paulo 2011. 44f. Trabalho de Conclusão de Residência Médica (Residência Médica em Pediatria)- Hospital do Servidor Público Municipal. São Paulo 2011.

-Lohman, T.G. The use of skinfold to estimate body fatness on children and youth. J Phys Educ Recreat Dance. 1987;58(9):98-102.

-Lopes, T.S.M. Assessment of anthropometric indexes of children and adolescents with Down syndrome. J Pedriatr. Vol. 84. Num. 4. p. 350-356. 2008

-Longui, C. A. Crescimento Deficiente. In: Monti, O.; Calliari, L.E.P.; Longui, C.A. (Eds.). Endocrinologia para o Pediatra. 2.ed. São Paulo: Atheneu. p. 11-18. 1998.

-Lorena, S. H. Síndrome de Down: epidemiologia e alterações oftalmológicas. Ver Bras Oftalmol. São Paulo. 2012.

-Myrelid, A.; e colaboradores. Growth charts for Down’s syndrome from birth to 18 years of age. Arch. Dis. Child. Vol. 87. Num. 2. p. 97-103. 2002.

-Mustacchi, Z. Curvas de padrão pondero-estatural de portadores de síndrome de Down procedentes da região urbana da cidade de São Paulo (Tese). São Paulo: Universidade de São Paulo, 2002.

-Organização Mundial da Saúde (OMS). Administração da OMS. 2006

-Organização Mundial da Saúde (OMS). Administração da OMS. 2007.

-Prado, B. M. Acompanhamento nutricional de pacientes com Síndrome de Down atendidos em um consultório pediátrico. O Mundo da Saúde. Vol. 33. Num. 3. p. 335-346. 2009.

-Pires, C. L. S.; Vieira, D. G. Perfil Nutricional de Crianças e Adolescentes com Síndrome de Down de uma cidade do interior do Paraná [trabalho de conclusão de curso]. Guarapuava (PR): Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO); 2011.

-Ribeiro, C. B.; Toledo, T. M. Avaliação Antropométrica dos alunos portadores de Síndrome de Down da APAE de Araras-SP. [dissertação]. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Vol. 38. Num. 3. p. 334-340. 2013.

-Rodrigues, C.M.; Ferreira, G.L. Excesso de peso e gordura corporal em portadores de síndrome de down de uma instituição no município de Divinópolis-MG Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 11. Num. 37. 2012.

-Roiesk, I. M.; e colaboradores. Síndrome de Down: uma avaliação do perfil antropométrico. Rev. Amaz. Vol. 1. Num. 2. p. 2-6. 2013. Disponível em: Acesso em: 26 de agosto de 2018.

-Roieski, I.M. Uma avaliação do perfil nutricional de adolescentes com síndrome de down para um eficiente aconselhamento dietético. Ulbra e Movimento (REFUM), Ji- Paraná. Vol. 2. Num. 1. p. 75-85. 2013.

-Rogers, P.T.; Coleman, M.; Buckley S. Medical care in Down syndrome – A Preventive medicine approach. Pediatric Habilation: Marcel Dekker; 1992.

-Santos, J.A. Estado Nutricional; Composição Corporal; Aspectos Dietéticos, Socioeconômicos e de Saúde de portadores de síndrome de Down, Viçosa-MG. Dissertação. Universidade Federal de Viçosa-MG. 2006. 219 p.

-Santos, G. G.; Sousa, J. B.; Elias, B. C. Avaliação antropométrica e frequência alimentar em portadores de síndrome de down. Ensaios e Ciência. Vol. 15. Num. 1. p. 97-108. 2011.

-Santos, J.A.; Franceschini, S.C.C.; Priore, S.E. Curvas de crescimento para crianças com síndrome de Down. Revista Brasileira de Nutrição Clinica, São Paulo, v.21, n.2, p.144-8, 2010.

-Silva, N. M.; e colaboradores. Indicadores antropométricos de obesidade em portadores da síndrome de Down entre 15 e 44 anos, Rev. bras. Educ. Fís. Esporte. Vol. 23. Num. 4. p. 415-424. 2009.

-Silva, L.P.; Santos, R.A.J.; Martins, F.C. Avaliação da Composição Corporal em adultos com Síndrome de Down. Faculdade de Desporto da Universidade de Porto. Arquivos de Medicina. Vol. 20. Num. 4. p. 103-110. 2006

-Silva, N.M.; Gomes, F.; Silva, S.F.; Fernandes Filho, J. Indicadores antropométricos de obesidade em portadores da Síndrome de Down entre 15 e 44 anos. Rev Bras Educ Fís Esporte. Vol. 23. Num. 4. p. 415-424. 2013. Disponível em: .

-Smith, R. A.; e colaboradores. D. Efeito da Prática em uma tarefa Novel - andar em uma esteira: Os pré adolescentes com e sem Síndrome de Down. Am Fisioterapia Assoc. Vol. 87. Núm. 6. p.766777. 2007.

-Souza, A. C. N. M.; Rodrigues, M. C.; Ferreira, L. G. Excesso de peso e gordura corporal em portadores de síndrome de down de uma instituição no município de Divinópolis-MG. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 11. Num. 37. 2013.

-Taylor, R.W.; Jones, I.E.; Williams, S.M.; Goulding, A. Evaluation of waist circumference, waist-to-hip ratio, and the conicity index as screening tools for high trunk fat mass, as measured by dual-energy X-ray absorptiometry, in children aged 3-19 y. Am J Clin Nutr. Vol. 72. p. 490-495. 2000.

-Theodoro, R. L.; Assis, B. M. Síndrome de Down: associação de fatores clínicos e alimentares em adolescentes com sobrepeso e obesidade. Psicol Teoria Prática. 2009.

-Vargas, M. Percentiles de circunferencia de cintura en niños y adolescentes del municipio Maracaibo del Estado Zulia, Venezuela. An Venez Nutr. Vol. 24. Num. 1. p. 13-20. 2011.

-Zini, B.; Ricalde, S.R. Características nutricionais das crianças e adolescentes portadoras de Síndrome de Down da APAE de Caxias do Sul e São Marcos - RS. Pediatria. 2009.

-Zuchetto, C. Estado nutricional, consumo alimentar e atividade física de crianças e adolescentes com Síndrome de Down. Pelotas. 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui