Avaliação do consumo de suplementos nutricionais, frutas e vegetais por usuários de academias em Picos-PI

Tamires da Cunha Soares, Ananda Eunice da Silva Alves, Edilaine Cristina de Sousa Barros, Nara Vanessa dos Anjos Barros, Regina Márcia Soares Cavalcante

Resumo


A alimentação adequada e diversificada aliada à prática atividade física são determinantes essenciais de uma vida saudável. As frutas e vegetais contém vitaminas e minerais que protegem o corpo, aumentando a imunidade e reduzindo os efeitos do estresse oxidativo, beneficiando praticantes de atividades físicas. De outro lado, estão os suplementos alimentares¸ cuja utilização vem crescendo pela população em geral, especialmente em academias de musculação e, devido à falta de regulamentação específica, o acesso a estes produtos é livre a todos. O estudo teve como objetivo avaliar do consumo de suplementos nutricionais e de frutas e vegetais por usuários de academia na cidade de Picos - PI. A coleta dos dados foi realizada em duas academias, utilizando como instrumento de coleta um formulário estruturado com 25 questões. A utilização de suplementos foi referida por 36,66%, da população, predominando entre jovens do sexo masculino, de classe média, com ensino superior, frequentemente associado à prática de exercícios físicos anaeróbicos como a musculação, sendo aqueles de natureza proteica os mais amplamente consumidos (78,18%), com o objetivo de ganho de massa muscular, tendo prescrição, em sua maioria, por nutricionista (40%). O consumo de frutas e vegetais foi referido por 96,84% e 86,31% da população, respectivamente. O hábito de consumir frutas e vegetais foi frequente, observando-se que o consumo do primeiro foi maior que o segundo. Porém, a frequência de consumo semanal e diária foi abaixo do recomendado, sinalizando para a necessidade de ações educativas em alimentação e nutrição para informação quanto aos benefícios do consumo destes alimentos.

 

ABSTRACT 

Consumption assessment of nutritional supplements, fruits and vegetables by users of academies in Picos-PI

Adequate and diversified food coupled with active physical activity are essential determinants of a healthy life. Fruits and vegetables contain vitamins and minerals that protect the body, boosting immunity and reducing the effects of oxidative stress, benefiting practitioners of physical activities. On the other hand, there are dietary supplements¸ whose use has been increasing in the general population, especially in bodybuilding gyms, and due to the lack of specific regulation, access to these products is free to all. The aim of this study was to evaluate the consumption of nutritional supplements and fruits and vegetables by gym users in the city of Picos - PI. The data collection was carried out in two academies, using as a collection instrument a structured form with 25 questions. The use of supplements was reported by 36.66% of the population, predominating among young males, middle class, with higher education, often associated with the practice of anaerobic physical exercises such as bodybuilding, being those of protein nature the most widely consumed (78.18%), with the goal of gaining muscle mass, with a prescription in their majority by a nutritionist (40%). The consumption of fruits and vegetables was reported by 96.84% and 86.31% of the population, respectively. The habit of consuming fruits and vegetables was common, noting that the first use was higher than the second. However, the frequency of weekly and daily intake was below the recommended, signaling the need for educational activities in food and nutrition for information about the benefits of consumption of these foods.


Palavras-chave


Atividade física;Suplementação alimentar; Comportamento alimentar

Texto completo:

PDF

Referências


-Albuquerque, M. M. Avaliação do consumo de suplementos alimentares nas academias de Guará-DF. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 32. 2012. p. 112-117. Disponível em:

-Barbeiro, A. G.; Morais, A. C.; Yoshiba, S. U.; Alves, L. R.; Stullbach, T. Avaliação do consumo de suplementos proteicos entre frequentadores de uma academia da cidade de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num. 23. 2010. p. 387-392. Disponível em:

-Bertulucci, K. N. B.; Schembri, T.; Pinheiro, A. M. M.; Navarro, A. C. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de ginástica de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num. 20. 2010. p. 165-172. Disponível em:

-Brasil. Congresso Nacional. Lei nº 8.234 de 17 de setembro de 1.991. Regulamenta a profissão de nutricionista e determina outras providências. Brasília, 1991.

-Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria nº 32 de 13 de janeiro de 1998. Institui regulamento técnico para fixação de identidade e Qualidade de suplementos vitamínicos e ou de minerais. Brasília, 1998a.

-Brasil. Presidência da República. Lei nº 9.696 de 1° de setembro de 1998. Regulamenta a profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Conselhos Regionais de Educação Física. Brasília, 1998b.

-Brasil. Resolução CFN nº 390/2006. Regulamenta a prescrição dietética de suplementos nutricionais pelo nutricionista e dá outras providências. Diário Oficial da União. 2006.

-Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 18 de 27 de abril de 2010. Dispõe sobre alimentos para atletas. Brasília, 2010.

-Combs Jr., G. F. What’s in a Name? United Department of Agriculture. Agricultural Research Service. Washington - EUA. 2006.

-Costa, W. S. A Avaliação do estado nutricional e hábitos alimentares de alunos praticantes de atividade física de uma academia do município de São Bento do Una-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 36. p. 464-469. Disponível em:

-Fayh, A. P. T.; Silva, C. V.; Jesus, F. R. D.; Costa, G. K. Consumo de suplementos nutricionais por frequentadores de academias da cidade de Porto Alegre. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Florianópolis. Vol. 35. Num. 1. 2013. p. 27-37.

-Figueiredo, I. C. R.; Jaime, P. C.; Monteiro, C. A. Fatores associados ao consumo de frutas, legumes e verduras em adultos da cidade de São Paulo. Revista de Saúde Pública. São Paulo. Vol. 42. Num. 5. 2008. p. 777-785.

Fontes, A. M. S. A.; Navarro, F. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de atividades físicas em academias de Sete Lagoas/MG. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Núm. 24. 2010. Disponível em:

-FOSPO. Food Pyramid for Athletes. Suiss Forum for Sport Nutrition in collaboration with ETH Zurich and Federal Office of Sport - FOSPO, 2010.

-Goston, J. L.; Correia, M. I. T. D. Intake of nutritional suplements among people exercising in gyms and influencing factors. Nutrition. Roma. Vol. 26. Num. 6. 2010. p. 604-611.

Hallak, A.; Fabrini, S.; Peluzio, M. C. G. Avaliação do consumo de suplementos nutricionais em academias da zona sul de Belo Horizonte, MG, Brasil. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 3. Num. 7. 2007. p. 55-60. Disponível em:

-Hirschbruch, M. D.; Lajolo, F. M.; Pereira, R. F. Consumo de suplementos por alunos de academias de ginástica em São Paulo. Revista de Nutrição. Campinas. Vol. 16. Num. 3. 2003. p. 265-272.

-Jost, P. A.; Poll, F. A. Consumo de suplementos alimentares entre praticantes de atividade física em academias de Santa Cruz do Sul-RS. Cinergis. Santa Cruz do Sul. Vol. 15, Num. 1. 2014. p. 10-17.

-Khoury, D. E.; Antoine-Jonville, S. Intake of nutritional suplements among people exercising in gyms in Beirut city. Journal of Nutrition and Metabolism. Londres. Vol. 2012. Num. 1. 2012. p. 1-12.

-Lopes, F. G.; Mendes, L. L.; Binoti, M. L.; Oliveira, N. P.; Percegoni, N. Conhecimento sobre nutrição e consumo de suplementos em academias de ginástica de Juiz de Fora, Brasil. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. São Paulo. Vol. 21. Num. 6. 2015. p. 451-456.

-Marchioro, E. M.; Benetti, F. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de musculação em academias do município de Tenente Portela-RS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 49. 2015. p. 40-52. Disponível em:

-Moreiria, N. M.; Navarro, A. C.; Navarro, F. Consumo de suplementos alimentares em academias de Cachoeiro de Itapemirim-ES. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 8. Num. 48. 2014. p. 363-372. Disponível em:

-Pereira, C. V.; Monteiro, E. A.; Venci, G. L.; Paula, L.; Liberali, R.; Navarro, F. Perfil do uso de Whey Protein nas academias de Curitiba-PR. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 3. N. 17. 2009. p. 423-431. Disponível em:

-Phillipps, C. O. Prevalência do uso de suplementos nutricionais pelos praticantes de atividade física, clientes de uma loja de suplementos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Num. 26. 2011. p. 114-121. Disponível em:

-Reis, A. R. R.; Soares, J. M. D.; Souza, A. G.; Messias, C. M. B. O. Colhecendo os bebefícios dos alimentos: alimentos funcionais. EXTRAMUROS: Revista de Extensão da UNIVASF. Petrolina. Vol. 4. Num. 2. 2016. p.124-136.

-Santos, A. V.; Farias, F. O. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividades físicas em duas academias de Salvador-BA. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 64. 2017. p. 454-461. Disponível em:

-Souza, I. R.; Cargnin-Carvalho, A. Consumo de suplementos nutricionais nas academias da cidade de Braço Forte. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 12. Num. 70. 2018. p. 213-221. Disponível em:

-Tiveron, R. Z.; Gatti, R. R.; DA SILVA, R. Análise quantitativa e qualitativa da ingestão alimentar de Atletas de uma equipe de futsal masculino de Guarapuava-PR. Monografia. Unicentro. Guarapuava. 2009.

-Viebig, R. F.; Nacif, M. A. L. Nutrição aplicada à atividade física e ao esporte. IN Silva, S. M. C.; Mura, J. D. A. P. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. São Paulo. Roca. 2010.

-Vinholes, D. B.; Assunção, M. C. F.; Neutzling, M. B. Frequência de hábitos saudáveis de alimentação medidos a partir dos 10 Passos da Alimentação Saudável do Ministério da Saúde. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro. Vol. 25. Num. 4. 2009. p. 791-799.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui