Imagem corporal e comportamento alimentar entre mulheres em prática de treinamento resistido

Michel Garcia Maciel, Marcela Brum, Gisele Pignoli Del Bianco, Larissa da Cunha Feio Costa

Resumo


Os padrões de beleza feminino e a satisfação com a imagem corporal entre mulheres adultas está bem relacionada. A insatisfação com a imagem corporal é um dos principais motivos que levam os indivíduos a melhorarem sua aparência. Objetivo: Verificar a percepção da satisfação com a imagem corporal e comportamento alimentar de mulheres praticantes de treinamento resistido em Brasília-DF. Métodos: Uma pesquisa descritiva, transversal, com amostra de 72 mulheres praticantes de treinamento resistido de Brasília-DF. Foi utilizado o Questionário de Imagem Corporal (Body Shape Questionnaire – BSQ) e comportamento alimentar (Eating Atitudes Test (EAT-26)), além de um questionário sobre as demais variáveis. Utilizou-se da análise descritiva, baseada frequência absoluta e relativa. Para verificar a associação e as variáveis independentes, foi utilizado o teste do qui-quadrado. A análise estatística foi realizada no pacote estatístico SPSS. Resultados: A prevalência de mulheres insatisfeitas com a imagem corporal foi de 66,2%, e a prevalência de mulheres com risco para desenvolvimento de transtornos alimentares foi de 27,78%. O objetivo da prática de musculação não se associou aos resultados de imagem corporal e risco para TA, porém as prevalências foram altas. A idade, tempo de academia e prática de outras exercícios físicos não tiveram associações significantes com o nível de satisfação com imagem corporal. Conclusão: a prevalência de mulheres insatisfeitas com sua imagem corporal foi alta bem como o risco de desenvolvimento de TA, similar ao encontrado na literatura científica. Há uma relação na prática de atividades físicas e na influência dela na imagem corporal de mulheres.

 

ABSTRACT

Body image and food behavior between women in resistant training practice

Patterns of female beauty and body image satisfaction among adult women are well-connected. Dissatisfaction with body image is one of the main reasons that lead individuals to improve their appearance. Objective: To verify the perception of satisfaction with body image and eating behavior of women practicing resistance training in Brasília-DF. Methods: A descriptive cross-sectional study with a sample of 72 women practicing resistance training from Brasília-DF. The Body Shape Questionnaire (BSQ) and Eating Attitudes Test (EAT-26) were used, as well as a questionnaire on the other variables. Descriptive analysis, based on absolute and relative frequency, was used. To verify the association and independent variables, the chi-square test was used. Statistical analysis was performed in the statistical package SPSS. Results: The prevalence of women dissatisfied with body image was 66.2%, and the prevalence of women at risk for developing eating disorders was 27.78%. The goal of bodybuilding practice was not associated with the results of body image and risk for BP, but the prevalence was high. Age, gym time and other physical exercise did not have significant associations with the level of satisfaction with body image. Conclusion: the prevalence of women dissatisfied with their body image was high, as well as the risk of developing AT, similar to that found in the scientific literature. There is a relationship in the practice of physical activities and their influence on the body image of women.


Palavras-chave


Imagem corporal; Mulheres; Comportamento alimentar; Treinamento de resistência

Texto completo:

PDF

Referências


-Almeida, G.A.N.; Santos, J.E.; Passian, S.R.; Loureiro, S.R. Percepção de tamanho e forma corporal de mulheres: estudo exploratório. Psicologia em Estudo. Vol. 10. Num. 1. 2005. p. 27-35.

-Bighetti, F. Tradução e validação do Eating Attittudes Test (EAT 26) em adolescentes do sexo feminino na cidade de Ribeirão Preto-SP. Dissertação de Mestrado. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto-SP. 2003.

-Damasceno, V. O.; Lima, J.R.P.; Vianna, J.M.; Vianna, V.R.A.; Novaes, J.S. Tipo físico ideal e satisfação com a imagem corporal de praticantes de caminhada. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 3. 2005. p.181-186.

-Damasceno, V.O.; Vianna, V.R.A.; Vianna, J.M.; Lacio, M.; Lima, J.R.P.; Novaes, J.S. Imagem corporal e corpo ideal. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 14. 2006. p. 81-94.

-Di Pietro, M.; Silveira, D.X. Internal validity, dimensionality and performance of the Body Shape Questionnaire in a group of Brazilian college students. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 31. Num. 1. 2009. p.21-24.

-Fermino, R.C.; Pezzini, M.R.; Reis, R.S. Motivos para prática de atividade física e imagem corporal em frequentadores de academia. Revista Brasileira de Medicina e Esporte. Vol. 16. Num. 1. 2010. p.18-23.

-Ferreira, M.E.; Castro M.R.; Morgado, F.F. Imagem corporal: Reflexões, diretrizes e práticas de pesquisa. Juiz de Fora. Editora UFJF. 2014. p. 45-46.

-Florindo, A.A.; Latorre, M.R.D.O.; Tanaka, T.; Jaime, P.C.; Zerbini, C.A.F. Fatores associados à prática de exercícios físicos em homens voluntários adultos e idosos residentes na Grande São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de epidemiologia. Vol. 4. Num. 2. 2001. p.105-113.

-Grogan, S. Body Image: Understanding Body Dissatisfaction in Men, Women, and Children. London: Routledge, 1999. P.141.

-Jesus K.F.G., Oliveira, G.L., Perini, T.A., Cardoso, F.B., Jesus, G.B. Avaliação da satisfação com a auto-imagem corporal e presença de transtornos alimentares entre adolescentes escolares de ambos os sexos. Ulbra Mov (Refum). Vol. 1. Num. 2. 2010. p. 23-40.

-Kakeshita, I.S.; Almeida, S.S.; Relação entre índice de massa corporal e a percepção da auto-imagem em universitários. Revista Saúde Pública. Vol. 40. Num. 3. 2006. p. 497-504.

-Lessa, P.; Furlan, C. C.; Capelari, J.B. Pedagogias do corpo e construção do gênero na prática de musculação em academias. Motrivivência. Vol. 1. Num. 37. 2001. p. 41-50.

-Maia, M.F.M., Sousa, B.V.O., Tolentino, F.M., Silveira, M.G., Tolentino, T.M. Autopercepção de imagem corporal por mulheres jovens adultas e da meia-idade praticantes de caminhada. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Vol. 16. Num. 4. 2011. p. 309-315.

-Martins, C. R., Gordia, A. P., Silva, D. A. S., Quadros, T. M. B. de, Ferrari, E. P., Teixeira, D. M., & Petroski, E. L. Insatisfação com a imagem corporal e fatores associados em universitários. Estudos de Psicologia. Vol. 17. Num. 2. 2012. p. 241-246.

-Millstein, R.A; Carlson, S.A.; Fulton, J.E.; Galuska, D.A; Zhang, J.; Blanck, H.M.; e colaboradores. Relationships between body size satisfaction and weight control practices among US adults. Medscape journal of medicine. Vol. 10. Num. 5. 2008. p. 119.

-Nunes, M.A.; Camey, S.; Olinto, M.T.A.; Mari, J.J. The validity and 4-year test-retest reliability of the Brazilian version of the Eating Attitudes Test-26. Brazilian Journal of Medical and Biological Research. Vol. 38. Num. 11. 2005. p.1655-1662.

-Nunes, M.A.; Olinto, M.T.; Barros, F.C.; Camey, S. Influência da percepção do peso e do índice de massa corporal nos comportamentos alimentares anormais. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 23. Num. 1. 2001. p.21-27.

-Schilder, P. A imagem do corpo: as energias construtivas da psique. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. p. 104.

-Secchi, K.; Camargo, B.V.; Bertoldo, R.B. Percepção da imagem corporal e representação sociais do corpo. Revista Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 25. Num. 2. 2009. p.229-236.

-Stipp, L.M.; Oliveira, M.R. Imagem corporal e atitudes alimentares: diferenças entre estudantes de nutrição e de psicologia. Saúde em Revista. Vol. 5. Num. 9. 2003. p.47-51.

-Tahara, A.K.; Schwartz, G.M.; Silva, K.A. Aderência e manutenção da prática de exercícios físicos em academias. Revista Brasileira Ciência e Movimento. Brasília. Vol. 11. Num. 4. 2003. p. 7-12.

-Tessmer, C.S.; e colaboradores. Insatisfação corporal em freqüentadores de academia. R. bras. Ci e Mov. Vol. 14. Num. 1. 2006. p. 7-12.

-Thompson, J. K. The (mis)measurement of body image: ten strategies to improve assessment for applied and research purposes. Body Image (Florida). Vol. 1. Num. 7. 2004. p. 14.

-Theodoro, H.; Ricalde, S.R.; Amaro, F.S. Avaliação nutricional e autopercepção corporal de praticantes de musculação em academias de Caxias do Sul-RS. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 4. 2009. p. 291-294.

-Vigitel Brasil 2014. Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. 2014. Disponível em: Acesso em: 15/03/2018.

-World Health Organization (WHO). Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: WHO, 1995. Disponível em: Acesso em: 11/05/2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui