Imagem corporal e comportamento alimentar entre mulheres em prática de treinamento resistido

  • Michel Garcia Maciel Universidade de Brasí­lia (UnB), Brasí­lia-DF, Brasil
  • Marcela Brum Faculdade Laboro, Brasí­lia-DF, Brasil
  • Gisele Pignoli Del Bianco Faculdade Laboro, Brasí­lia-DF, Brasil
  • Larissa da Cunha Feio Costa Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Chapecó-SC, Brasil
Palavras-chave: Imagem corporal, Mulheres, Comportamento alimentar, Treinamento de resistência

Resumo

Os padrões de beleza feminino e a satisfação com a imagem corporal entre mulheres adultas está bem relacionada. A insatisfação com a imagem corporal é um dos principais motivos que levam os indiví­duos a melhorarem sua aparência. Objetivo: Verificar a percepção da satisfação com a imagem corporal e comportamento alimentar de mulheres praticantes de treinamento resistido em Brasí­lia-DF. Métodos: Uma pesquisa descritiva, transversal, com amostra de 72 mulheres praticantes de treinamento resistido de Brasília-DF. Foi utilizado o Questionário de Imagem Corporal (Body Shape Questionnaire - BSQ) e comportamento alimentar (Eating Atitudes Test (EAT-26)), além de um questionário sobre as demais variáveis. Utilizou-se da análise descritiva, baseada frequência absoluta e relativa. Para verificar a associação e as variáveis independentes, foi utilizado o teste do qui-quadrado. A análise estatí­stica foi realizada no pacote estatí­stico SPSS. Resultados: A prevalência de mulheres insatisfeitas com a imagem corporal foi de 66,2%, e a prevalência de mulheres com risco para desenvolvimento de transtornos alimentares foi de 27,78%. O objetivo da prática de musculação não se associou aos resultados de imagem corporal e risco para TA, porém as prevalências foram altas. A idade, tempo de academia e prática de outras exercícios fí­sicos não tiveram associações significantes com o ní­vel de satisfação com imagem corporal. Conclusão: a prevalência de mulheres insatisfeitas com sua imagem corporal foi alta bem como o risco de desenvolvimento de TA, similar ao encontrado na literatura cientí­fica. Há uma relação na prática de atividades fí­sicas e na influência dela na imagem corporal de mulheres.

Biografia do Autor

Michel Garcia Maciel, Universidade de Brasí­lia (UnB), Brasí­lia-DF, Brasil

Nutricionista clí­nico e esportivo, mestre em Ciências da Saúde.

Referências

-Almeida, G.A.N.; Santos, J.E.; Passian, S.R.; Loureiro, S.R. Percepção de tamanho e forma corporal de mulheres: estudo exploratório. Psicologia em Estudo. Vol. 10. Num. 1. 2005. p. 27-35.

-Bighetti, F. Tradução e validação do Eating Attittudes Test (EAT 26) em adolescentes do sexo feminino na cidade de Ribeirão Preto-SP. Dissertação de Mestrado. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto-SP. 2003.

-Damasceno, V. O.; Lima, J.R.P.; Vianna, J.M.; Vianna, V.R.A.; Novaes, J.S. Tipo físico ideal e satisfação com a imagem corporal de praticantes de caminhada. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 3. 2005. p.181-186.

-Damasceno, V.O.; Vianna, V.R.A.; Vianna, J.M.; Lacio, M.; Lima, J.R.P.; Novaes, J.S. Imagem corporal e corpo ideal. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 14. 2006. p. 81-94.

-Di Pietro, M.; Silveira, D.X. Internal validity, dimensionality and performance of the Body Shape Questionnaire in a group of Brazilian college students. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 31. Num. 1. 2009. p.21-24.

-Fermino, R.C.; Pezzini, M.R.; Reis, R.S. Motivos para prática de atividade física e imagem corporal em frequentadores de academia. Revista Brasileira de Medicina e Esporte. Vol. 16. Num. 1. 2010. p.18-23.

-Ferreira, M.E.; Castro M.R.; Morgado, F.F. Imagem corporal: Reflexões, diretrizes e práticas de pesquisa. Juiz de Fora. Editora UFJF. 2014. p. 45-46.

-Florindo, A.A.; Latorre, M.R.D.O.; Tanaka, T.; Jaime, P.C.; Zerbini, C.A.F. Fatores associados à prática de exercícios físicos em homens voluntários adultos e idosos residentes na Grande São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de epidemiologia. Vol. 4. Num. 2. 2001. p.105-113.

-Grogan, S. Body Image: Understanding Body Dissatisfaction in Men, Women, and Children. London: Routledge, 1999. P.141.

-Jesus K.F.G., Oliveira, G.L., Perini, T.A., Cardoso, F.B., Jesus, G.B. Avaliação da satisfação com a auto-imagem corporal e presença de transtornos alimentares entre adolescentes escolares de ambos os sexos. Ulbra Mov (Refum). Vol. 1. Num. 2. 2010. p. 23-40.

-Kakeshita, I.S.; Almeida, S.S.; Relação entre índice de massa corporal e a percepção da auto-imagem em universitários. Revista Saúde Pública. Vol. 40. Num. 3. 2006. p. 497-504.

-Lessa, P.; Furlan, C. C.; Capelari, J.B. Pedagogias do corpo e construção do gênero na prática de musculação em academias. Motrivivência. Vol. 1. Num. 37. 2001. p. 41-50.

-Maia, M.F.M., Sousa, B.V.O., Tolentino, F.M., Silveira, M.G., Tolentino, T.M. Autopercepção de imagem corporal por mulheres jovens adultas e da meia-idade praticantes de caminhada. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Vol. 16. Num. 4. 2011. p. 309-315.

-Martins, C. R., Gordia, A. P., Silva, D. A. S., Quadros, T. M. B. de, Ferrari, E. P., Teixeira, D. M., & Petroski, E. L. Insatisfação com a imagem corporal e fatores associados em universitários. Estudos de Psicologia. Vol. 17. Num. 2. 2012. p. 241-246.

-Millstein, R.A; Carlson, S.A.; Fulton, J.E.; Galuska, D.A; Zhang, J.; Blanck, H.M.; e colaboradores. Relationships between body size satisfaction and weight control practices among US adults. Medscape journal of medicine. Vol. 10. Num. 5. 2008. p. 119.

-Nunes, M.A.; Camey, S.; Olinto, M.T.A.; Mari, J.J. The validity and 4-year test-retest reliability of the Brazilian version of the Eating Attitudes Test-26. Brazilian Journal of Medical and Biological Research. Vol. 38. Num. 11. 2005. p.1655-1662.

-Nunes, M.A.; Olinto, M.T.; Barros, F.C.; Camey, S. Influência da percepção do peso e do índice de massa corporal nos comportamentos alimentares anormais. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 23. Num. 1. 2001. p.21-27.

-Schilder, P. A imagem do corpo: as energias construtivas da psique. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. p. 104.

-Secchi, K.; Camargo, B.V.; Bertoldo, R.B. Percepção da imagem corporal e representação sociais do corpo. Revista Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 25. Num. 2. 2009. p.229-236.

-Stipp, L.M.; Oliveira, M.R. Imagem corporal e atitudes alimentares: diferenças entre estudantes de nutrição e de psicologia. Saúde em Revista. Vol. 5. Num. 9. 2003. p.47-51.

-Tahara, A.K.; Schwartz, G.M.; Silva, K.A. Aderência e manutenção da prática de exercícios físicos em academias. Revista Brasileira Ciência e Movimento. Brasília. Vol. 11. Num. 4. 2003. p. 7-12.

-Tessmer, C.S.; e colaboradores. Insatisfação corporal em freqüentadores de academia. R. bras. Ci e Mov. Vol. 14. Num. 1. 2006. p. 7-12.

-Thompson, J. K. The (mis)measurement of body image: ten strategies to improve assessment for applied and research purposes. Body Image (Florida). Vol. 1. Num. 7. 2004. p. 14.

-Theodoro, H.; Ricalde, S.R.; Amaro, F.S. Avaliação nutricional e autopercepção corporal de praticantes de musculação em academias de Caxias do Sul-RS. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 4. 2009. p. 291-294.

-Vigitel Brasil 2014. Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. 2014. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br> Acesso em: 15/03/2018.

-World Health Organization (WHO). Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: WHO, 1995. Disponível em: <http://www.unu.edu/unupress/food/FNBv27n4_sup pl_2_final.pdf> Acesso em: 11/05/2018.

Publicado
2019-02-15
Como Citar
Maciel, M. G., Brum, M., Del Bianco, G. P., & Costa, L. da C. F. (2019). Imagem corporal e comportamento alimentar entre mulheres em prática de treinamento resistido. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 13(78), 159-166. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1236
Seção
Artigos Científicos - Original