Prevalência e fatores relacionados ao consumo de suplementos alimentares em acadêmicos do curso de Educação Física

Daniel Murta Luz, Marcos Tadeu Neres Santos, Iara Veloso Almeida, Éryka Jovânia Pereira, Sabrina Gonçalves Silva Pereira, Ronilson Ferreira Freitas

Resumo


Objetivo: Identificar a prevalência e os fatores relacionados ao consumo de suplementos alimentares em acadêmicos do curso de Educação Física. Materiais e Métodos: Foi realizada uma pesquisa em maio de 2018, com alunos de ambos os sexos do curso de Educação Física de uma instituição privada de Montes Claros, MG. O questionário contemplou questões descritivas e de múltipla escolha que abordavam os aspectos sociodemográficos, hábitos de vida, conhecimento sobre alimentação saudável, uso de suplementos alimentares e nível de atividade física. Resultados: A amostra foi de 179 indivíduos, com idade entre 22 e 35 anos. Observou se ainda que houve associação significativa entre o uso de suplementos alimentares com as variáveis: conhecimento sobre alimentação saudável (p = 0,008), conhecimento sobre suplementos (p = 0,000), nível de atividade física (p = 0,000), número de vezes por semana que prática atividade física (p = 0,013) e a pratica de mais de um tipo de exercício físico (p = 0,001). Conclusão: Conclui-se que é significativo o consumo de suplementos alimentares em acadêmicos de educação física, e que existe associação entre o uso de suplementos alimentares com o conhecimento sobre alimentação saudável, conhecimento sobre suplementos, nível de atividade física, número de vezes por semana que prática atividade física e a prática de mais de um tipo de exercício físico. Neste sentido, estudos futuros são necessários para avaliar o consumo desses suplementos. É recomendável também o desenvolvimento de intervenções, a fim de orientar esses acadêmicos, quando ao uso consciente destes suplementos.

 

ABSTRACT

Prevalence and factors related to the consumption of food supplements in academics of the physical education course

Objective: To identify the prevalence and factors related to the consumption of dietary supplements in academic students of the Physical Education course. Materials and Methods: A research study was conducted in May 2018, with students of both sexes from the Physical Education course of a private institution in Montes Claros, MG. The questionnaire included descriptive and multiple choice questions that addressed sociodemographic aspects, life habits, knowledge about healthy eating, use of dietary supplements and level of physical activity. Results: The sample consisted of 179 individuals, aged between 22 and 35 years. It was also observed that there was a significant association between the use of dietary supplements with the variables: knowledge about healthy eating (p = 0.008), knowledge about supplements (p = 0.000), level of physical activity (p = 0.000), number of times per week that practice activity (p = 0.013) and the practice of more than one type of physical exercise (p = 0.001). Conclusion: It is concluded that the consumption of dietary supplements in physical education students is significant, and that there is an association between the use of dietary supplements with knowledge about healthy eating, knowledge about supplements, level of physical activity, number of times per week that practice physical activity and the practice of more than one type of physical exercise. In this sense, future studies are necessary to evaluate the consumption of these supplements. It is also recommended to develop interventions in order to guide these academics when to the conscious use of these supplements.


Palavras-chave


Suplementos nutricionais; Educação Física; Alimentação saudável; Atividade física

Texto completo:

PDF

Referências


-Albuquerque, M. M. Avaliação do consumo de suplementos alimentares nas academias de Guará-DF. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. Vol. 6. Num. 32. 2012. p. 112-117. 2012. Disponível em:

-Araújo, M. F.; Navarro, F. Consumo de suplementos nutricionais por alunos de uma academia de ginástica, Linhares, Espírito Santo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 2. Num. 8. 2008. p. 46-54. Disponível em:

-Araújo, R. A.; Andreolo, J.; Silva, M.S. Utilização de suplemento alimentar e anabolizante por praticantes de musculação nas academias de Goiânia-GO. Rev. Bras. Ciên. e Mov. Brasília Vol. 10.Num. 3. 2002. p. 13-18.

-Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN). Consumo de verduras e frutas pelo brasileiro. International Confederation of Dietetc Associations (IAO). Ministério da Saúde. 2015. Disponível em: . Acesso em: 05 de julho de 2018.

-Barros, A. J. S.; Pinheiro, M. T. C.; Rodrigues, V. D. Conhecimentos acerca da alimentação saudável e consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. Vol. 11. Num. 63.2017. p. 301-311. Disponível em:

-Bertulucci, K. N. B.; Schembri, T.; Pinheiro, A. M. M.; Navarro, A. C. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de ginástica em São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num. 20. 2010. 2010. p. 165-172. Disponível em:

-Brasil. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Regulamenta a profissão do nutricionista. Decreto Lei nº 8.234, de 17 de setembro de 1991. Brasília, 1991. Disponível em:

Acesso em: 05 de julho de 2018.

-Buss, P. M. Promoção da saúde e qualidade de vida. Ciência e Saúde Coletiva. Vol.5. Num.1. P.163-177. 2000.

-Carrilho, L. H. Benefícios da utilização de proteína do soro de leite Whey Protein. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol.7. Num. 40. 2013. p. 195-203. Disponível em:

-Cava, T. A.; Madruga, S. W.; Teixeira, G. D. T.; Reichert, F. F.; Silva, M. G.; Rombaldi, A. J. Consumo excessivo de suplementos nutricionais entre profissionais atuantes em academias de ginástica de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2012. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília. Vol. 26. Num.1 2017. p.99-108.

-Cozzolino, S. M. F.; Cominetti, C. Bases Bioquímicas e Fisiológicas da Nutrição, São Paulo, Manole, pag. 154-160, 2013.

-Galati, P.C.; Giantaglia, A.P.F.; Toledo, G.C.G. Caracterização do Consumo de Suplementos Nutricionais e de Macronutrientes em Praticantes de Atividade Física em Academias de Ribeirão Preto-SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 62. 2017. p.150-159. Disponível em:

-Hirschbruch, M.D.; Fisberg, M.; Mochizuki, L. Consumo de Suplementos por Jovens Freqüentadores de Academias de Ginástica em São Paulo. Rev. Bras. Med. do Esporte. Vol. 14. Num. 6. 2008. p.539-543.

-Jesus, S. B.; Filho, A. D. R.; Eliana Santini, E. Consumo alimentar e o uso da suplemento nutricional em atletas de um time de voleibol masculino. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 34. 2012. p. 310-314. Disponível em:

-Lima, M.A.M.; Silva, R.Q.; Satiro, A.F.; One, G.M.C. Azeite e seus Benefícios Simpósio Paraibano de Saúde: Tecnologia, Saúde e Meio Ambiente a Serviço da Vida. 2012. p. 149 a152.

-Melo, A. B.; Carvalho, E. M.; Sá, F. G. S.; Cordeiro, J. P.; Leopoldo, A. S.; Leopoldo, A. P. L. Nível de atividade física dos estudantes de graduação em Educação Física da Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória-ES. J. Phys. Educ. Vol. 27. Num. 1. 2016. E. 2723.

-Mello, M.T.; Boscolo, R.A.; Esteves, A.M.; Tufik, S. O exercício físico e os aspectos psicobiologicos. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 11. Num 3. 2005.

-Ministério da Saúde. Secretaria de atenção à saúde. Departamento de atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2a edição. Brasília. 2014. Disponível em: . Acesso em: 04 de julho de 2018.

-Nunes, L. H. L.; Gonçalves, A. Consumo e nível de conhecimento sobre recursos ergogênicos entre estudantes de educação física. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 67. 2017. p.875-883. Disponível em:

-Oliveira, C. E.; Sandoval, T. C.; Silva, J. C. S.; Stulbach, T. E.; Frade, R. E. T. Avaliação do consumo alimentar antes da prática de atividade física de frequentadores de uma academia no município de São Paulo em diferentes modalidades. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 57-67. Disponível em:

-Paiva, L. K. L. K.; Andrade, M. L. L.; Maia, M. M. O.; Junior, A. T. C.; Medeiros, H. J.; Knackfuss, M. I. Consumo de macronutrientes por usuários de academias de ginástica. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 37. 2013. p.43-50. Disponível em:

-Pereira, J. M. O.; Cabral, P. Avaliação dos conhecimentos básicos sobre nutrição de praticantes de Musculação em uma academia da cidade de Recife. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 1. Num. 1. 2007. p. 40-47. Disponível em:

-Rezende, M. C.; Lima, T. A.; S, H. J. X. Avaliação do aporte nutricional de praticantes de atividade física em academias no município de Aracajú-SE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 10. Num. 60. 2016. p. 660-665. Disponível em:

-Rocha, L. P.; Pereira, M. V. L. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de exercícios físicos em academias. Revista de Nutrição. Vol. 11. Num. 1. 1998. p. 76-82.

-Santos, E. A.; Pereira, F. B. Conhecimento sobre suplementos alimentares entre praticantes de exercício físico. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. Vol. 11. Num. 62. 2017. p.134-140. Disponível em:

-Silva, G. S. F.; Bergamaschine, R.; Rosa, M.; Melo, C.; Miranda, R.; Filho, M. B. Avaliação do nível de atividade física de estudantes de graduação das áreas saúde/biológica. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 13. Num. 1. 2007.

-Silva, R. P. Q. C.; Vargas, V. S.; Lopes, W. C. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 65. 2017. p.584-592. Disponível em:

-Szwarcwald, C. L.; Damacena, G. N. Amostras complexas em inquéritos populacionais: planejamento e implicações na análise estatística dos dados. Revista Brasileira de Epidemiologia. Vol.11, Num. 1. 2008. p. 38-45.

-Villela, N. B.; Rocha, R. Manual básico para atendimento ambulatorial em nutrição. 2 ed. Rev. and enl. Salvador. 2008. 120 p.

-Zambão, J. E.; Rocco, C. S.; Heyde, M. E. D. V. Relação entre a suplementação de proteína do soro do leite e hipertrofia muscular: uma revisão. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. Vol. 9. Num. 50. 2015. p.179-192. Disponível em:

-Zamin, T. V.; Schimanoski, V. M. Avaliação de hábitos alimentares saudáveis e uso de suplementos alimentares entre frequentadores de academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 4, Num. 23. 2010. p. 410-419. Disponível em:

-Zilch, M. C.; Soares, B. M.; Bennemann, G. D.; Sanches, F. L. F. Z.; Cavazzotto, T. G.; dos Santos, E. F. Análise da ingestão de proteínas e suplementação por praticantes de musculação nas academias centrais da cidade de Guarapuava-PR. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Núm. 35. 2012. p.381-388. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui