Efeito de um suplemento termogênico na composição corporal de praticantes de musculação

Luiz Carlos da Silva Júnior, Erika Aparecida de Azevedo Pereira, Gilmara Junqueira Machado

Resumo


Substâncias termogênicas se caracterizam por aumentar a taxa metabólica basal, facilitando a perda de peso e gordura corporal. O objetivo foi avaliar o efeito do consumo de um suplemento termogênico (cafeína, chá verde, capsaicinóides e citrus aurantium) na composição corporal de alunos praticante de musculação, determinando o período de maior eficiência para o seu consumo, pré ou pós-treino. A população envolvida foi composta por 30 praticantes de musculação de uma academia na cidade de Varginha-MG. Aplicou-se um questionário para levantamento de informações pessoais, socioculturais e hábitos de vida. Posteriormente, foram divididos em 3 grupos, o Grupo 1:  consumiu o suplemento termogênico antes do início dos treinos; Grupo 2: consumiu o mesmo suplemento termogênico, até uma hora após o término dos treinos; e o Grupo 3: não consumiu o suplemento termogênico.  Foram avaliados a composição corporal, Índice de Massa Corpórea (IMC), circunferência abdominal e risco cardiovascular (RCQ), em duas avaliações inicial (AI) e final (AF), após 10 treinos consecutivos. Observou-se uma redução significativamente maior do percentual de gordura corporal nos Grupos 1 e 2, comparados com o Grupo 3. Não houve variação no IMC e RCQ em todos os grupos. O Grupo 1 apresentou uma maior redução na circunferência abdominal em relação ao Grupo 3. O suplemento termogênicos mostrou efeitos positivos quanto à redução da composição corporal e circunferência abdominal. Provando que tal suplementação trouxe eficiência nos treinos e bons resultados, em ambos os grupos que fizeram o uso do suplemento termogênico.


Palavras-chave


Substância termogênica; Atividade física; Suplementação alimentar; Nutrição

Texto completo:

PDF

Referências


-Almeida, C.; Almeida, D.; Liberali; R. Cafeína: efeitos ergogênicos nos exercícios físicos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 3. Num. 15. 2009. p. 198-209. Disponível em:

-Bacuaru, R.F. Nutrição e suplementação desportiva. São Paulo. Phorte, 2007.

-Cardoso, G. A. Efeito do consumo de chá verde aliado ou não ao treinamento de força sobre a composição corporal e taxa metabólica de repouso em mulheres com sobrepeso ou obesas. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. São Paulo. 2011.

-Costa, L.M.; Moura, N.F.; Marangoni, C.; Mendes, C.E.; Teixeira, A.O. Atividade antioxidante de pimentas do gênero Capsicum. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Vol. 30. Num. 1. 2010.

-Dulloo, A.G.; Seydoux, J.; Girardier, L.; Chantre, P.; Vandermander, J.Green tea and thermogenesis: interactions between catechin-polyphenols, caffeine and sympathetic activity. International Journal of Obesity, Vol. 24. Num. 2. 2000. p. 252.

-Ferraz, B.S.; Ramalho, A.A.; Imada, K.S.; Martins, F.A. Consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de ginástica: um artigo de revisão. Journal of Amazon Health Science. Vol. 1. Num. 2. 2015. p. 24-43.

-Ferreira, M.; Matsudo, S.; Matsudo, V.; Braggion, G. Efeitos de um programa de orientação de atividade física e nutricional sobre a ingestão alimentar e composição corporal de mulheres fisicamente ativas de 50 a 72 anos de idade. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 11. Num. 1. 2008. p. 35-40.

-Ferreira, G.M.; Valente, G.J.; Silva, G.V.M.R.; Sichieri, R. Acurácia da circunferência da cintura e da relação cintura/quadril como preditores de dislipidemias em estudo transversal de doadores de sangue de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. Caderno de Saúde Pública. Vol. 22. Num. 2. 2006. p. 307-314.

-Filho, A.D.R.; Filho, J.C.A.; Santini, E.; Ravagnani, C.D.F.C.; Voltarelli, F.A.; Fett, C.A. Efeitos de um produto termogênico sobre parâmetros bioquímicos e morfológicos relacionados à saúde: um estudo de caso. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 33. 2012. p. 168-177. Disponível em:

-Forte, G.C.; Schneider, A.P. Modulação do gasto energético pela ingestão de capsaicina, cafeína e catequinas: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 5. Num. 35. 2013. Disponível em:

-Galgani, J.E.; Ryan, D.H.; Ravussin, E. Effect of capsinoids on energy metabolism in human subjects. British Journal of Nutrition. Vol. 103. Num. 1. 2010. p. 38-42.

-Gomes, C.B.; Barreto, A.F.C.S.; Almeida, M.M.; Mello, A.O.T.; Ide, B.N.; Santos, C.P.C. Uso de suplementos termogênicos à base de cafeína e fatores associados a qualidade de vida relacionada a saúde em praticantes de atividade física. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 8. Num. 49. 2014. p.695-704. Disponível em:

-Hursel, R.; Viechtbauer, W.; Dulloo, A.G.; Tremblay, A.; Tappy, L.; Rumpler, W.; Westerterp‐Plantenga, M.S. The effects of catechin rich teas and caffeine on energy expenditure and fat oxidation: a meta-analysis. Obesity reviews. Vol. 12. Num. 7. 2011. p. 573-581.

-Macardle, W.D. Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2001.

-Maki, K.C.; Reeves, M.S.; Farmer, M.; Yasunaga, K.; Matsuo, N.; Katsuragi, Y.; Blumberg, J.B. Green tea catechin consumption enhances exercise-induced abdominal fat loss in overweight and obese adults. The Journal of Nutrition. Vol. 139. Num. 2. 2009. p. 264-270.

-Machado, P.A.N.; Sichieri, R. Relação cintura- quadril e fatores de dieta em adultos. Revista de Saúde Pública. São Paulo. Vol. 36. Num.2. 2002. p.198-204.

-Montalvão, D.M.A.; Sá, A.C.; Paixão, P.L.R.; Machado, A.L.A.; Navarro, A.C. A correlação do risco de doenças cardiovascular e relação cintura quadril (RCQ) em mulheres praticantes de atividade física. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 2. Num. 10. 2012. Disponível em:

-Muraro, C.R.; Saldanha, R.P. uma revisão de literatura sobre o uso de termogênicos e seus efeitos no organismo. Revista Perspectiva: Ciência e Saúde. Vol. 1. Num. 1. 2016.

-Peçanha, A.M.M.; Frigeri, R.; Silva Filho, J.N. Suplementos termogênicos: evidências sobre a sua eficácia na redução da gordura corporal. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 65. 2017. p.544-553. Disponível em:

-Sussmann, K. Avaliação do consumo de suplementos nutricionais por praticantes de exercício físico em academia na zona sul do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 37. 2013. Disponível em:

-Xavier, J.M.G.; Barbosa, J.E.P.; Macêdo, É.M.; Almeida, A.M. Perfil dos consumidores de termogênicos em praticantes de atividade física nas academias de Santa Cruz do Capibaribe-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 50. 2015. p.172-178. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui