Alimentação: consumo e conhecimento por praticantes de exercício físico em uma cidade no interior do RS

Renata Machado Sommer, Fernanda Aline de Moura, Rodrigo Martins da Silva, Fabiana Copês Cesario

Resumo


A nutrição equilibrada, variada e com quantidades adequadas de nutrientes, quando associada à prática de exercício físico, proporciona uma melhora na qualidade de vida do ser humano, pois auxilia na movimentação do corpo, melhora o rendimento e potencializa o efeito dos treinos. Esse estudo teve como objetivo avaliar o consumo alimentar e o conhecimento sobre a alimentação por praticantes de exercício físico em uma cidade no interior do RS. Participaram da pesquisa 43 indivíduos, de ambos os sexos, com faixa etária entre 18 e 54 anos. A coleta de dados se deu através da aplicação de um questionário em três academias localizadas no município de Uruguaiana. Em relação ao consumo alimentar, em ambos os sexos, o consumo de carboidratos encontrou-se abaixo da recomendação diária da AMDR (65,1%). A maioria (97,7%) dos praticantes estava com consumo adequado de proteínas, sendo que apenas um participante apresentou consumo abaixo da recomendação. Quanto aos lipídios, grande parte dos indivíduos consumiam quantidades adequadas, mas observou-se que 23,2% deles consumiam dieta hiperlipídica. A autoavaliação do conhecimento acerca da alimentação saudável mostrou que grande parte dos participantes classifica seus conhecimentos em “suficiente” (62,8%) e “muito bom” (25,6%). No entanto, quando questionados acerca do nutriente de maior consumo diário, grande parte respondeu que a proteína deve ser o macronutriente mais consumido. A partir do exposto, reforça-se a importância de um profissional nutricionista na assistência à praticantes de exercício físico, para garantir a qualidade alimentar e o alcance dos objetivos desejados.


Palavras-chave


Alimentação; Conhecimento; Consumo alimentar

Texto completo:

PDF

Referências


-Adam, B. O.; Fanelli, C.; Souza, E.; Stulbach, T.; Monomi, P. Conhecimento nutricional de praticantes de musculação de uma academia da cidade de São Paulo. Brazilian Journal of Sports Nutrition. Vol. 2. Num. 2. 2013. p.24-36.

-Alaunyte I, Perry JL, Aubrey T. Nutritional knowledge and eating habits of professional rugby league layers: does knowledge translate into practice? J Int Soc Sports Nutr. Vol. 12. Num. 18. 2015. p. 1-7.

-Alves, C.; Lima, R.V.B. Uso de suplementos alimentares por adolescentes. Jornal de Pediatria. Vol. 85. Num 4. 2009. p. 287-294.

-Bacurau, F. R.; Navarro, F.; Uchida, M. C. Hipertrofia, Hiperplasia: Fisiologia, Nutrição e Treinamento do Crescimento Muscular. 3ª edição. São Paulo. Phorte. 2009.

-Barros, A.J.S.; Pinheiro, M.T.C.; Rodrigues, V.D. Conhecimento acerca da alimentação saudável e consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 63. 2017. p. 301-311. Disponível em:

-Carvalho, T.; Rodrigues, T.; Meyer, F.; Zogaib, P.; Lazzoli, J.K.; Magni, J.R.T.; Marins, J.C.B.; Drummond, F.A.; Daher, S.S. Diretriz da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte: modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina no Esporte. Vol. 15. Num. 3. 2009.

-Colucci, A.C.A.; Marchioni, D.M.L.; Fisberg, R.M. Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica. São Paulo, 2009.

-Conselho Federal de Nutricionistas – CFN. Resolução CFN nº600, de 25 de fevereiro de 2018. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, indica parâmetros numéricos mínimos de referência, por área de atuação, para a efetividade dos serviços prestados à sociedade e dá outras providências. Diário Oficial da União. 20 abr. 2018. Seção 1, nº76, p. 157.

-Costa, W. S. A. Avaliação do estado nutricional e hábitos alimentares de alunos praticantes de atividade física de uma academia do município de São Bento do Uno-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 36. 2012. p. 464-469. Disponível em:

-Domingues, S. F.; Marins, J. C. B. Utilização de recursos ergogênicos e suplementos alimentares por praticantes de musculação em Belo Horizonte-MG. Revista Fitness e Performance. Vol. 6. Num. 4. 2007. p.218-226.

-Ferreira, L.; Horonato, D.; Stulback, T.; Narciso, P. Avaliação do IMC como indicativo de gordura corporal e comparação de indicadores antropométricos para determinação de risco cardiovascular em frequentadores de academia. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 42. 2013. p.324-332. Disponível em:

-Gomes, G. S.; Degiovanne, G. C.; Garlipp, M. R.; Chiarello, P. G.; Jordão, A. A. Caracterização do consumo de suplementos nutricionais em praticantes de atividade física em academias. Medicina. Vol. 41. Num. 3. 2008. p.327-333.

-Harati, H.; Hadaegh, F.; Momenan, A.A.; Ghanei, L.; Bozorgmanesh, M.R.; Ghanbarian, A., et al. Reduction in incidence of type 2 diabetes by lifestyle intervention in a middle eastern community. Am J Prev Med. Vol. 6. Num. 38. 2010. p. 628-636.

-Institute of Medicine. Food and Nutrition Board. Dietary references intakes of energy, carbohydrate, fiber, fat, fatty acids, cholesterol, protein and aminoacids (macronutrients). Washington: National Academy Press, 2002.

-Karkle, M. B. Uso de suplemento alimentar por praticantes de musculação e sua visão sobre o profissional nutricionista na área de nutrição esportiva em uma academia no município de Braço do Norte-SC. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Num. 53. 2015. p.447-453. Disponível em:

-Lollo, P.C.B.; Tavares, C.F. Perfil dos consumidores de suplementos dietéticos nas academias de ginástica de Campinas, SP. Revista Digital. Buenos Aires. Ano. 10. Num. 76. Set, 2004.

-Lopes, F. G.; Mendes, L. L.; Binoti, M. L.; Oliveira, N. P.; Percegoni, N. Conhecimento sobre nutrição e consumo de suplementos em academias de ginástica de Juiz de Fora, Brasil. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 21. Núm. 6. 2015. p.451-456.

-Mahan, L. K.; Escott-Stump, S. Krause: Alimentos, nutrição e dietoterapia. Editora Elsevier. Vol. 3. 2011.

-Mahan, L. K.; Escott-Stump, S.; Raymond, J. L. Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia. Rio de janeiro. Elsevier. 2013.

-Mallmann, J.A.; Berleze, K.J. Perfil dietético e antropométrico de adultos praticantes de exercícios físicos em academias do município de Lajeado-RS que não estão em reeducação alimentar. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 4. Num. 21. 2010. p. 231-241. Disponível em:

-Mcardle, W. D.; Katch, F. I.; Katch, V. L. Nutrição: para o desporto e exercício. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2001.

-Menon, D.; Santos, J.S. Consumo de proteína por praticantes de musculação que objetivam hipertrofia muscular. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 18. Num. 1. 2012.

-Morais, A. C. L.; Silva, L. L. M.; Macêdo, E. M. C. Avaliação do consumo de carboidratos e proteínas no pós-treino em praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 8. Num. 46. 2014. p.247-253. Disponível em:

-Oliveira, A. F.; Fatel, E. C.; Soares, B. M.; Círico, D. Avaliação Nutricional de praticantes de musculação com objetivo de hipertrofia muscular do município de Cascavel, PR. Colloquium Vitae. Vol. 1. 2009. p.44-52.

-Paes, S. R. Conhecimento nutricional dos praticantes de musculação da Secretaria de Estado de Esporte do Distrito Federal. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 32. 2012. p.105-111. Disponível em:

-Pontes, M. C. F. Uso de suplementos alimentares por praticantes de musculação em academias de João Pessoa-PB. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 9-27. Disponível em:

-Quintiliano, E. L.; Martins, J. C. L. Consumo de suplemento alimentar por homens praticantes de musculação, nas academias centrais do município de Guarapuava-PR. Revista Eletrônica Polidisciplinar Vôos. Vol. 2. 2009. p. 3-13.

-Rique, A.B.R.; Soares, E.A.; Meirelles, C.M. Nutrição e exercício na prevenção e controle das doenças cardiovasculares. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 8. Num. 6. 2002. p. 244-254.

-SBME. Sociedade Brasileira De Medicina Do Esporte. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Diretriz da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 2. 2009. p. 3-12.

-Shiroma, E.J.; Lee, I.M. Physical activity and cardiovascular health: lessons learned from epidemiological studies across age, gender, and race/ethnicity. Circulation. Vol. 7. Num. 122. 2010. p. 743-752.

-Sussmann, K. Avaliação do consumo de suplementos nutricionais por praticantes de exercício físico em academia na zona sul do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 35-42. Disponível em:

-Unesp. Ciência esporte e saúde. Jornal biosferas. Edição especial, 2015.

-WHO. World Health Organization. Active ageing: a policy framework. Geneva. World Health Organization; 2002.

-WHO. World Health Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: World Health Organization; 1995 (WHO Technical Report Series 854).

-Zamin, T. V.; Schimanoski, V. M. Avaliação de hábitos alimentares saudáveis e uso de suplementos alimentares entre frequentadores de academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 4. Núm. 23. p. 410-419. 2010. Disponível em:

-Zilch, M. C.; Soares, B. M.; Bennemann, G. D.; Sanches, F. L. F. Z.; Cavazzotto, T. G.; Santos, E. F. Análise da ingestão de proteínas e suplementação por praticantes de musculação nas academias centrais da cidade de Guarapuava-PR. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 35. 2012. p.381-388. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui