A influência da formação em Educação Física na expressão da neofobia alimentar

  • Francisco das Chagas Araújo Sousa Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual do Piaui (UESPI), Piaui, Brasil. Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Francisca Nayane Medeiros Brito Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Fabricio Alves da Silva Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Augusto Cesar Evelin Rodrigues Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Evaldo Hipolito de Oliveira Universidade Federal do Piaui (UFPI), Teresina-PI, Brasil.
  • Roseane Mara Cardoso Lima Verde Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Raimundo Nonato Cardoso Miranda Junior Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Francisco Laurindo da Silva Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), São Luis-MA, Brasil.
  • Halmisson Darley Santos Siqueira Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Erika Vicencia Monteiro Pessoa Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), Universidade de São Paulo (USP), São Paulo-SP, Brasil.
  • Natalia Monteiro Pessoa Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
  • Denis Romulo Leite Furtado Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), São Luis-MA, Brasil.
Palavras-chave: Escala de neofobia alimentar, Comportamento alimentar, Estudantes

Resumo

Introdução: A neofobia alimentar é uma aversão ao consumo ou incapacidade de conhecer novos alimentos, esse comportamento ocorre da infância até a fase adulta por estar associados aos hábitos, costumes e cultura sendo influenciado pela família e a tecnologia, modulando assim na escolha do alimento desconhecido. Objetivos: Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da formação acadêmica em Educação Física na expressão do comportamento alimentar neofóbico entre estudantes universitários. Materiais e Métodos: Tratou-se de uma pesquisa de campo, exploratória, descritiva, de corte transversal, com abordagem quantitativa, envolvendo 105 estudantes de Educação Física e Nutrição. Resultados e Discussões: A maioria dos participantes do curso de Educação Física era do sexo masculino e os de Nutrição eram do sexo feminino, não foi identificada interação entre o curso que o estudante estava cursando e o período de formação, de maneira geral, a expressão da neofobia alimentar, avaliada pela escala de neofobia alimentar, não foi diferente entre os estudantes de Nutrição e de Educação Física nos dois períodos avaliados. Foi encontrado efeito isolado do período, se ingressante ou concluinte, mas não se encontrou efeito nos cursos. As análises mostraram que os estudantes de Educação Física e Nutrição que estavam concluindo o curso apresentaram valores mais elevados na escala, quando comparados aos ingressantes. Conclusão: Foi observado que tanto a formação acadêmica em Educação Física e Nutrição e o conhecimento adquirido ao longo do curso parecem não ter muita influência sobre a expressão da neofobia alimentar.

Biografia do Autor

Francisco das Chagas Araújo Sousa, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual do Piaui (UESPI), Piaui, Brasil. Centro Universitário de Ciências e Tecnologia do Maranhão (UniFacema), Caxias-MA, Brasil.
Professor Adjunto da disciplina de Fisiologia do Curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da UESPI.

Referências

-Ainett, W. S. O; Costa, V. V. L; Sá, N. N. B. de. Fatores associados à insatisfação com a imagem corporal em estudantes de nutrição. Revista Brasileira de Obsesidade Nutrição e Emagrecimento, São Paulo. Vol. 11. Num. 62. p.75-78. 2017. Disponível em: <http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/487>

-Aquino, J.K; Pereira, P; Reis, V. M. C. P. Hábito e consumo alimentar de estudantes do curso de nutrição das faculdades de Montes Claros-Minas Gerais. Rev.Multitexto. Vol. 3. Num. 1. p.82-88. 2015.

-Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa: ABEP, 2016.

-Batista, A; Neves, C. M. Meireles, J. F. F; Ferreira, M. E. C. Dimensão atitudinal da imagem corporal e comportamento alimentar em graduandos de educação física, nutrição e estética da cidade de Juiz de Fora-MG. Rev. Educ. Fís/UEM. Vol. 26. Num. 1. p.69-77. 2015.

-Busato, M. A; Pedrolo, C; Gallina, L. S; Rosa, L. Ambiente e alimentação saudável: percepções e práticas de estudantes universitários Semina: Ciênc. Biol. Saúde, Londrina. Vol. 36. Num. 2. p.75-84. 2015.

-Bracht, C. M; Piasetzki, C. T. R; Busnello, M. B; Berlezi, E. M; Franz, L. B. B; Boff, E. T. O. Percepção da autoimagem corporal, estado nutricional e prática de atividade física de universitários do Rio Grande do Sul. O Mundo da Saúde, São Paulo. Vol. 37. Num. 3. p.343-353. 2013.

-Brown, K; Wengreen, H; Dimmick, M; Eller, K; Frampton, A; Heaton, E; Christensen, N. Improving diets of college students: survey of dietary habits and focus group per-spectives on how to best teach students. J Health Behav & Pub Health. Vol. 1. Num. 1. p.23-29. 2011.

-Carnerio, M. N. L; Lima, P. S; Marinhp, L. M; Souza, M. A. M. Estado nutricional de estudantes universitários associados aos hábitos alimentares. Rev Soc Bras Clin Med. Vol. 14. Num. 2. p.84-88. 2016.

-Conselho Federal de Nutrição: CFN. Resolução n° 380/2005. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, estabelecem parâmetros numéricos de referência, por área de atuação, e dá outras providências. Diário Oficial da União. jan, 2006.

-Dovey, T. M; Aaldridge, V. K; Dignan, W; Staples, P. A; Gibson, E. L; Halford, J. C. G. Developmental differences in sensory decision making involved in deciding to try a novel fruit. Brit J Health Psychol. Vol. 17. Num. 2. p.258-272. 2012.

-Driskell, J. A; Schake, M. C; Detter, H. A. Using nutrition labeling as a potential tool for changing eating habits of university dining hall patrons. J Am Diet Assoc. Vol. 108. Num. 12. p.2071-2076. 2008.

-Feitosa, E. P. S; Dantas, C. A. O; Andradewartha, E. R. S; Marcellini, P. S; Mendesneto, R. S. Hábitos alimentares de estudantes de uma universidade pública no nordeste, Brasil. Alim. Nutr. Vol. 21. Num. 2. p.225-230. 2010.

-Ferrari, E. P. Percepção da imagem corporal e fatores associados em estudantes de educação física. Dissertação. Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desporto. Santa Catarina. 2012.

-Ferreira, D. Q. C; Castro, F. N; Lopes, F. A. Influência da formação acadêmica em nutrição na expressão da neofobia alimentar. Ciênc. Saúde Coletiva. Vol. 22. Num. 2. p.339-346. 2017.

-Frank, R; Claumann, G. S, Pinto, A. de A; Cordeiro, P. C; Felden, É. P. G; Pellegrini, A. Fatores associados à insatisfação com a imagem corporal em acadêmicos de educação física. J Bras Psiquiatr. Vol. 65. Num. 2. p.161-167. 2016.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica - IBGE. Coordenação de Índices de Preços. Pesquisa de orçamentos familiares 2002-2003: análise da disponibilidade domiciliar e estado nutricional no Brasil. Rio de Janeiro. 2014.

-Marcondelli, P; Costa, T. H. M; Schmitz, B. A. S. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3°ao 5°semestres da área da saúde. Rev. Nutr. Campinas. Vol. 21. Num. 1. p.39-47. 2008.

-Martins, M. do P. S. C; Gomes, A. L. M; Martins, M. do C. de C. e; Mattos, M. A de; Filho, M. D de S; Mello, D. B. de; Dantas, E. H. M. Consumo alimentar, pressão arterial e controle metabólico em idosos diabéticos hipertensos. Rev Bras Cardiol. Vol. 23. Num. 3. p.162-170. 2010.

-Matias, C. T; Fiore, E. G. Mudanças no comportamento alimentar de estudantes do curso de nutrição em uma instituição particular de ensino superior. Nutrire: ver. Soc. Bras. Alim. Nutr. J. Brazilian Soc. Food Nutr. São Paulo-SP. Vol. 35. Num. 2. p.53-66. 2010.

-Mauricio, L. K; Vargas, L. M; Cantorani, J. R. H. Fatores associados a insatisfação com imagem corporal de estudantes universitários. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol. 14. Num. 2. p.41-50. 2015.

-Mustonen, S; Oerleamans, P; Tuorila, H. Why don’t they like that? And can I do anything about it? The nature and correlates of parents’ attributions and self-efficacy beliefs about preschool children’s food preferences. Appetite. Vol. 66. p.34-43. 2013.

-Oliveira, M. N; Sampaio, T. M. T; Costa, E. A. O. Educação nutricional de pré-escolares – um estudo de caso. Rev Bras Econ Dom, Viçosa. Vol. 25. Num. 1. p.93-113. 2014.

-Pliner, P; Hobden, K. Development of a scale to measure the trait of food neophobia in humans.Appetite. Vol. 19. Num. 2. p.105-120. 1992.

-Quick, V; Lipsky, L. M; Laffel, L. M. B; Mehta, S. N; Quninn, H; Nansel, T. R. Relationships of neophobia and pickiness with dietary variety, dietary quality and diabetes management adherence in youth with type 1 diabetes. Eur J Clin Nutr. Vol. 68. Num. 1. p.131-136. 2014.

-Rodriguez-Anez, C. R; Reis, R. S; Pretroski, E. L. Brazilian version of a lifestyle questionnaire: translation and validation for young adults. Arq Bras Cardiol. Vol. 91. Num. 2. p.92-98. 2008.

-Seo, S; Kim. O. Y; Oh, S; Yun, N. Influence of informational and experiential familiarity on image of local foods. Int J Hosp Manag. Vol. 34. p.295-308. 2013.

-Siegrist, M; Hartmann, C; Keller, C. Antecedents of food neophobia and its association with eating behavior and food choices. Food Qual Prefer. Vol. 30. Num. 2. p.293-298. 2013.

-Silva, L. V; Malbergier, A; Stempliuk, V. de A; Andrade, A. G. Factors associated with drug and alcohol use among university students. Rev Saúde Pública. Vol. 40. Num. 2. p.280-288. 2006.

-Souza, J. V; Bastos, T. P. F; Oliveira, M. F. A. Perfil dos alunos universitários dos cursos de educação física e fisioterapia em relação à alimentação e a atividade física. Rev. Práxis. Vol. 4. Num. 11. p.103-113. 2014.

-Souza, Q. J. O. V; Rodrigues, A. M. Comportamento de risco para ortorexia nervosa em estudantes de nutrição. J Bras Psiquiatr. Vol. 63. Num. 3. p.200-204. 2014.

-Ventura, A. K; Worobey, J. Early influences on the development of food preferences. Curr Biol. Vol. 23. Num. 9. p. 401-408. 2013.

-Viana, V. Psicologia, saúde e nutrição: contributo para o estudo do comportamento alimentar. Anál Psicol. Vol. 20. Num. 4. p. 611-624. 2002.

Publicado
2019-09-19
Como Citar
Sousa, F. das C. A., Brito, F. N. M., da Silva, F. A., Rodrigues, A. C. E., de Oliveira, E. H., Lima Verde, R. M. C., Miranda Junior, R. N. C., Silva, F. L. da, Siqueira, H. D. S., Pessoa, E. V. M., Pessoa, N. M., & Furtado, D. R. L. (2019). A influência da formação em Educação Física na expressão da neofobia alimentar. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 13(81), 820-829. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1449
Seção
Artigos Científicos - Original