ANÁLISE DO ESTADO NUTRICIONAL E QUALIDADE DO SONO DE PRATICANTES DE ESPORTES EM GERAL

  • VANESSA ZANI COUTINHO Centro Universitário Salesiano
Palavras-chave: Sleep. Nutritional status. Sleep hygiene

Resumo

Cada vez mais se observa a preocupação das pessoas com a qualidade de vida e, devido a esse fato, a prática de esportes por não atletas vem crescendo consideravelmente. Por outro lado,  destaca-se um crescimento de doenças ligadas à obesidade, o que pode estar relacionado à qualidade do sono. Dessa forma, o objetivo do estudo foi  analisar o estado nutricional e a qualidade do sono de praticantes de esportes em geral, não atletas profissionais. Esta pesquisa se caracteriza por um estudo transversal, cujo critério estabelecido para a participação era que as os voluntários fossem adultos e praticantes de esporte. Os indivíduos responderam ao questionário on-line que avaliou seu padrão de sono através do Questionário de Pittisburg, Questionário de atividade física desempenhada e Questionário de Análise do  estado nutricional (questionário on-line de avaliação nutricional). Os dados foram apresentados a partir de estatística descritiva, na qual as variáveis categóricas foram apresentadas por meio de frequência absoluta e relativa, e as variáveis quantitativas foram expressas por média e desvio padrão. A maioria dos entrevistados era do sexo feminino, cerca de 69% da amostra, sendo que 51% apresentavam estado nutricional eutrófico. Porém, entre os indivíduos em estado de sobrepeso e obesidade, 61% declararam consumir carboidratos simples com frequência, o que desencadeou um resultado de 60% da amostra com tempo de sono considerado insuficiente. Conclui-se  que os hábitos alimentares estão diretamente ligados aos hábitos de sono e, consequentemente, ao estado nutricional dos indivíduos. Alterações no ciclo circadiano afetaram os resultados desses indivíduos.

Referências

-Barbosa, G. O. Associação entre duração do sono e comportamento alimentar em escolares de 7 a 14 anos do município de Florianópolis-SC. Santa Catarina. 2014.

-Bertolazi, A. N. Tradução, adaptação cultural e validação de dois instrumentos de avaliação do sono: Escala de Sonolência de Epworth e Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh. Faculdade de Medicina-UFRS. Rio Grande do Sul. 2008.

-Brasil. Ministério da Saúde. IMC em adultos. Brasília, 2017. Disponível em: https://www.saude.gov.br/component/content/article/804-imc/40509-imc-em-adultos. Acesso em: 07/09/2019.

-Canuto, R. Distropia. Cronobiologia: a influência dos ritmos circadianos na obesidade. 2012. Disponível em: https://distropia.wordpress.com/2012/07/25/cronobiologia-a-influencia-dos- ritmos-circadianos-na-obesidade-4/. Acesso em: 07/09/2019.

-Cipolla-Neto, J.; Amaral, F. G. Melatonin as a hormone: new physiological and clinical insights. Universidade Federal de São Paulo. São Paulo. 2018.

-Crispim, C. A.; Zalcman, I.; Datilo, M.; Padilha, H. G.; Tufik, S.; Mello, M. T. Relação entre sono e obesidade: uma revisão da literatura. Arquivo Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia. São Paulo. 2007.

-Fernandes, R. M. F. O Sono Normal. Simpósio Distúrbios Respiratórios do Sono. Ribeirão Preto. 2006. p. 157-168.

-Gabriel, B. M.; Zierath J. R. Circadian rhythms and exercise - re-setting the clock in metabolic disease. Nature Reviews Endocrinology. New York. 2019. Disponível em: https://www.nature.com/articles/s41574-018-0150-x. Acesso em: 31/05/2020.

-Goel, N.; Spaeth, A. M.; Dinges, D. F.; The Cumulative Neurobehavioral and Physiological Effects of Chronic Caffeine Intake: Individual Differences and Implications for the Use of Caffeinated Energy Products. Nutrition reviews. 2014. p. 34-47.

-Guimarães, L. C.; Val, C. A.; Santos, J. R.; Menger, L.; Lazzaretti, C. Relações Entre A Privação Do Sono E A Homeostase De Glicose: Revisão Sistemática De Literatura. Revista Perspectiva: Ciência e Saúde. Vol. 4. 2019. p. 85-105.

-Hasler, G.; Buysse, D. J.; Klaghofer, R.; Gamma, A.; Ajdacic, V.; Eich, D.; Rössler, W.; Angst, J. The association between short sleep duration and obesity in young adults: a 13-year prospective study. Sleep. 2004. p. 661-666.

-Hirschbruch, M.; Carvalho, J. D. Nutrição Esportiva: uma visão prática. 2ª edição. Manole. 2008.

-Kershaw, E. E, Flier, J. S. Adipose tissue as an endocrine organ. J Clin Endocrinol Metab. n. 89. 2004. p. 2548-2556.

-Martinez, D.; Lenz, M. C. S.; Barreto, L. M. Diagnóstico dos transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano. Jornada Brasileira de Pneumologia. Rio Grande do Sul. 2008. p. 173-180. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v34n3/v34n3a08. Acesso em: 07/09/2019.

-McNeil, J.; Drapeau, V.; Gallant, A. R.; Tremblay, A.; Doucet, E.; Chaput, J. P. Short sleep duration is associated with a lower mean satiety quotient in overweight and obese men. European Journal of Clinical Nutrition. Vol. 67. 2013. p. 1328-1330.

-Oliveira, L. H.; Vieira, C. L. Uma breve história do sono - e da insônia. Super Interessante. 2018. Disponível em: https://super.abril.com.br/ciencia/silencio-pois-o-sono-e-leve/. Acesso em: 07/09/2019.

-Paris, P.; Grandi, G.; Siviero, J.; Pereira, F. B. Sono, estado nutricional e hábitos de vida de caminhoneiros. Revista Ciência & Saúde. 2013. p. 197-205.

-Sinton, C. M.; Fitch, T. E.; Gershenfeld, H. K. The effects of leptin on REM sleep and slow wave delta in rats are reversed by food deprivation. J Sleep Res. Núm. 8. 1999. p. 197-203.

-Soares, M. J. R. C. Influência da qualidade do sono na performance dos atletas de alta competição. Universidade do Porto. Porto. 2011.

-Taheri, S.; Lin, L.; Austin, D.; Young, T.; Mignot, E. Short sleep duration is associated with reduced leptin, elevated ghrelin, and increased body mass index. PLoS Med. Núm. 1. 2004. p. 210-217.

-Zanuto, E.; Lima, M. C.; Araújo, R. G.; Silva, E. P.; Anzolin, C. C.; Yndawe, M.; Codogno, J. S.; Christofaro, D. G. D.; Fernandes, R. A. Distúrbios do sono em adultos de uma cidade do estado de São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia. 2015. p. 42-53.

-Zuo, H.; Shi, Z.; Yuan, B.; Dai, Y.; Hu, G.; Wu, G. Interaction between physical activity and sleep duration in relation to insulin resistance among non-diabetic Chinese adults. BMC Public Helth. 2012. p. 12-247.

Publicado
2021-10-22
Como Citar
ZANI COUTINHO, V. (2021). ANÁLISE DO ESTADO NUTRICIONAL E QUALIDADE DO SONO DE PRATICANTES DE ESPORTES EM GERAL. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 15(93), 297-313. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1702
Seção
Artigos Científicos - Original