Composição corporal de praticantes de musculação e atletas de judô de academias de Campo Grande-MS

  • Priscila Reis dos Santos Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Curso de Nutrição, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Bruna Campelo Samways Fernandez Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Curso de Nutrição, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Stephannie Torres Delmondes Cabral Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Curso de Nutrição, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Mariana Falaschi Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Curso de Nutrição, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Fabiane La Flor Ziegler Sanches Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Curso de Nutrição, Campo Grande-MS, Brasil.
Palavras-chave: Antropometria, Estado Nutricional, Ciências da Nutrição e do Esporte

Resumo

Objetivou-se avaliar a composição corporal de praticantes de musculação e atletas de judô. Estudo transversal descritivo com 50 participantes, de ambos os sexos, entre 18 e 35 anos, com prática regular de pelo menos três vezes por semana, duração de 60 minutos/dia, com tempo mínimo de prática de 6 meses e que assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. As medidas aferidas foram peso, estatura, pregas cutâneas e circunferências. Para cálculo do percentual de gordura corporal foi utilizado protocolo de três pregas cutâneas, obtendo-se a densidade corporal, a qual foi convertida em percentual de gordura corporal (GC). Do total de participantes, 29 eram do sexo feminino e 21 do masculino. Na modalidade de musculação foi encontrada média de peso de 63,77kg, estatura de 1,66m, circunferência da cintura (CC) de 73,4cm e Relação Cintura Quadril (RCQ) de 0,76cm, predominando o sexo feminino nesta categoria.  No judô foi observada média de peso de 74,50kg, estatura de 1,70m, CC de 81,6cm e RCQ de 0,83cm, com predominância masculina. Houve uma diferença estatística significante (p<0,0001) entre as duas categorias analisadas, apresentando predominância de massa magra nos atletas de judô (57,95%) em detrimento dos praticantes de musculação (50,27%). Ao se avaliar a massa gorda, a predominância foi nos praticantes de musculação com média de 28,4% em relação aos atletas de judô (18,8%). Dessa forma, ressalta-se a importância de se conhecer o perfil nutricional desse público, com base no diagnóstico nutricional, podendo fazer a diferença no desempenho físico.

Referências

-Bernardes, A. L.; Della Lucia, C. M.; Faria, E. R. Consumo alimentar, composição corporal e uso de suplementos nutricionais por praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 10. Num. 57. 2016. p. 306-318. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/639>.

-Esteves, A. B.; Oliveira, C. R.; Guimarães, F. S. G.; Ribeiro, M. A.; Santos, T. D.; Enes, B. N. Correlação entre medidas antropométricas de alunos matriculados em uma academia na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais. Universidade Vale do Rio Doce. 2013. Disponível em:< https://www.univale.br/correlacao-entre-medidas-antropometricas-de-alunos-matriculados-em-uma-academia-na-cidade-de-governador-valadares-minas-gerais/>.

-Fernandez, B. C. S.; Cabral, S. T. D.; Sanches, F. L. F. Z. Perfil nutricional e uso de suplementação entre praticantes de musculação e atletas de judô em academias de Campo Grande-MS. BRASPEN Journal. Vol. 3. Num. 31. 2016. p. 242-246.

-Hokama, L. M.; Rodrigues, G. C. G.; Sanches, F. L. F. Z. Avaliação do consumo alimentar de praticantes de musculação e atletas de judô de academias de Campo Grande-MS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 13. Num. 80. 2019. p. 557-564. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1399>.

-Jackson, A.S.; Pollock, M.L. Generalized equations for predicting body density of men. British Journal of Nutrition. Vol. 40. 1978. p. 497-504.

-Jackson, A.S.; Pollock, M.L.; Ward, A. Generalized equations for predicting body density of women. MSSE. Vol. 412. 1980. p. 175-182.

-Siri, W.E. Body composition from fluids spaces and density: analyses of methods. In Techniques for measuring body composition, Washington, DC. National Academy of Science and Natural Resource Council.1961.

-Júnior, R. S.; Abreu, W. C.; Silva, R. F. Composição corporal, consumo alimentar e hidratação de praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 68. 2018. p. 936-946. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/932>.

-Luz, T. B.; Siqueira, O. D.; Crescente, L. A. B.; Garlipp, D. C. Composição corporal e risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares em iniciantes de musculação. Revista de Iniciação Científica da ULBRA. Canoas. Num. 15. 2017. p. 44-53.

-Malta, D. C.; Andrade, S. S de A.; Santos, M. A. S.; Rodrigues, G. B. A.; Mielke, G. I. Tendências dos indicadores de atividade física em adultos: Conjunto de capitais do Brasil 2006-2013. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Pelotas. Vol. 20. Num. 2. 2015. p. 141-151.

-Massart, A.; Silva, E. R.; Silva, N.; Fernandes, J.; Ferreira, J. P. Efeitos da prática de judô na composição corporal e na aptidão física de judocas portugueses com deficiência visual. Revista Científica da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Lisboa. Vol. 3. Num. 1. 2017. p. 6-13.

-Mazzoccante, R. P.; Sousa, I. C.; Mendes, L. C. V.; Mendes, M. C. V.; Asano, R. Y. Comparação da prevalência de métodos de perda de peso pré-competição em judocas de diferentes categorias. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 38. Num. 3. 2016. p. 297-302.

-Morais, T. M. S.; Santos, V. R. M. S.; Sá, O. M. S. Diagnóstico nutricional da seleção masculina Piauiense de Judô. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 66. 2017. p.682-688. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/873>.

-Shariat, A.; Shaw, B. S.; Kargarfard, M.; Shaw, I.; Lam, E. T. C. Kinanthropometric attributes of elite male judo, karate and taekwondo athletes. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 23. Num. 4. 2017. p. 260-263.

-Oliveira, M. R. M.; Fagundes, R. L. M.; Moreira, E. A. M.; Trindade, E. B. S. M.; Carvalho, T. Relação de indicadores antropométricos com fatores de risco para doença cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 94. Num. 4. 2010. p. 478-485.

-Pollock, M. L.; Wilmore, J. H. Exercícios na saúde e na doença. Rio de Janeiro. Medsi. 1993.

-Silva, A.A.; Fonseca, N.S.L. N.; Gagliardo, L.C. A associação da orientação nutricional ao exercício de força na hipertrofia muscular. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 35. 2012. p. 389-397. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/340>.

-Silvino, D.; Silva, J. Avaliação nutricional de praticantes de musculação das academias de Matureia-PB. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 66. 2017. p. 708-718. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/885>.

-Ministério da Saúde. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). Vigilância alimentar e nutricional: orientação básica para a coleta, o processamento, a análise de dados e a informação em serviços de saúde. Brasília. 2004.

-Soares, M. S; Silva, M. G. F.; Silva, M. F. G. Análise e comparação da estimativa do percentual de gordura corporal em praticantes de musculação. Encontro de Extensão, Docência e Iniciação Científica. Vol. 5. Num. 1. 2018.

-Viana, C. M.; Pereira, E. S. Análise e correlação entre antropometria, preensão manual e capacidade motora específica de judocas. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 12. Num. 77. 2018. p. 653-661. Disponível em: <http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/1417>.

-World Health Organization (WHO). Obesity: Preventing and Managing the Global Epidemic. Report of a WHO Consultation on Obesity. Geneva. 1998.

Publicado
2021-07-17
Como Citar
Santos, P. R. dos, Fernandez, B. C. S., Cabral, S. T. D., Falaschi, M., & Sanches, F. L. F. Z. (2021). Composição corporal de praticantes de musculação e atletas de judô de academias de Campo Grande-MS. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 14(88), 484-492. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1743
Seção
Artigos Científicos - Original