A suplementação aguda de nitrato não melhora o desempenho físico de Crossfit, um estudo duplo-cego cross-over

  • Matheus Lima Ricordi Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Isabela da Silva Rodrigues Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Vinicius Barbosa de Oliveira Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Eduardo Gimenes Miron Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Marcel Reginaldo Raiz Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Louise Reche Barcelos Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Marcelo Geroge Rahme Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Túlio César Almeida Posteraro Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Suelen Paula Toledo Cândido Universidade de Franca-SP, Brasil.
  • Tales Sambrano Vieira Universidade Federal de Minas Gerais-MG, Brasil.
  • Gabriel Silveira Franco Universidade de Franca-SP, Brasil.
Palavras-chave: Desempenho atlético, Óxido Nítrico, Suplementos Nutricionais

Resumo

O Crossfit é um esporte em ascensão que demanda uma combinação de força com resistência muscular e que vem ganhando espaço em território nacional. O nitrato inorgânico vem sendo difundido na literatura como um recurso ergogênico para o aumento no desempenho esportivo. Devido à carência de um consenso científico, o presente estudo objetivou avaliar o efeito da suplementação de nitrato de sódio no desempenho de 18 atletas amadores (10 homens e oito mulheres) de Crossfit no protocolo Cyndi. Foi realizado um estudo duplo cego cross-over com washout de sete dias. Inicialmente, foi realizada uma avaliação antropométrica e da composição corporal e posteriormente os testes físicos, divididos em dois encontros, onde cada participante recebeu aleatoriamente uma dose aguda, duas horas antes do início do exercício, contendo 10 mg/kg de cloreto de sódio (placebo) ou de nitrato de sódio. Realizou-se um recordatório de 24 horas antes de cada teste. Computaram-se quantos movimentos cada participante conseguiu realizar em 20 minutos, assim como a percepção subjetiva de esforço ao final da atividade. Não se observou diferenças estatísticas no número de movimentos realizados entre o grupo nitrato e placebo para homens (531 ±139 e 515 ±158) e mulheres (599 ±144 e 534 ±109). Além disso, o Borg e a ingestão alimentar foram semelhantes entre os grupos. Sendo assim, aparentemente, não há nenhum benefício no desempenho esportivo de atletas amadores de crossfit frente à suplementação aguda de nitrato inorgânico, ensejando a condução de novos estudos com protocolos e testes físicos diferentes.

Referências

-Bellar, D.; Hatchet, A.; Judge, L. W.; Breaux, M. E.; Marcus, L. The relationship of aerobic capacity, anaerobic peak power and experience to performance in CrossFit exercise. Biology of Sport. vol. 32. Num. 4. 2015. p.315-320.

-Bescós, R.; Rodríguez, F. A.; Iglesias, X.; Ferrer, M. D.; Iborra, E.; Pons, A. Acute administration of inorganic nitrate reduces VO2 (peak) in endurance athletes. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 43. Num. 10. 2011. p.1979-1989.

-Borg, G. A. Psychophysical bases of perceived exertion. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol.14. Num. 5. 1982. p.377-381.

-Chacao, M.; Dominski, F. H.; Steclan, C.; Filho, A. R. F.; Petreça, D. R. Perfil de composição corporal e de somatotipo de praticantes de Crossfit®. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 13. Num. 82. 2019. p. 212-220.

-Coggan, A. R.; Leibowitz, J. L.; Kadkhodayan, A.; Thomas, D. P.; Ramamurthy, S.; Spearie, C. A.; Waller, S.; Farmer, M.; Peterson, L. R. Effect of acute dietary nitrate intake on maximal knee extensor speed and power in healthy men and women. Nitric Oxide. HHS Public Access. Vol. 48. 2015. p. 16-21.

-Cuenca, E.; Jodra, P.; Pérez-López, A.; González-Rodríguez, L. G. Fernandes da Silva S. Effects of beetroot juice supplementation on performance and fatigue in a 30-s all-out sprint exercise: a randomized, double-blind cross-over study. Nutrients. Vol. 10. Num. 9. 2018. p. 1222.

-Flueck, J. L.; Bogdanova, A.; Mettler, S.; Perret, C. Is beetroot juice more effective than sodium nitrate? The effects of equimolar nitrate dosages of nitrate-rich beetroot juice and sodium nitrate on oxygen consumption during exercise. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism. Vol. 41. Num. 4. 2016. p. 421-429.

-Glassman, G. The Crosfit Trainning Guide. Journal of Crossfit. 2015. p. 23.

-Jackson, A. S.; Pollock, M. L. Generalized equations for predicting body density of men. British Journal of Nutrition. Vol. 40. p.497-504. 1978.

-Jackson, A. S.; Pollock, M. L.; Ward, A. Generalized equations for predicting body density of women. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 12. Num. 3. 1980. p. 175-182.

-Jones, A. M. Influence of dietary nitrate on the physiological determinants of exercise performance: a critical review. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism. Vol. 39. Num. 9. 2014. p. 1019-1028.

-Jones, A. M.; Thompson, C.; Wylie, L. J.; Vanhatalo, A. Dietary Nitrate and Physical Pherformance. Annual Review of Nutrition. Vol. 38. Num. 1. 2018. p. 303-328.

-Kramer, S. J.; Baur, D. A.; Spicer, M. T.; Vukovich, M. D.; Ormsbee, M. J. The effect of six days of dietary nitrate supplementation on performance in trained CrossFit athletes. Journal of The International Society of Sports Nutrition. Vol. 13. 2016. p. 39.

-Kuhn, S. The culture of CrossFit: a lifestyle prescription for optimal health and fitness. Senior Theses. Illinois State University. Normal. 2013.

-Lansley, K. E.; Winyard, P. G.; Bailey, S. J.; Vanhatalo, A.; Wilkerson, D. P.; Blackwell, J. R.; Gilchrist, M.; Benjamin, N.; Jones, A. M. Acute dietary nitrate supplementation improves cycling time trial performance. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 43. Num. 6. 2011. p. 1125-1131.

-Larsen, F. J.; Schiffer, T. A.; Borniquel, S.; Sahlin, K.; Ekblom, B.; Lundberg, J. O.; Weitzberg, E. Dietary inorganic nitrate improves mitochondrial efficiency in humans. Cell Metabolism. Vol. 13. Num. 2. 2011. p. 149-159.

-Larsen, F. J.; Weitzberg, E; Lundberg, J. O; Ekblom, B. Dietary nitrate reduces maximal oxygen sonumption while maintaining work performance in maximal exercise. Free Radical Biology and Medicine. Vol. 48. Num. 2. 2010. p. 342.

-Miranda, D. E. G. A.; Camargo, L. R. B.; Costa, T. M. B.; Pereira, R. C. G. Antropometria. In: Miranda, D. E. G. A.; Camargo, L. R. B.; Costa, T. M. B.; Pereira, R. C. G. (Org.). Manual de avaliação nutricional do adulto e do idoso, Rio de Janeiro. Editora Rubio. 2012. cap. 1. p. 1-46.

-Outlaw, J. J.; Wilborn, C. D.; Smith-Ryan, A. E.; Hayward, S. E.; Urbina, S. L.; Taylor. L. W.; Foster, C. A. Effects of a pre-and post-workout protein-carbohydrate supplement in trained crossfit individuals. Springerplus. Vol. 3. 2014. p. 1-7.

-Peacock, O.; Tjønna, A. E.; James, P.; Wisløff, U.; Welde, B.; Böhlke, N.; Smith, A.; Stokes, K.; Cook, C. J.; Sandbakk, O. Dietary nitrate does not enhance running performance in elite cross-country skiers. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 44. Num. 11. 2012. p. 2213-2219.

-Santos, M. N. C.; Coimbra Junior, M. S. Avaliação do percentual de gordura em praticantes de crossfit e treinamento resistido: uma pesquisa ex post facto. Monografia. Especialização em Educação Física. Universidade do Estado do Pará. Belém. 2017.

-Siri, W. E. Body composition from fluids spaces and density: analyses of methods. In: Techniques for measuring body composition. Washington. National Academy of Science and Natural Resource Council. Vol. 9. Num. 5. 1961. p. 480-491.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 3. p.3-12. 2009.

-Thomas, D. T.; Erdman, K. A.; Burke, L. M. Position of the Academy of Nutrition and Dietetics, Dietitians of Canada, and the American College of Sports Medicine: Nutrition and Athletic Performance. Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics. Vol. 116. Num. 3. 2016. p. 501-528.

-Tirapegui, J.; Ribeiro, S. M. L. Avaliação Nutricional: Teoria e Prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2013.

-V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiro de. Cardiologia. Vol. 89. Núm. 3. p. e24-e79. 2007.

-Vargas, S. C.; Fernandes, H. R.; Lupion R. Prevalência de uso dos suplementos nutricionais em praticantes de atividade física de diferentes modalidades. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 52. 2015. p. 1981-9927.

-Veiga, E. V.; Nogueira, M. S.; Cárnio, E. C.; Lavrador, M. A. S.; Moraes, S. A.; Nobre, F.; Lima, N. K. C. A medida da pressão arterial por profissionais e estudantes da área da saúde. VII Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão. Goiânia 5-8 de agosto de 1998.

Publicado
2021-07-17
Como Citar
Ricordi, M. L., Rodrigues, I. da S., Oliveira, V. B. de, Miron, E. G., Raiz, M. R., Barcelos, L. R., Rahme, M. G., Posteraro, T. C. A., CândidoS. P. T., Vieira, T. S., & Franco, G. S. (2021). A suplementação aguda de nitrato não melhora o desempenho físico de Crossfit, um estudo duplo-cego cross-over. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 14(89), 551-559. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1774
Seção
Artigos Científicos - Original