Perfil nutricional e antropométrico de praticantes recreacionais de surf do sexo feminino

  • Ítalo Galeno Filho Universidade Maurício de Nassau (UNINASSAU), Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Robson Salviano de Matos Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Júlio César Chaves Nunes Filho Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Luis Felipe Viana Correia Universidade de Fortaleza (Unifor), Fortaleza, Ceará Brasil.
  • Lianna Cavalcante Pereira Universidade Maurício de Nassau (UNINASSAU), Fortaleza, Ceará, Brasil.
Palavras-chave: Surfe, Ingestão alimentar, Antropometria

Resumo

O surf é uma modalidade esportiva que aumentou em popularidade principalmente nos últimos anos. São escassas evidências que investiguem aspectos alimentares e antropométricas de surfistas não profissionais. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi analisar as práticas nutricionais e perfil antropométrico de praticantes recreacionais de surf do sexo feminino. A pesquisa foi do tipo transversal, com abordagem quantitativa, realizada no período de setembro a outubro de 2019 em Fortaleza, Ceará. Dezessete 17 surfistas recreacionais do sexo feminino foram avaliadas. Foi utilizado um questionário de frequência alimentar, para verificação dos hábitos alimentares, e foram verificados o peso corporal, estatura, circunferências corporais e percentual de gordura. As participantes tinham idade e IMC médios de 26,5 ±5,21 anos e 21,79 ±1,62 kg/m2, respectivamente.  Todas apresentaram valores de percentual de gordura, bem como dados antropométricos, dentro da normalidade. O tempo de treino não apresentou correlação com as variáveis de composição corporal (p>0,05). Verificou-se uma baixa ingesta frutas e preferência por cereais. O presente estudo concluiu que surfistas recreacionais do sexo feminino apresentam valores de composição corporal dentro dos padrões recomendados pelas organizações de saúde, bem como, apesar da baixa ingesta de frutas, existe a preferência dos alimentos de fonte vegetal e de fonte animal, em detrimento aos ultraprocessados. 

Referências

-Abeso. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Obesidade Mata. Vol. 2. Núm. 8. 2016.

-Barlow, M.J.; Findlay, M.; Gresty, K.; Cooke, C. Anthropometric variables and their relationship to performance and ability in male surfers. Eur J Sport Sci. Vol. 14. Suppl 1. p.S171-S177. 2014.

-Clark, N. Guia de nutrição desportiva. 5ª edição. Artmed. 2015.

-Farley, O.; Harris, N. K.; Kilding, A. E. Anaerobic and aerobic fitness profiling of competitive surfers. The Journal of Strength & Conditioning Research. Vol. 26. Núm. 8. 2012. p.2243-2248

-Felder, J.M.; Burke, L.M.; Lowdon, B.J.; Cameron-Smith, D.; Collier, G.R. Nutritional practices of elite 432 female surfers during training and competition. Int J Sport Nutr. Vol 8. Núm. 36. 1998.

-Hsieh, S.D.; Yoshinaga, H. Abdominal fat distribution and coronary heart disease risk factors in men-waist-height ratio as a simple and useful predictor. International Journal of Obesity and Related Metabolism Disorders. p 585-589. 1995.

-Jackson, A.S.; Pollock, M.L.; Graves, J.E.; Mahar, M.T. Reliability and validity of bioelectrical impedance in determining body composition. Journal of Applied Physiology. Vol. 64. p.529-34. 1988.

-Klick, C.; Jones, C.M.C.; Adler, D. Surfing USA: an epidemiological study of surfing injuries presenting to US EDs 2002 to 2013. Am J Emerg Med. Vol. 34. p.1491-1496. 2016.

-Loveless, D.J.; Minahan, C. Peak aerobic power and paddling efficiency in recreational and competitive junior male surfers. Eur J Sport Sci. Vol.10. p.407-415. 2010.

-Lohman, T.G.; Roche, A.F.; Martorell, R. Anthropometric standardization reference manual. Champaign, Ill. Human Kinetics Books. 1988.

-Louzada, M.L.C.; Martins, A.P.B.; Canella, D.S.; Baraldi, L.G.; Levy, R.B.; Claro, M. Alimentos ultraprocessados e perfil nutricional da dieta no Brasil. Revista de Saúde Pública. Vol. 49. Núm. 38. 2015.

-Maestro, V. Padrão alimentar e estado nutricional: caracterização de escolares de município paulista. Dissertação de Mestrado em Ciência e Tecnologia em Alimentos. Universidade de São Paulo. São Paulo. 2002.

-Mahan, L. K.; Escott-Stump, S.; Raymond, J. L. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. Rio de Janeiro-RJ. Elsevier. 2012.

-Marfell, J.M.; Stewart, A.D.; De Ridder, J.H. International standards for anthropometric assessment. 2012.

-Mcardle, W.D.; Katch, F.I.; Katch, V.L. Nutrição para o desporto e o exercício. 4ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara. 2016.

Mendez-Villanueva, A.; Bishop, D. Physiological aspects of surfboard riding performance. Sports Med. Vol. 35. p.55-55. 2005.

-Moran, K.; Webber, J. Surfing injuries requiring first aid in New Zealand, 2007-2012. IJARE. Vol. 7 p.192-203. 2013.

-Nascimento, M. V. S.; Villa-Nova, T. M. S.; Silva, D. G.; Nascimento, V. T.; Mendes, R.S. Nutrient and food inadequacies among athletes: gender comparisons. J. Phys. Educ. Vol. 27. e2758. 2016.

-Pereira, R.A.; Sichieri, R.; Marins, V.M.R. Razão cintura/quadril como preditor de hipertensão arterial. Caderno de Saúde Pública. Vol. 15. Núm. 2. p. 333. 1999.

-Quételet, A. Antropométrie ou mesure des différentes facultés de l'homme. Bruxelles, C. Muquardt. 1870.

-Ribas, M. R.; Júnior, N. W.; Amorim, C.H.; Cavalheiro, F.S.; Teixeira, T.A.G.; Bassan, J.C. Análise antropométrica e dietética de surfistas amadores, Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 12. Núm. 71. p.387-393. 2018.

-Ribeiro, S. M. L.; Freitas, A. M. P.; Pereira, B.; Vilalva, R.; Krinski, K.; Souza-Junior, T. P. Dietary Practices and Anthropometric Profile of Professional Male Surfers. Journal of Sports Science. Vol. 3. p. 79-88. 2015.

-Rodrigues, L. M.; Vieira, J. M. R.; Buzzi, B. N.; Rosa, R. L. Perfil nutricional de surfistas amadores de itajaí-sc, Brasil. Revista brasileira de nutrição esportiva. São Paulo. Vol. 12. Núm. 71. p.327-333. 2018.

-Rodriguez, N. R.; DiMarco, N. M.; Langley, S. American College of Sports Medicine position stand. Nutrition and athletic performance. Medicine and Science and Sports Exercise. Vol. 41. Núm. 3. p. 709-31. 2009.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 3. p.1- 12. 2009.

-Tran, T.T.; Lundgren, L.; Secomb, J.; Farley, O.R.L.; Haff, G.G.; Seitz, L.B.; Newton, R.U.; Nimphius, S.; Sheppard, J.M. Comparison of physical capacities between nonselected and selected elite male competitive surfers for the national junior team. International Journal of Sports Physiology and Performance. Vol. 10. Núm. 2. p. 178-182. 2015.

-World Health Organiozation (WHO). Physical status: the use and interpretation of antropometry. report of a Who Expert Committee. Geneva. p. 263-311. 1995.

Publicado
2021-07-17
Como Citar
Galeno Filho Ítalo, Matos, R. S. de, Nunes Filho, J. C. C., Correia, L. F. V., & Pereira, L. C. (2021). Perfil nutricional e antropométrico de praticantes recreacionais de surf do sexo feminino. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 15(90), 83-91. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1816
Seção
Artigos Científicos - Original