Avaliação antropométrica em crianças com mielomeningocele

Cicera Bezerra Lima, Emiliane de Souza Ferreira, Mauricio Ribeiro Bonifacio, Regina Celia Da silva, Sileno Da silva Santos, Mariana Alvarenga

Resumo


Introdução: Crianças com mielomeningocele constituem um grupo heterogêneo com disfunções crônicas complexas. A assistência nutricional é essencial para estimar a curva de crescimento, as alterações no peso e a velocidade do crescimento, para definir a prevenção e minimizar as complicações. Objetivo: Avaliar a antropometria de crianças com mielomeningocele inserido em um programa de atividade física. Metodologia: Trata-se de um estudo retrospectivo com crianças com mielomeningocele, entre os quais participaram 17 crianças, sendo 11 do sexo masculino e 6 do sexo feminino com a faixa etária entre 7 e 12 anos de idade. Os dados foram comparados com padrões de referências (OMS 2007), mediante os indicadores: E/I e IMC/I, em percentis. Resultados: Observa-se que nos meninos há baixa estatura em 72,7% e que se manteve em 63,6% na segunda avaliação. E nas meninas a estatura em 66,7%, se manteve adequada para idade nas duas avaliações. E no grupo dos meninos houve redução do sobrepeso e obesidade no período de 1ano e no grupo das meninas 50% apresentaram sobrepeso e obesidade em ambos as medições. Discussão: A mielomeningocele está diretamente relacionada com os prejuízos no crescimento e a alta prevalência de sobrepeso e obesidade nessa população é justificada pela combinação da perda da mobilidade e não somente pela ingestão alimentar excessiva. Conclusão: Conclui-se que houve déficit no crescimento, em grande parte dos meninos, tendência, por grande parte do grupo, ao sobrepeso e obesidade. E que são necessários mais estudos que verifiquem o estado nutricional das crianças com mielomeningocele.

 

ABSTRACT

Anthropometric Assessment in Children with Myelomeningoncele

Introduction: Children with myelomeningocele are a heterogeneous group with complex chronic disorders. Nutritional support is essential for estimating the growth curve, changes in weight and growth speed, to set the prevention and minimization of complications. Aim: To assess the anthropometry of children with myelomeningocele inserted in a program of physical activity. Methodology: This was a retrospective study of children with myelomeningocele, including 17 children participated, 11 males and 6 females aged between 7 and 12 years old. Data were compared with reference standards (OMS 2007), by the indicators: E / I and BMI / I in percentiles. Results: We observed that in boys there stature in 72.7% and has remained at 63.6% in the second evaluation. And the girls stature in 66.7%, remained appropriate for age in both evaluations. And the group of boys decreased overweight and obesity in the period of 1year and the group of girls were overweight and 50% obese in both measurements. Discussion: A myelomeningocele is directly related to the losses in growth and the high prevalence of overweight and obesity in this population is justified by the combination of loss of mobility and not by excessive food intake. Conclusion: We conclude that there was a deficit in growth largely boys, trend, for much of the group, to overweight and obesity. And more studies to check the nutritional status of children with myelomeningocele are needed.


Palavras-chave


Mielomeningocele; Antropometria; Crescimento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui