Avaliação dos teores de proteínas e lipídios em barras protéicas

Rafael Marcos Bosquesi, Jaqueline Camisa, Fernando César dos Santos

Resumo


Os vários efeitos benéficos da prática de exercícios têm gerado uma grande procura por academias. Estas pessoas fisicamente ativas passaram também a se preocupar com a alimentação, buscando cada vez mais recursos para melhorar seus resultados, levando a um grande consumo de suplementos alimentares, principalmente os proteicos. Entretanto, análises fiscais demonstraram que nem sempre o que se consome está de acordo com o que está informado no rótulo. Como este problema pode se estender a outros alimentos proteicos, como as barras de proteína, este trabalho teve como objetivo a avaliação dos teores de proteínas e lipídios em barras proteicas encontradas no mercado brasileiro. Realizou-se então a determinação do teor de proteínas pelo método de Kjeldahl modificado, e também, como análise complementar, o teor de lipídios pelo método de Bligh-Dyer modificado. De três marcas avaliadas (denominadas A, B e C), duas apresentaram variação da quantidade de nutrientes declarados além daquela permitida pela legislação, que é de ± 20%. A marca B apresentou teor inferior de proteínas (-29%) e de lipídios (-36%). Já marca C apresentou teor de lipídios superior (39%). Estes resultados indicam irregularidade na composição das barras de proteínas frente à legislação vigente, mostrando a necessidade de um melhor controle por parte das indústrias e uma fiscalização mais efetiva, para garantir que a veracidade das informações nutricionais dos rótulos cumpra o objetivo de auxiliar os consumidores na escolha dos produtos, assim como os profissionais da saúde na orientação das dietas.

 

ABSTRACT

Evaluation of the protein and lipids contents in protein bars

The various beneficial effects of exercising have generated a great demand for gyms. These physically active people also began to worry about nutrition, increasingly seeking resources to improve their results, leading to a large consumption of dietary supplements, especially protein. However, fiscal analysis demonstrates that what is consumed is not always in agreement with what is reported on the label. How this problem can be extended to other protein foods such as protein bars, this study aims to evaluate the protein and lipids contents in protein bars found in the Brazilian market. The study then performed the determination of the protein content by modified Kjeldahl method, and also as a complement, the lipid content by modified Bligh-Dyer method. Of the evaluated three marks (termed A, B and C), two showed a varying amount of nutrients reported beyond that permitted by law, that is ± 20%. The brand B had lower protein content (-29%) and lipids (-36%). Brand C showed higher lipid content (39%). These results indicate irregularity in the composition of the protein bars front of the current legislation, showing the need for better control by industries and more effective supervision, to ensure that the accuracy of nutritional information on labels comply with the aim of assisting consumers in their choice of products, as well as health professionals in guiding diets.


Palavras-chave


Alimento em barra; Barra de proteína; Nutrição esportiva; Suplemento alimentar

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui