Hidratação em nadadores

  • Edilson Tadeu Ferreira Furtado Faculdade Presbiteriana Gammon
  • Rita de Cássia Oliveira Faria Faculdade Presbiteriana Gammon
  • Américo Pierangeli Costa Universidade de Brasília
  • Juliana de Brito Maia Miamoto Universidade Federal de Lavras
  • Wilson César Abreu Universidade Federal de Lavras
Palavras-chave: Natação, Termorregulação, Desidratação, Bebida esportiva

Resumo

A manutenção do balanço hídrico durante o exercício contribui para garantir o desempenho ótimo do atleta. A investigação da desidratação em esportes aquáticos tem sido negligenciada na literatura. Diante disso, este trabalho teve como objetivo avaliar o estado de hidratação de atletas de natação em diferentes condições. Participaram do estudo nove nadadores do sexo masculino das categorias juvenil, junior e sênior. O estado de hidratação diária foi avaliado utilizando a ferramenta WUT (peso, cor da urina e sede) e a osmolalidade urinária. Para avaliar o estado de hidratação durante o treinamento com e sem reposição hídrica (bebida isotônica) foi determinado a taxa de sudorese a partir da diferença da massa corporal medida imediatamente antes e após a sessão de treino e do volume de líquidos ingerido. Do total de atletas avaliado 88,8% dos apresentavam provável desidratação de acordo com a ferramenta WUT. O uso da osmolalidade urinária indicou hipohidratação em 78% dos atletas. Apesar da perda hídrica percentual média (-0,47 ± 0,41%) ter sido baixa durante o treino sem reposição, 88% dos atletas apresentou algum grau desidratação. O uso de bebida isotônica ad libitum durante o treino promoveu ganho ponderal percentual médio igual a 0,13 ± 0,46%. Mesmo sendo praticado em ambiente aquático o treino de natação promoveu perdas hídricas em magnitude que podem ser consideradas baixas. No entanto, devido a relevante variabilidade individual de perda hídrica é importante que o nadador realize a reposição hídrica durante o treinamento. O uso de bebida isotônica pode ser utilizado, mas com volume controlado.

 

ABSTRACT 

Hydration in swimmers

The maintenance of fluid balance during exercise helps to ensure optimal performance of the athlete. The investigation of dehydration in water sports has been neglected in the literature. Therefore, this work had aim to evaluate the hydration status of swimming athletes in different conditions. The study included nine male swimmers of youth, junior and senior categories. The daily hydration status was assessed using the WUT (weight, urine color and thirst) and urinary osmolality. To assess the hydration status during training with and without fluid replacement (isotonic beverage) was given sweat rate from the difference of the body mass measured immediately before and after the training session and the volume of fluid ingested. The total athletes evaluated 88.8% of them presented probable dehydration according to WUT. The urinary osmolality use indicated hypohydration in 78% of the athletes. Although average percentage of water loss (-0.47 ± 0.41%) was low during training without replacement, 88% of the athletes showed some degree dehydration. The use of isotonic beverage ad libitum during training promoted weight gain average percentage equal to 0.13 ± 0.46%. Even being practiced in an aquatic environment, the swim practice promoted water losses in magnitude that can be considered low. However, due to significant individual variability of water loss is important that the swimmer perform fluid replacement during training. The use of isotonic beverage can be used, but with a controlled volume.

Biografia do Autor

Edilson Tadeu Ferreira Furtado, Faculdade Presbiteriana Gammon

Professor da Faculdade Presbiteriana Gammon – Lavras/MG

Rita de Cássia Oliveira Faria, Faculdade Presbiteriana Gammon

Graduada em Nutrição

Especialista em Nutrição Funcional

Américo Pierangeli Costa, Universidade de Brasília
Professor da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília
Juliana de Brito Maia Miamoto, Universidade Federal de Lavras
Doutoranda da Universidade Federal de Lavras e professora do Centro Universitário de Varginha
Wilson César Abreu, Universidade Federal de Lavras
Prof. do Curso de Nutrição da Universidade Federal de Lavras
Publicado
2016-08-02
Como Citar
Furtado, E. T. F., Faria, R. de C. O., Costa, A. P., Miamoto, J. de B. M., & Abreu, W. C. (2016). Hidratação em nadadores. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 10(58), 381-389. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/654
Seção
Artigos Científicos - Original