Avaliação do habito intestinal em mulheres atletas e sua relação com nível de hidratação e uso de suplemento

Tatyana Moral Dall Agnol, Maíta Poli de Araujo, Fernanda Laino, Tathiana R. Parmigiano, Manoel Joao Baptista Castello Girão, Marair Gracio Ferreira Sartori

Resumo


Objetivo: constipação intestinal é a queixa digestória mais comum na população geral e ocorre com maior frequência em mulheres. A atividade física traz inúmeros benefícios à saúde, mas não se sabe ao certo o efeito do exercício do alto rendimento na regulação do habito intestinal. O presente estudo tem como objetivo investigar o hábito intestinal de mulheres atletas e sua relação como nível de hidratação e uso de suplementos por meio da Escala De Bristol. Métodos: a amostra foi composta por 45 mulheres atletas de alto rendimento, com idade média de 23±5 anos. Utilizou-se a Escala de Bristol para caracterização da Consistência de Fezes e questionários para avaliação do grau de hidratação e uso de suplementos. Foram coletadas medidas de peso, perímetros e dobras cutâneas. Resultados: Verificou-se que 56% das atletas apresentavam fezes consideradas normais, 28% de fezes endurecidas e 16% de fezes amolecidas. O uso de suplemento (p=0,03) e o graus de hidratação (p=0,04) foram fatores de risco relacionados com a maior ocorrência de fezes amolecidas nestas atletas estiveram relacionados consideradas). Conclusão: O exercício de alto rendimento exerceu impacto positivo no hábito intestinal das atletas que apresentaram fezes descritas como padrão normal. Entretanto, o consumo de suplementos e o nível de hidratação altera a forma das fezes.

 

ABSTRACT

Bowel habit assessment in female athletes and its relationship to the level of hydration and use of supplement

Objective: Constipation is the most common digestive complaint in the average population and occurs more frequently in women. Physical activity brings several health benefits, but it is still unknown the precise impact of high-performance exercises on regulating bowel habit. The purpose of the present study is to investigate bowel habit of female athletes and its relationship to the level of hydration and use of supplements through the Bristol Scale. Methods: The sample consisted of 45 high-performance female athletes, average age of 23 ± 5 years. Bristol scale has been used to classify the stool consistency and questionnaires to assess the level of hydration and use of supplements. Weight, body circumferences and skin-folds measurements were taken. Results: It was found that 56% of athletes had stools considered normal, 28% had hard feces and 16% had soft stools. The use of supplementation (p = 0.03) and the hydration level (p = 0.04) were related to a higher incidence of soft stools in these athletes. Conclusion: High-performance exercise had a positive impact on bowel habit of athletes who had stool described as normal pattern. However, the use of supplements and the level of hydration changed the form of feces.


Palavras-chave


Exercício; Trato gastrointestinal; Intestino

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui