Estado de hidratação e composição corporal de jogadores de Futebol Americano Flag

Lara Sodre Lazaro Alckmin, Thais Sousa, Larissa Dias, Thiago Portero Vianna, Ana Paula de Lima, Marcia Nacif

Resumo


Objetivos: Avaliar o estado de hidratação e a composição corporal de jogadores de futebol americano flag. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado com jogadores de futebol americano flag, de ambos os sexos de um clube de Guarulhos. A composição corporal foi avaliada por meio da aferição do peso, estatura, dobras cutâneas e circunferências corporais. A avaliação da perda hídrica foi feita pelo cálculo da taxa de sudorese e da porcentagem de perda de peso corporal. Resultados: Foram avaliados 23 jogadores, com idade média de 23 anos. Observou-se que sete atletas possuíam risco muito aumentado para doenças cardiovasculares, sendo também classificados como acima do peso pelo IMC. No entanto, a maior parte dos jogadores apresentou baixa porcentagem de gordura corporal. Em relação a perda hídrica, um atleta foi classificado como levemente desidratado; verificou-se média de 0,49% de porcentagem de perda de peso e 1,33 ml/min de taxa de sudorese. A maior parte dos jogadores apresentou sintomas de desidratação como sede intensa, dor de cabeça, câimbras e sensação de perda de força. Conclusão: Conclui-se que há a necessidade de acompanhamento nutricional individualizado da equipe para garantir um bom estado de hidratação e melhora do estado nutricional, beneficiando assim o treinamento, a competição e a saúde dos indivíduos.

 

ABSTRACT 

State of hydration and body composition of flag american football players

Aim: To evaluate the state of hydration and body composition of American football players. Methods: This is a cross-sectional study, conducted with American flag football players, of both sexes from a Guarulhos club. The body composition was evaluated through the measurement of weight, height, skinfolds and body circumferences. The assessment of water loss was made by calculating the sweating rate and percentage of body weight loss. Results: 23 players were evaluated, with a mean age of 23 years. It was observed that seven athletes had a much increased risk for cardiovascular diseases, being also classified as overweight by BMI. However, most players had a low percentage of body fat. In relation to water loss, an athlete was classified as slightly dehydrated; there was a mean of 0.49% weight loss percentage and 1.33 ml / min sweat rate. Most players had symptoms of dehydration such as intense thirst, headache, cramps, and a feeling of loss of strength. Conclusion: It is concluded that there is a need for individualized nutritional monitoring of the team to ensure a good state of hydration and improvement of nutritional status, thus benefiting the training, competition and health of individuals.


Palavras-chave


Futebol americano; Hidratação; Composição corporal

Texto completo:

PDF

Referências


-Boileau, R.A.; e colaboradores. Exercise and body composition of children and youth. Scandinavian Journal Medicine Science Sports. Copenhagen. Num. 7. 1985. p. 727.

-Burke, E.J.; Winslow, E.; Strube, W.V. Measures of body composition and performance in major college football players. J. Sports Med. Vol. 20. 1980. p. 173-180.

-Deurenberg, P.; Pieters, J.J.L.; Hautvast, J.G.A.J. The assessment of the body fat percentage by skinfold thickness measurements in childhood and young adolescence. Br. J. Nutr. Vol. 63. Num. 2. 1990. p. 293-303.

-Drumond, M.G.; Carvalho, F.R.; Guimarães, E.M.A. Hidratação em atletas adolescentes - Hábitos e nível de conhecimento. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 1. Num. 2. 2007. p. 76-93. Disponível em:

-Ferreira, F.G. Nível de conhecimento dos atletas universitários da UFV sobre a hidratação no exercício. Departamento de Educação Física, Universidade Federal de Viçosa (UFV), 2003.

-Foss, L.M.; Keteyian, S.J. Bases Fisiológicas do Exercício e do Esporte. 6ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2000.

-Freedman, D.S.; Serdula, M.K.; Srinivasan, S.R.; Berenson, G.S. Relation of circumferences and skinfold thickness to lipid and insulin concentration in children and adolescents: the Bogalusa Heart Study. American Journal of Clinical Nutrition, Vol. 69. Num. 2. 1999. p. 308-317.

-Harp, J. B.; Hecht, L. Obesity in the National Football League. The Journal of the American Medical Association. Vol. 293. Num. 9. 2005. p. 1061-1062.

-Jackson, A.S. The effect of sex, age and race on estimating percentage body fat from body mass index: The Heritage Family Study. International Journal of Obesity. Vol. 26. 2002. p. 789-796.

-Jackson, A.S.; Pollock, M.L. Practical assessment of body composition. The Physician and Sports Medicine. Vol. 13. Num. 5. 1985. p. 76-90.

-Mcardle, W.D.; Katch F.I. Exercício e estresse térmico. In: Fisiologia do exercício: nutrição, energia e desempenho humano. 7ª edição. Guanabara Koogan. 2013.

-Merlo, T.E. Prática e desenvolvimento do Futebol Americano de praia no estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. 2005.

-Ministério da Saúde. Antropometria. 2009. Disponível em < http://nutricao.saude.gov.br/documentos/album_antopometria.pdf>. Acesso em: jul de 2009.

-Noel, M.B.; Vanheest, J.L.; Zaneteas, P.; Rodgers, C.D. Body Composition in Division I Football Players. Journal of strength and conditioning research. Vol. 17. Num. 2. 2003. p. 228-237.

-Pinto, S.I.F.; Berdarcki, V.S.; Biesek, S. Avaliação da perda hídrica e do grau de conhecimento em hidratação de atletas de futebol americano. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 8. Num. 45. 2014. p. 171-179. Disponível em:

-Pollock, M.L.; Wilmore, J.H.; Fox, S.M. Exercícios na saúde e na doença. Rio de Janeiro. Medsi. p. 231-605. 1993.

-Rodrigues, F.X.F.; Costa, N.C.G.; Pedroso L.C.; Silva, J.A. futebol americano no país do futebol: o caso do cuiabá arsenal. Barbarói. Num. 41. p. 227-247. 2014.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Diretriz da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte: Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 3. 2009. p. 3-12.

-Tucker, A.M.; Vogel, R.A.; Lincoln, A.E.; Dunn, R.E.; Ahrensfield, D.C.; Allen, T.W.; Castle, L.W.; Heyer, R.A.; Pellman, E.J.; Strollo, P.J.; Wilson, P.W.F.; Yates, A.P. Prevalence of cardiovascular disease risk factors among national football league players. The Journal of the American Medical Association. Vol. 301. Num. 20. 2009. p. 2111-2119.

-William, J.K.; Jon, C.T.; Ricardo, S.; Duncan, N.F.; Nicholas, A.R.; Barry, A.S.; Disa, L.H.; Jakob, L.V.; Jeff, S.V. Body size and composition of national football league players. Journal of strength and conditioning research. Vol. 19. Num. 3. 2005. p. 485-489.

-World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva. Num. 284. 2000. p. 256.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui