Estado nutricional de escolares praticantes de Educação Física

Priscila Antunes Marques, Rogério da Cunha Voser, Giovani dos Santos Cunha, Miguel Ângelo Duarte, Edson Soares da Silva, Gabriel Alves Aimi

Resumo


O presente estudo teve por objetivo analisar o estado nutricional de alunos do ensino médio de duas escolas públicas do município de Porto Alegre/RS. Participaram do estudo 190escolares, 93 do sexo masculino e 97 do sexo feminino, sendo a média de idade dos sujeitos de 16 anos. As coletas foram realizadas durante as aulas de educação física. Foram verificados massa corporal em quilos e estatura em centímetros, para posterior cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC). Os resultados foram analisados a partir de um cálculo diagnóstico, seguindo as tabelas de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS, 2007). Para a comparação entre os sexos foram realizados os testes estatísticos Qui-quadrado e Test U de Mann Whitney no programa SPSS. 20.0. Os resultados identificaram que tanto os meninos quanto as meninas apresentaram, em sua maioria, o índice de massa corporal classificado como eutrófico. No entanto o percentual de sobrepeso e obesidade foi considerável (18% no sexo masculino e 20% no sexo feminino). Não houve diferença estatisticamente significativa entre os sexos. Assim sendo, os resultados obtidos na pesquisa permitiram concluir que o estado nutricional dos escolares apresentou um percentual preocupante de sobrepeso e obesidade, totalizando 20% da amostra geral.

 

ABSTRACT 

Nutritional Status of School children practitioners of Physical Education

The present study had the objective e to analyze and classify the nutritional status of high school students from two public schools in the city of Porto Alegre/RS. The study was attended by 190 children, 93 males and 97 females, with 16 years old as average age. Data was collected during their Physical Education classes. Body mass in kilograms and height in meters were verified, for later calculation of Body Mass Index (BMI). The results were analyzed from a diagnostic calculation, following the reference tables (WHO, 1998). To compare the BMI classifications between the sexes, Qui-square test and Mann Whitney U Test were performed, in the SPSS 20.0 software. The results identified that both boys and girls presented, in the majority, the body mass index classified as eutrophic. However, the percentage of overweight and obesity was considerable (18% in males and 20% in females). There was no statistically significant difference between the sexes and the age groups. The results obtained in the research allowed us to conclude that the nutritional status of most students presented a worrying percentage of overweight and obesity, totaling 20% of the general sample.


Palavras-chave


Estado nutricional; Sedentarismo; Educação Física; Escolares

Texto completo:

PDF

Referências


-Abrantes, M. M.; Lamounier, J. A.; Colosimo, E. A. Prevalência de sobrepeso e obesidade nas regiões nordeste e sudeste do Brasil. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo. Vol. 49. Núm. 2. p. 162-6. 2003.

-Albano, R. D.; Souza, S. B. Ingestão de energia e nutrientes por adolescentes de uma escola pública. J Pediatr. Vol. 77. Núm. 6. p. 512-516. 2001.

-Anjos, L.A.; Castro, I.R.R.; Engstrom, E.M.; Azevedo, A.M.F. Crescimento e estado nutricional em amostra probabilística de escolares no Município do Rio de Janeiro, 1999. Caderno de Saúde Pública. Rio de Janeiro. Vol. 19. Supl. 1. p. 171-179. 2003.

-Azevedo, M.R.; Araújo, C.L.; Silva, M.C.; Hallal, P.C. Tracking of physical activity from adolescence to adulthood: a population-based study. Revista de Saúde Pública. Vol. 41. p. 69-75. 2007.

-Bertin, R. L.; Karkle, E. N. L.; Ulbrich, A. Z.; Stabelini Neto, A.; Bozza, R.; Araujo, I. Q.; Campos, W. D. The nutritional status and dietary intake of adolescents in public schools in the city of São Mateus do Sul, in the State of Paraná, Brazil. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil. Vol. 8. Núm. 4. p. 435-443. 2008.

-Braga, P. D.; Molina, M. C. B.; Cade, N. V. Expectativas de adolescentes em relação a mudanças do perfil nutricional. Ciência e Saúde Coletiva. Vol. 12. Núm. 5. 2007.

-Burlandy, L.; Anjos, L.A. Access to the school food program and nutritional status of schoolchildren in Northeast and Southeast Brazil, 1997. Caderno de Saúde Pública. Vol. 23. Núm. 5. p. 1217-1226. 2007.

-Darido, S. C. A educação física na escola e o processo de formação dos não praticantes de atividade física. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 18. Núm. 1. p. 61-80. 2004.

-Dietz, T. L. An examination of violence and gender role portrayals in video games: Implications for gender socialization and aggressive behavior. Sex roles. Vol. 38. Núm. 5. p. 425-442. 1998.

-Diez, G. R. W. Reflexos da globalização na cultura alimentar: considerações sobre as mudanças na alimentação urbana. Revista de Nutrição. Campinas. Vol. 16. Núm. 4. 2003.

-Dowda, M.; Ainsworth, B.E.; Addy, C.L.; Saunders, R.; Riner, W. Environmental Influences, Physical Activity, and Weight Status in 8- to 16-Year-Olds. Arch Pediatr Adolesc Med. Vol. 155. Núm. 6. p. 711-717. 2001.

-Farias, E. S.; Paula, F.; Carvalho, W.R.G.; Gonçalves, E.M.; Baldin, A.D.; Guerra Junior, G. Efeito da atividade física programada sobre a composição corporal em escolares adolescentes. Rio de Janeiro, Jornal de Pediatria. Vol. 85. Núm. 1. p. 28-34. 2009.

-Flynn, M. A. T.; Mcneil, D. A.; Maloff, B.; Mutasingwa, D.; Wu, M.; Ford, C.; Tough, S. C. Reducing obesity and related chronic disease risk in children and youth: a synthesis of evidence with ‘best practice’ recommendations. Obesity reviews. Vol. 7. Núm. s1. p. 7-66. 2006.

-Guedes, D. P.; De Paula, I. G.; Guedes, J. E. R.; Stanganelli, L. C. R. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes: estimativas relacionadas ao sexo, à idade e à classe socioeconômica. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 20. Núm. 3. p. 151-163. 2006.

-Heyward, V.H.; Stolarczyk, L.M. Applied Body Composition Assessment. Champaign, IL: Human Kinetics. 1996.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 2000. Projeção Preliminar da População do Brasil. Revisão 2000.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) /UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), 1982. Perfil Estatístico de Crianças e Mães no Brasil: Aspectos Nutricionais, 1974-75. Rio de Janeiro. IBGE.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) /UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), 1992. Perfil Estatístico de Crianças e Mães no Brasil: Aspectos Nutricionais, 1989. Rio de Janeiro. IBGE.

-Janssen, I.; Katzmarzyk, P.T.; Boyce, W.F.; King, M.A.; Pickett, W. Overweight and Obesity in Canadian Adolescents and their Associations with Dietary Habits and Physical Activity Patterns. Journal of Adolescent Health. Vol. 35. Núm. 1. p. 360-7. 2004.

-Magalhães, V.C.; Azevedo, G.; Mendonça, S. Prevalência e fatores associados a sobrepeso e obesidade em adolescentes de 15 a 19 anos das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, 1996 - 1997. Caderno de Saúde Pública. Vol. 19. Núm. 1. p. 129-39. 2003.

-Malina, R. M.; Bouchard, C. Atividade física do atleta jovem: do crescimento à maturação. São Paulo. Editora Roca. 2002.

-Mota, J.; Ribeiro, J.; Santos, M.P.; Gomes, H. Obesity, Physical Activity, Computer Use, and TV Viewing in Portuguese Adolescents. Pediatric Exercise Science. Vol. 18. Núm. 1. p. 113-121. 2006.

-Oehlschlaeger, M.H.K.; Pinheiro, R.T.; Horta, B.; Gelatti, C.; San’tana, P. Prevalência e fatores associados ao sedentarismo em adolescentes de área urbana. Revista de Saúde Pública. Vol. 38. Núm. 2. p.157-63. 2004.

-Organização Mundial de Saúde – OMS. Growth reference data for 5-19 years. 2007. Disponível em:

-Organização Mundial de Saúde – OMS. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva. WHO. 1995.

-Sallis, J. Epidemiology of physical activity and fitness in children and adolescents. Crit Ver Food Sci Nutr. Vol. 33. Núm. 4-5. p. 403-408. 1993.

-Silva, M. S.; Bracht, V. Na pista de práticas e professores inovadores na educação física escolar. Kinesis. Vol. 30. Núm. 1. 2012.

-Sotelo, Y.O.M.; Colugnati, F.A.B.; Taddei, J.A.A.C. Prevalência de sobrepeso e obesidade entre escolares da rede pública segundo três critérios de diagnóstico antropométrico. Caderno de Saúde Pública. Vol. 20. Núm. 1. p. 233-240. 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui