Conduta nutricional de bailarinos adolescentes de ambos os sexos

Marcelo Romanovitch Ribas, Nelson Wasch Júnior, Ana Cláudia Trindade Araújo da Silva, Felipe dos Santos Cavalheiro, Thais Almeida Góis dos Santos Teixeira, Júlio César Bassan

Resumo


Uma alimentação balanceada constitui um fator primordial para os bailarinos, devido a sua contribuição para melhorar a composição corporal e aptidão física deste público. O objetivo da pesquisa foi avaliar a conduta nutricional de macro- e micronutrientes na dieta de bailarinos clássicos adolescentes. Foram avaliados nove bailarinos, do sexo masculino com 16,4 ± 1,5 anos e feminino 14,5 ± 0,9 anos. O percentual de gordura mostrou valores de 8,8 ± 1,3% e 8,7 ± 2,2% para os meninos e meninas nesta ordem. O consumo alimentar dos bailarinos, foi registrado no questionário semi-quantitativo de frequência alimentar. Os meninos raramente consumiam leites e derivados 28,8%, hortaliças e frutas 70%, bebidas 35,7% e produtos diet ou light 100% onde p˂0,05. As meninas consumiam petiscos e enlatados 1 vez por semana 66,7% e raramente bebidas 84,6% e produtos diet light 92,9% onde p˂0,05. A ingesta de macronutrientes foi determinada por intermédio de um recordatório alimentar de três dias. O percentual de carboidrato ingerido na dieta dos bailarinos foi de 57,8 ± 16,1% e das bailarinas de 59,7 ± 5,5%. Para as proteínas o valor para os dançarinos foi de 18 ± 6,2% e de 17 ± 2,9 para as dançarinas. Sobre os lipídios os numerários ingeridos foram de 19,6 ± 7,6% e 21,7 ± 4,7% nesta ordem para meninos e meninas onde, p≥0,05. Em conclusão, os bailarinos do presente estudo, mostraram uma inadequação alimentar, não coerentes com as necessidades diárias de nutrientes, para sua modalidade de dança.

 

ABSTRACT 

Nutritional conduct of adolescent dancers of both sex

A balanced diet is a major factor for dancers because of their contribution to improving the body composition and physical fitness of this audience. The objective of the research was to evaluate the nutritional behavior of macro- and micronutrients in the diet of classic adolescent dancers. Nine male dancers of 16.4 ± 1.5 years old and female 14.5 ± 0.9 years old were evaluated. The fat percentage showed values of 8.8 ± 1.3% and 8.7 ± 2.2% for boys and girls in this order. The food consumption of the dancers was recorded in the semi-quantitative food frequency questionnaire. Boys rarely consumed milks and derivatives 28.8%, vegetables and fruits 70%, beverages 35.7% and products diet or light 100% where p˂0.05. Girls consumed snacks and canned once a week 66.7% and rarely drinks 84.6% and diet light products 92.9% where p˂0.05. Macronutrient intake was determined through a three-day dietary recall. The percentage of carbohydrate in the diet of the dancers was 57.8 ± 16.1%, of the dancers 59.7 ± 5.5%. For the protein the value for the dancers was 18 ± 6.2% and 17 ± 2.9 for the dancers. Considering lipids, the ingested numbers were 19.6 ± 7.6% and 21.7 ± 4.7% in this order for boys and girls where, p≥0.05. In conclusion, the dancers of the present study showed a feeding inadequacy, not consistent with the daily nutrient requirements for their dance modality.


Palavras-chave


Ballet; Composição corporal; Estado nutricional

Texto completo:

PDF

Referências


-Amaral, S.; Pacheco, C.; Navarro, F. Perfil nutricional e antropométrico de praticantes de ballet. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 2. Num. 7. 2008. p. 37-45. Disponível em:

-American Dietetic Association, Dietitians of Canada & American College of Sports Medicine. Position of the American Dietetic Association, Dietitians of Canada & American College of Sports Medicine: nutrition an athletic performance. J American Dietetic Association. Vol. 109. Num. 3. 2009. p. 509-526.

-Bortoleto; Bellotto; Costa. Nutrição esportiva aplicada à ginástica artística: sistematização da produção científica, 2007.

-Caminada, E. História da dança: evolução cultural. Rio de janeiro: sprint, 1999.

-Carvalho R, Neto P. Composição corporal através dos métodos da pesagem hidrostática e impedância bioelétrica em universitários. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. Vol. 1. 1999. p. 18-23.

-Cintra I.; Von der Heyde, M.; Schmitz, B.; Franceschini, S.; Taddei, J.; Sigulem, D. Métodos de inquéritos dietéticos. Cad Nutr. Vol. 13. 1997. p. 11-23.

-Costa, M.; Júnior, l.; Matsuo, T. Hábito alimentar de escolares adolescentes de um município do oeste do paraná. Revista de Nutrição. Vol. 20. Num. 5. 2007.

-Czajka-narins, D. In: minerais. Mahanlk & Escott-stump. Krause: Alimentos, nutrição e dietoterapia. 11 ed. São Paulo. Roca. 2005.

-Damasceno, V.; Lima, J.; Vianna, J.; Vianna, V.; Novaes, J. Tipo físico ideal e satisfação com a imagem corporal de praticantes de caminhada. Rev Bras Med Esporte. Vol. 11. Num. 3. 2005. p. 181-186.

-Domellof, M. Requeriments, absorption and metabolism in infancy and childhood. Pediatrics. Vol. 10. 2007. p. 329-335.

-Dourado, C.; Santos, J.; Soares, B.; Baratto, I.; Santos, E.; Bennemann, G. Perfil nutricional de adolescentes praticantes de balé clássico do município de Guarapuava/Paraná. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 35. 2012. p. 398-406. Disponível em:

-Duhamel, T.; Green, H.; Perco, J.; Ouyang, J. Comparative effects of a low carbohydrate diet and exercise plus a low carbohydrate diet on muscle sarcoplasmicreticulum responses in males. J. Physiolcellphysiol. 2006.

-Fração, V.; Vaz, M.; Ragasson, C.; Muller, J. Efeito no treinamento, na aptidão física da bailarina clássica. Movimento. Vol. 11. Num. 5. 1999. p. 3-15.

-Guimarães, M.; Coelho, H.; Nolli, I.; Souza, E. Atividade física e aspectos nutricionais relacionados à adolescência. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 1. Num. 2. 2007. p. 45-54. Disponível em:

-Huncharek, M.; Muscat, J.; Kupelnick, B. Impact of dairy products and dietary calcium on bone-mineral content in children: results of a meta-analysis. Bone. Vol. 43. Num. 2. 2008. p. 312-321.

- Institute of Medicine (IOM). Dietary reference intakes: applications in dietary planning. Washington, DC: national academies press. 2002.

-IsjwaraI; lukito, W.; Schultink, W. Comparison of body compositional índices assessed by underwater weighing, bioelectrical impedance and anthopometry in indonesian adolescents girls. Asiapac J Clin Nutr. Vol. 16. 2007. p. 641-648.

-Juzwiak, C.; Paschoal, V.; Lopez, F. Nutrição e atividade física. J. Pediatr. Vol. 76. Num. 3. 2000. p. s349-s358.

-Kazapi, I.; Pietro, P.; Avancini, S.; Freitas, S.; Tramonte, V. Consumo de energia e macronutrientes por adolescentes de escolas públicas e privadas. Revista de Nutrição. Vol. 14. 2001. p. 27-33.

-Leão, S.; Cardoso, F. Efeitos do consumo de cálcio na composição corporal e perda de peso em adultos. Rev Bras Ciên Saúde. Vol. 12. Num. 40. 2014. p. 69-73.

-Lohman G.; Roche, F.; Martorell, R. Anthropometric standardization reference manual. Illinois: champaign; 1988.

-Mendes, l. Análise da composição corporal de praticantes de ballet clássico de nível avançado. Rev bras nutri esportiva. Vol. 5. Num. 30. 2011. p. 482-487.

-Monteiro, M.; Correa, M. Transtornos alimentares em bailarinas clássicas adolescentes. Rev Bras Promoc Saúde. Vol. 26. Num. 3. 2013. p. 396-403.

-Moura, S.; Mendes, R.; Silva, O.; Ângelo, O.; Schwingel, A. Consumo alimentar, perfil antropométrico e imagem corporal de bailarinas clássicas do Vale do São Francisco. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Num. 51. 2015. p. 237-246. Disponível em:

-Nelson, D.; Cox, M. Princípios de bioquímica de lehninger. 4a edição. São Paulo. Sarvier. 2006.

-Neovius, M.; Hemmingsson E.; Freyschuss, B.; Udde´n, J. Bioelectrical impedance underestimates total and truncal fatness in abdominally obese women. Obesity. Vol. 14. 2006. 1731-8.

-Pedraza, D.; Rocha, A.; Sales, M. Deficiência de micronutrientes e crescimento linear: revisão sistemática de estudos observacionais. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 18. num. 11. 2013. p. 3333-47.

-Ribeiro, A.; Sávio, K.; Rodrigues, M.; Costa, T.; Schmitz, B. Validação de um questionário de frequência de consumo alimentar para população adulta. Rev Nutr. Vol. 19. Num. 5. 2006. p. 553-62.

-Ribeiro, l.; Veiga, G. Imagem corporal e comportamentos de risco para transtornos alimentares em bailarinos profissionais. Rev Bras Med Esporte. Vol. 16. Num. 2. 2010. p. 99-102.

-Schweich, C.; Gimelli, M.; Elosta, B.; Santos, W.; Matos, W.; Martinez, F.; Oliveira Junior, A. Epidemiologia de lesões músculo esqueléticas em praticantes de ballet clássico. Fisioter Pesq. Vol. 21. Num. 4. 2014. p. 353-358.

-Sichieri, R.; Everhart, J. Validity of a brazilian food frequency questionnaire against dietary recalls and estimated energy intake. Nutr res. 1998.

-Silva, J.; Timóteo, A.; Santos, C.; Fontes, G.; Rocha E. Consumo alimentar de crianças e adolescentes residentes em uma área de invasão em Maceió, Alagoas, brasil. Rev Bras Epidemiol. Vol. 13. Num. 1. 2010. p. 83-93.

-Simões, R; Anjos, A. O balé clássico e as implicações anatômicas e biomecânicas de sua prática para os pés e tornozelos. Conexões: Revista da Faculdade de Educação Física da Unicamp. Vol. 8. Num. 2. 2010. p. 117-132.

-Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). Vigilância alimentar e nutricional - Sisvan orientação básica para a coleta, o processamento, a análise de dados e a informação em serviços de saúde. Ministério da Saúde. Brasília. DF. 2004.

-Theodoro, H.; Ricalde, S.; Amaro, F. Avaliação nutricional e autopercepçãocorporal de praticantes de musculação e academias de Caxias do Sul- RS. Rev Bras Med Esporte. Vol. 15. Num. 4. 2009. p. 291-94.

-Van Duyn, M.; Pivonka, E. Overview of the health benefits of fruit and vegetable consumption for the dietetics professional: selected literature. J Am Diet Assoc. Vol. 100. Num. 12. 2000. p. 1511-21.

-Vitolo, M. Rv. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de janeiro. Rubio. 2008.

-WHO. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Report of a who expert committee. Technical report series no. 854. Geneva: World Health Organization. 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui