Consumo alimentar e imagem corporal em desportistas do município de Pelotas-RS

Tamires Rizzi, Ellen Hoerlle, Kamila Duarte Braga, Alessandra Doumid Borges Pretto, Carla Alberici Pastore

Resumo


Introdução e objetivo: Cresce a busca de um corpo perfeito, e com isto surgem dietas restritivas, com inadequações nutricionais, além da prática excessiva de atividades físicas. Os desportistas são mais propensos ao desenvolvimento de transtornos alimentares, pois a maioria utiliza suplementação alimentar indiscriminada, tem um consumo alimentar inadequado e possui alteração da percepção corporal. Este estudo objetivou verificar o consumo alimentar e percepção corporal de desportistas do município de Pelotas-RS. Materiais e métodos: Estudo transversal e descritivo com desportistas, que responderam questionários de forma corporal, de frequência alimentar, de comportamento alimentar e de percepção de imagem corporal, além da aferição das medidas antropométricas. As análises estatísticas foram realizadas no Stata®, com nível de significância de 5% (p<0,05). O estudo foi aprovado no Comitê de Ética da Universidade Federal de Pelotas, sob parecer nº 84303618.7.0000.5316. Resultados: Dos 139 desportistas, a maioria (65,47%) é do sexo feminino, com idade entre 18 a 59 anos e eutrófico (57,55%).  Da amostra (33,81%) utiliza suplemento alimentar. O questionário de frequência alimentar mostrou baixo consumo de alimentos industrializados, açúcar, gordura, laticínios, feijões, frutas, verduras e legumes. Cerca de 20,14% possui distorção da percepção da imagem corporal e 30,22% alteração alimentar patológica. Discussão e Conclusão: Desportistas consomem suplementos alimentares sem orientação, possuem hábitos alimentares inadequados e maior predisposição ao desenvolvimento de transtornos alimentares. É fundamental a presença do nutricionista nas academias, propagando conhecimento sobre escolhas alimentares, e atuando na avaliação da composição corporal dos desportistas.

 

ABSTRACT 

Food consumption and body image in sports of the municipality of Pelotas-RS

Introduction and objective: It grows in the search for a perfect body, and with this appear restrictive diets with nutritional inadequacies, in addition to the excessive practice of physical activities. The sportsmen are more prone to the development of eating disorders, since the majority uses indiscriminate food supplementation, has an inadequate food consumption and has alteration of body perception. This study aimed to verify the food consumption and body perception of sportsmen from the municipality of Pelotas-RS. Materials and Methods: A Sectional descriptive study with athletes, who answered questionnaires in bodily form, frequency of food, feeding behavior and perception of body image, in addition to the measurement of anthropometric measures. Statistical analyzes were performed in Stata®, with a significance level of 5% (p<0.05). The study was approved by the Ethics Committee of the Federal University of Pelotas, under opinion nº 84303618.7.0000.5316. Results: Of the 139 athletes, the majority (65.47%) is female, aged between 18 to 59 years and eutrophic (57.55%). Of sample (33.81%) uses a dietary supplement. The food frequency questionnaire showed low consumption of industrialized foods, sugar, fat, dairy products, beans, fruits, vegetables and legumes. Approximately 20.14% has distorted the perception of body image and 30.22% pathologic alterations. Discussion and Conclusion: Sportspeople consume food supplements without guidance, have inadequate dietary habits and a greater predisposition to the development of eating disorders. It is crucial for the presence of the nutritionist in the Academies, spreading knowledge about food choices, and acting in the assessment of body composition of sportsmen


Palavras-chave


Comportamento alimentar; Imagem corporal; Atividade física

Texto completo:

PDF

Referências


-Adam, B.O; Fanelli, C; Souza, E.S; Stulbach, T.E; Monomi, P.Y. Conhecimento nutricional de praticantes de musculação de uma academia da cidade de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 2. Num. 2. p. 24-36. 2013.

-Belini, M.R.L; Silva, M; Gehring, L. Utilização de suplementos nutricionais por adolescentes praticantes de musculação em academias da cidade de Campo Mourão-PR. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Num. 54. p. 553-562. 2015. Disponível em:

-Bighetti, F. Tradução e validação do Eating Attitudes Test (EAT-26) em adolescentes do sexo feminino na cidade de Ribeirão Preto. 2003. 101 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem em Saúde Pública) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.

-Campos, M.T.A.; Cecílio, M.S; Penaforte, F.R. Corpo-vitrine, ser mulher e saúde: produção de sentidos nas capas da Revista Boa Forma. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde. Vol. 11. Num. 3. p. 611-628. 2016.

-Carvalho, P.H.B.; Filgueiras, J.F.; Neves, C.M.; Coelho, F.D.; Ferreira, M.E.C. Checagem corporal, atitude alimentar inadequada e insatisfação com a imagem corporal de jovens universitários. Jornal Brasileiro de Psiquiatria. Vol. 62. Num. 2. p. 108-114. 2013.

-Castro, V. H. A. P.; Catib, N.O.M. Corpo e beleza: como anda a saúde na busca pela perfeição estética. Revista Eletrônica de Educação e Ciência. Vol. 4. Num. 1. p. 37-42. 2014.

-Chinarelli, J.T.; Gravena, A.A.F. Insatisfação corporal e comportamento alimentar em frequentadores de academia. Revista Saúde e Pesquisa. Vol. 5. Num. 2. p. 280-287. 2012.

-Cooper, P.J.; Taylor, M.J.; Cooper, Z.; Fairbum, C.G. The development and validation of the body shape questionnaire. International Journal Eating Disorders. Vol. 6. p. 485-494. 1987.

-Costa, A.C.P.; Torre, M.C.M.D.; Alvarenga, M.S. Atitudes em relação ao exercício e insatisfação com a imagem corporal de frequentadores de academia. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 29. Num. 3. p. 453-464. 2015.

-Daros, K.; Cassol, E.S.Z.; Confortin, F.G. Transtornos alimentares e imagem corporal de mulheres praticantes de atividade física em academias do município de Chapecó-SC. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 36. p. 10, 2012. Disponível em:

-De Paula, S.S.F.; Viebig, R.F. Risco de dismorfia muscular em frequentadores de academias do centro de São Paulo. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 10. Num. 57. p. 142-148. 2016. Disponível em:

-Duarte, L.C.; Almas, S.P.; Oliveira, D.G.; Dutra, S.C.P.; Oliveira, R.M.S.; Nunes, R.M.; Nemer, A.S.A. Satisfação com a imagem corporal e uso de suplementos por frequentadores de academias de ginástica. Scientia Medica. Vol. 24. Num. 2. p. 137-141. 2014.

-Fortes, L.S.; Almeida, S.S.; Ferreira, M.E.C. Processo maturacional, insatisfação corporal e comportamento alimentar inadequado em jovens atletas. Revista de Nutrição. Vol. 25. p. 575-586. 2012.

-Fontela, P.C.; Winkelmann, E.R.; Paz, S.Q.; Rosanelli, C.L.S.P. Risco coronariano e qualidade de vida em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Rev enferm UFPE on line. Vol. 8. Num. 8. p. 2638-2646. 2014.

-Godoy-Matos, A. F.; Oliveira, J.; Guedes, E. P.; Carraro, L.; Lopes, A. C.; Mancini, M.C.; Mombach, K. Diretrizes brasileiras de obesidade 2009/2010. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO), 2009.

-IBGE. Censo Estatística Cidade de Pelotas. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. v. 23, 2010.

-Mendonça, C.P.; Anjos, L.A. Aspectos das práticas alimentares e da atividade física como determinantes do crescimento do sobrepeso/obesidade no Brasil. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 20. p. 698-709. 2004.

-Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população Saudável. 2014. Disponível em: Acessado em: 25 de maio de 2018.

-Ministério da Saúde, Resolução 466 de 12 de dezembro de 2012, do Conselho Nacional de Saúde. 2012. Disponível em: Acessado em 10 de abril de 2018.

-Moratoya, E. E.; Carvalhães, G.C.; Wander, A.E.; Almeida, L.M.M.C. Mudanças no padrão de consumo alimentar no Brasil e no mundo. Embrapa Arroz e Feijão-Artigo em periódico indexado (ALICE), 2013.

-Palma, A.; Esteves, A.A.; Assis, M.; Mourão, L.; Lüdorf, S.A.; Vilhena L.M. Imagem corporal e dependência de exercícios físicos em frequentadores de uma academia de ginástica da cidade do Rio de Janeiro. Pensar a Prática. Vol. 17. Num. 1. p. 129-141. 2014.

-Pinho, C.P.S.; Diniz, A.S.; Arruda, I.K.G.; Batista Filho, M.; Coelho, P.C.; Sequeira, L.A.S.; Lira, P.I.C. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em indivíduos na faixa etária de 25 a 59 anos do Estado de Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública. Vol. 29. Num. 2. 2013.

-Santos, A.P.; Da Silva, F.J.; Romanholo, R.A. Distúrbios de imagem corporal e sua associação ao nível de atividade física em praticantes de musculação na cidade de Cacoal - RO. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 5. Num. 25. 2012. Disponível em:

-Sehnem, R.C.; Soares, B.M. Avaliação nutricional de praticantes de musculação em academias de municípios do Centro-Sul do Paraná. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vo. 9. Num. 51. p. 206-214. 2011. Disponível em:

-Silva, J.S.; Baratto, I. Análise da percepção, satisfação corporal e conhecimento nutricional entre mulheres praticantes de atividade física. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 8. Num. 46. p. 6. 2014. Disponível em:

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Atividade Física e Saúde. 2016. Disponível em:

-Souza, R.; Ceni, G. C. Uso de suplementos alimentares e autopercepção corporal de praticantes de musculação em academias de Palmeira das Missões-RS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 8. Num. 4. p. 20-29. 2014. Disponível em:

-Stunkard, A.J; Sorensen, T.I; Hanis, C; Teasdale T.W; Chakraborty, R; Shull, W.J; Schulsinger, F. An adoption study of human obesity. New England Journal of Medicine. Vol. 314. Num. 4. p. 193-198. 1986.

-Talon, L.C; De Oliveira, E.P. Avaliação do consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de Botucatu/SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 38. 2013. Disponível em:

-Tavares, C.P. Aspectos psicofísicos da imagem corporal e a sua relação com a dismorfia muscular e a dependência de exercício. 2015. 112 f. Tese (Doutorado em Ciências da Motricidade Humana), Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Campus de Rio Claro, Rio Claro, 2015.

-Teixeira, P.D.S.; Reis, B.Z., Vieira, D.A.S.; Costa, D.; Costa, J.O.; Raposo, O.F.; Wartha, E.R.F.; Mendes Netto. Intervenção nutricional educativa como ferramenta eficaz para mudança de hábitos alimentares e peso corporal entre praticantes de atividade física. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 18. Num. 2. p. 347-356. 2013.

-Word Health Organization. Physical status: the use and interpretation of antrophometry. Report of a WHO Expert Committee. p.460. Geneva, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui