Perfil do usuário e riscos pelo uso indiscriminado de termogênicos: Revisão de literatura

  • Aldalene do Socorro Sousa da Costa Universidade da Amazônia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Belém, Pará, Brasil.
  • Camila Ribeiro Coutinho Universidade da Amazônia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Belém, Pará, Brasil.
  • Jessica Moraes Sousa Universidade da Amazônia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Belém, Pará, Brasil.
  • Carla de Castro Sant' Anna Universidade da Amazônia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Belém, Pará, Brasil; Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde, Belém, Pará, Brasil.
Palavras-chave: Efeito ergogênico, Perda de peso, suplementos nutricionais

Resumo

Há tempos observa-se o aumento abusivo no consumo de suplementos nutricionais e fármacos, que induzem maior ação termogênica. O uso indiscriminado desses produtos, sem conhecimento de seus efeitos e sua ação, pode comprometer a qualidade de vida do indivíduo, podendo causar malefício à saúde. O objetivo do estudo foi verificar através da literatura o perfil do usuário que faz uso indiscriminado de termogênicos, relatar riscos associados com esta prática, descrever o perfil socioeconômico dos usuários e identificar os efeitos colaterais desses indivíduos. Tratou-se de um estudo de revisão de literatura. A busca por evidências foi realizada em bases de dados nacionais e internacionais: Scielo, PubMed e Google Scholar. Optaram-se, por selecionar, apenas artigos de pesquisa de campo, realizados em seres humanos, que indicasse o perfil socioeconômico, o motivo pelo uso de suplementos e indicação do mesmo e artigos de revisão no período de 2010 a 2020. Foram utilizados 18 artigos, no qual foi observado uma grande demanda de usuários desses produtos, em 9 estudos foi relatado uma maior porcentagem de indicação por pessoas despreparadas e, em apenas um estudo, foi relatado maior índice de consumo desses suplementos por indicação de profissionais habilitados. Desta maneira, foi possível concluir nas pesquisas contidas nesta revisão, que houve uma alta prevalência de indivíduos que utilizam indiscriminadamente termogênicos, além da associação deles com diversos efeitos colaterais como insônia, agressividade, dor de cabeça e, entre eles, doenças cardiovasculares.

Referências

-Associação Brasileira Para o Estudo da Obesidade e da Síndrome (ABESO). Mapa da obesidade. 2019. Disponível em:<http://www.abeso.org.br/atitude-saudavel/mapa-obsidade>. Acesso em 12/12/019.

-BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA. Dispõe sobre alimentos para atletas. Resolução ANVISA nº 18. Brasília. 27 de Abril de 2010.

-Fayh, A.P.T.; Silva, C.V.; Jesus, F.R.D.; Costa, G.K. Consumo De Suplementos Nutricionais por Frequentadores de Academias da Cidade de Porto Alegre. Revista Brasileira Ciências Esporte. Vol. 35. Num. 1. 2013. p. 27-37.

-Filho, A.D.R.; Filho, J.C.A.; Santini, E.; Ravagnani, C.F.C.; Voltarelli, F.A.; Fett, C.A. Efeitos de um produto termogênico sobre parâmetros bioquímicos e morfológicos relacionados à saúde: um estudo de caso. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 33. 2012. p. 168-177.

-Lacerda, F.M.M.; Carvalho, W.R.G.; Hortegal, E.V.; Cabral, N.A.L.; Veloso, H.J.F. Factors associated with dietary supplement use by people who exercise at gyms. Revista Saúde Pública. Vol. 49. Num.63. 2015. p. 1-9.

-Ministério da Saúde. Estimativas Sobre Frequência e Distribuição Sociodemográfica De Fatores de Risco e Proteção Para Doenças Crônicas Nas Capitais dos 26 Estados Brasileiros e No Distrito Federal Em 2018. Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico. Brasília-DF. 2018.

-Mirante, L.B.; Brito, M.R.S.; Dias, R.M.F.; Pinto, L.C. Diferenças entre o teor de cafeína identificada com a declarada nos rótulos de suplementos termogênicos e energéticos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 68. 2017. p. 954-962.

-Muraro, C.R.; Saldanha, R.P. Uma revisão de literatura sobre o uso de termogênicos e seus efeitos no organismo. Revista Perspectiva: Ciência e Saúde. Vol. 1. Num. 1. 2016. p. 85-96.

-Oliveira, A.B.; Filho, J.N.M.; Melo, M.C.A. Consumo de suplementos termogênicos e seus efeitos adversos por clientes de uma loja de nutrição esportiva de Fortaleza-CE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 62. 2017. p. 160-167.

-Organização Mundial Da Saúde. Doenças Cardiovasculares. 2017. Disponível em:<https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5253:doencas-cardiovasculares&Itemid=1096>. Acesso em: 21/01/2020.

-Pellegrini, A.R.; Corrêa, F.S.N, Barbosa, M.R. Consumo de Suplementos Nutricionais por Praticantes de Musculação da Cidade De São Carlos-Sp. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 61. 2017. p.59-73.

-Pereira, L.P. Utilização de Recursos Ergogênicos Nutricionais e/ou Farmacológicos em uma Academia da Cidade de Barra do Piraí, RJ. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 8. Num. 43. 2014. p.58-64

-Phillipps, C.O. Prevalência do uso de suplementos nutricionais pelos praticantes de atividade física, clientes de uma loja de suplementos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Num. 26. 2011. p. 11-121.

-Rigon, T.V.; Rossi, R.G.T. Quem e por que utilizam suplementos alimentares? Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 36. 2012. p. 420-426.

-Ruano, J.; Teixeira, V.H. Prevalence of dietary supplement use by gym members in Portugal and associated factors. Journal of the International Society of Sports Nutrition. 2020. p. 2-8.

-Santos, D.A.S.; Ramos, L.F.P. Avaliação do Conhecimento Entre Praticantes de Atividade Física e Sedentários Sobre os Efeitos Fisiológicos e Adversos dos Suplementos Termogênicos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 12. Num. 75. 2018. p. 875-883.

-Sá, V.M.; Carvalho, M.A.; Guedes, A.C.; Santos, J.A.; Sá, L.M.; Gratão, L.H.A.; Nascimento, G.N. Estado Nutricional e Uso De Suplementos Alimentares Por Acadêmicos de Nutrição da Universidade Federal do Tocantins. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 12. Num.74. 2018. p.724-732.

-Santos, T.M.; Oliveira, B.R.R.; Neto, G.A.M.; Ferreira, M.S.; Thompson, W.R. Prevalência de sobrepeso e obesidade dos inscritos em dois grandes centros de exercícios físicos do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 17. Num. 2. 2012. p. 137-142.

-Silva, F.R.; Mendes, A.E.P.; Pinto, F.J.M.; Sampaio, R.M.M.; Morais, V.D.; Brito, F.C.R. Perfil nutricional e uso de suplementos alimentares: estudo com adultos praticantes de musculação. Motricidade. Vol. 14. Num. 1. 2018. p. 271-278.

-Silva, M.K.; Santos, D.; Oliveira, D.M. Suplementos termogênicos reduzem o peso ou prejudicam a saúde?. Salusvita. Vol. 38. Num. 1. 2019. p. 213-223.

-Silva, W.V.; Silva, M.I.A.; Toscano, L.T.; Oliveira, K.H.D.; Lacerda, L.M.; Silva, A.S. Supplementation prevalence and adverse effects in physical exercise practitioners. Nutricón hospitalaria. Vol. 29. Num. 1. 2014. p. 158-165.

-Xavier, J.M.G.; Barbosa, J.E.P.; Macêdo, E.M.C.; Almeida, A.M.R. Perfil dos Consumidores de Termogênicos em Praticantes de Atividade Física nas Academias de Santa Cruz do Capibaribe-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 50. 2015. p.172-178.

Publicado
2021-05-20
Como Citar
Costa, A. do S. S. da, Coutinho, C. R., Sousa, J. M., & Sant’ Anna, C. de C. (2021). Perfil do usuário e riscos pelo uso indiscriminado de termogênicos: Revisão de literatura. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 14(86), 331-338. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1660
Seção
Artigos Científicos - Revisão