Avaliação do Consumo Alimentar de Praticantes de Musculação

  • Lizandra Menezes Lima Universidade Municipal de São Caetano do Sul
  • Adriana de Souza Lima
  • Glaucia Figueiredo Braggion
Palavras-chave: Praticantes de Atividade Física, Inquéritos Alimentares, Registro Alimentar, Atividade Física, Suplementação Alimentar

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar o consumo alimentar de praticantes de musculação, bem como a probabilidade de adequação de energia e nutrientes da dieta e compará-los com as necessidades impostas pelo treinamento. Estudo transversal desenvolvido por meio da aplicação de inquéritos alimentares e verificação do estado nutricional de 21 indivíduos de ambos os sexos, com idade entre 18-55 anos, que frequentam, no mínimo três vezes por semana, a Academia Escola da Universidade Municipal de São Caetano do Sul para treino de força resistida ou musculação.  Os resultados demonstraram que 62% dos participantes eram eutróficos, 20% possuíam sobrepeso e 18% obesidade segundo o IMC que apresentou correlação com CB 57% dos indivíduos eram eutróficos, 9% apresentavam déficit, 24% sobrepeso e 10% obesidade, segundo o Teste de Perason. A CMB demonstrou que 24% apresentavam déficit de massa magra e 76% preservada apresentando correlação segundo o Teste de Pearson com a AMBc em que 19% da amostra apresentava depleção de massa magra, 48% média e 33% não apresentava depleção. Por meio da avaliação do consumo alimentar, foi possível verificar que as dietas são em sua maioria hipocalóricas, hipoglicídicas, hiperproteicas e hiperlipídicas e, quanto aos micronutrientes, apresentam deficiência em Cálcio, Ferro e na ingestão diária de água. Há uma necessidade de orientação quanto ao consumo de suplementos alimentares e realização de um plano de hidratação por um profissional qualificado, pois percebe-se que os indivíduos fazem o uso de suplementação indiscriminadamente e não ingerem a quantidade de água necessária à vida saudável.

 

ABSTRACT

Food consumption evaluation of practitioners of weight training

The aim of this study was to verify the food consumption of practitioners of weight training as well as the probability of adequacy of energy and nutrients from diet and compare them with the training imposed needs. This is a cross-sectional study that happened by  application of dietary surveys and verification of the nutritional status in 21 adults of both sexes, aged between 18-59, who attend at least three times a week, the São Caetano do Sul University’s School Gym of weathered strength training or bodybuilding. The results showed that are eutrophic sample 62% BMI, overweight 20% and obesity 18% showing correlation according to the Pearson test with CB where 57% are eutrophic, 9% presents deficit, 24% overweight and 10% obesity. On CMB 24% features add lean mass and 76% preserved, showing the correlation Pearson test with AMBc where 19% presents depletion of lean body mass, and 48% average and 33% do not present depletion of lean body mass. The evaluation of food consumption held made possible verify that diets are mostly low calorie, low carbohydrates, very much fats and much protein diets, as for micronutrients, calcium and iron deficiency present and still in daily intake of water. There is a need of guidance related to the consumption of dietary supplements and a hydration plan by a qualified professional. The absence of this monitoring is noticed on individuals that make use of supplemental indiscriminately, and do not ingest the needed water for a healthy life.

Biografia do Autor

Lizandra Menezes Lima, Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Graduação em Nutrição
Publicado
2015-04-03
Como Citar
Lima, L. M., Lima, A. de S., & Braggion, G. F. (2015). Avaliação do Consumo Alimentar de Praticantes de Musculação. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 9(50), 103-110. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/462
Seção
Artigos Científicos - Original