Efeitos do estresse oxidativo e o uso de suplementação entre atletas

  • Carine de Oliveira Pedroso Acadêmica do curso de Pós-Graduação em Nutrição e Treinamento Físico, Faculdade Nossa senhora de Fátima, Caxias do Sul-RS, Brasil.
  • Keli Vicenzi Nutricionista, Docente do curso de bacharelado em Nutrição da Faculdade Nossa Senhora de Fátima, Caxias do Sul-RS, Brasil.
  • Clarisse de Almeida Zanette Faculdade Nossa Senhora de Fátima
Palavras-chave: Antioxidantes, Atletas, Estresse oxidativo, Exercício físico, Peroxidação lipídica, Radicais livres, Rendimento

Resumo

Objetivo: Verificar na literatura os efeitos do estresse oxidativo e os benefícios do uso de suplementos antioxidantes entre atletas. Materiais e Métodos: Nesta revisão da literatura, buscaram-se no período de março a setembro de 2014, artigos científicos indexados nas bases de dados eletrônicas PubMed, Scielo e Bireme. A busca foi direcionada para publicações de língua portuguesa e inglesa, estudos com humanos e animais no período de 2000 a 2014. Resultados: A literatura mostra que o exercício físico exaustivo aumenta acentuadamente a atividade metabólica do organismo do atleta, ocorrendo alterações bioquímicas e fisiológicas, que podem resultar em lesão oxidativa de componentes celulares, conhecido como estresse oxidativo. O exercício de alta intensidade eleva a produção de espécies reativas de oxigênio (ERO), induzindo a diminuição dos níveis de antioxidantes e aumento dos marcadores da peroxidação lipídica. Em relação à utilização da suplementação de antioxidantes, os estudos verificaram redução do dano oxidativo induzido pelo exercício, mas sem bloquear a adaptação celular ao exercício. Conclusão: A intensidade e a duração do exercício físico podem ser importantes fatores na avaliação da formação do estresse oxidativo, no qual pode levar ao aumento na formação de moléculas altamente reativas.

 

ABSTRACT

Effects of Oxidative Stress and the Use of Supplements in Athletes

Aim: Verify what the literature says about the effects of oxidative stress and the benefits of the use of antioxidant supplements in athletes.  Materials and Methodology: Between March and September of 2014, review was done of scientific articles indexed in the electronic databases PubMed, Scielo and Bireme.  The review was directed toward publications in English and Portuguese about studies of humans and animals between 2000 and 2014.  Results: The literature shows that exhaustive physical exercise sharply increases the metabolic activity of the athlete's organism.  Biochemical and physiological alterations occur that can result in oxidative damage to the components of the cell, which is known as oxidative stress.  High-intensity exercise elevates the production of reactive oxygen species, inducing the reduction of antioxidant levels and the increase of lipid peroxidation markers.  The studies verify that the use of antioxidant supplements reduces oxidative damage induced by exercise but without blocking the cellular adaption.  Conclusion:  The intensity and duration of physical exercise could be important factors in the evaluation of the formation of oxidative stress, which could lead to the increase of the formation of highly reactive molecules.  

Biografia do Autor

Clarisse de Almeida Zanette, Faculdade Nossa Senhora de Fátima
Pós-Gradução em Nutrição e Treinamento Físico. Departamento de Nutrição
Publicado
2016-01-05
Como Citar
Pedroso, C. de O., Vicenzi, K., & Zanette, C. de A. (2016). Efeitos do estresse oxidativo e o uso de suplementação entre atletas. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 9(53), 480-490. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/575
Seção
Artigos Científicos - Original