Consumo alimentar próximo ao treinamento e avaliação antropométrica de praticantes de musculação com excesso de peso em clube de Santo André - SP

Ruana Maia Mozetic, Valéria Florentino Veloso, Daniele Ramos Caparros, Renata Furlan Viebig

Resumo


Atualmente, um dos tipos de atividade física mais procurados é a musculação, por aumentar a força e proporcionar hipertrofia muscular, além de auxiliar na prevenção de doenças como a obesidade, diabetes mellitus e hipertensão arterial. Por outro lado, os praticantes de musculação encontram dificuldades em se alimentar corretamente e supervalorizam alguns alimentos, o que pode levar a manutenção do excesso de peso. Este estudo objetivou avaliar as características antropométricas e o consumo alimentar pré, durante e após o treino de frequentadores de musculação com excesso de peso de uma academia em um clube de São André-SP. Tratou-se de um estudo descritivo, transversal, com coleta de dados primários. Foram avaliados adultos praticantes de musculação com excesso de peso (IMC ≥ 25kg/m2). Foram coletadas as seguintes variáveis antropométricas: peso atual, estatura, circunferência abdominal (CA) e circunferência do pescoço (CP). Para avaliar a prática de atividade física e consumo alimentar próximo ao treinamento utilizou-se um questionário padronizado. A amostra do estudo foi de 49 participantes, com idade média foi de 44,5 anos, sendo 53,1% mulheres. A maior parte dos participantes, 69,4%, tinham nível de escolaridade Superior completo. Como todos os participantes tinham excesso de peso, o objetivo mais citado pelos participantes para a prática de musculação foi o emagrecimento (44,9%) Todas as mulheres apresentaram CA aumentada e 95,7% dos homens apresentaram CP elevada, indicando risco para doenças cardiovasculares. O leite e os produtos lácteos foram os alimentos mais consumidos pelos participantes no pré-treino (n=26), seguidos de frutas (n=19). No pós-treino, os alimentos mais consumidos foram as carnes (n=23), seguidas de frutas (n=17) e de pães/arroz (n=17). Os dados antropométricos encontrados demonstraram que os participantes do estudo estavam em risco elevado de doenças cardiovasculares, necessitando de ajustes em seus hábitos de consumo alimentar próximos ao treino.

 

ABSTRACT

Food intake in training and anthropometric assessment of bodybuilding practioners with overweigh in a club in Santo André-SP

Currently one of the most popular types of physical activity is weight training for increasing strength and provides muscle hypertrophy, and helps prevent diseases such as obesity, diabetes mellitus and hypertension. On the other hand, bodybuilders find it difficult to correctly feed and overvalue some foods, which can lead to maintenance of excess of weight. This study aimed to evaluate the anthropometric characteristics and food consumption pre, during and after training of subjects with excess weight in a gym in Santo André-SP. This was a descriptive, cross-sectional study with primary data collection. Study of adults bodybuilders overweight (IMC ≥ 25kg/m2). The following anthropometric variables were collected: current weight, height, waist circumference (WC) and neck circumference (CP). To assess physical activity and food consumption near the training used a standardized questionnaire. The study sample was 49 subjects with mean age 44.5 years, 53.1 % were women. Most of the participants 69.4 % had complete higher education level. As all participants were overweight, the aim most cited by the participants to practice weight was the weight loss (44.9%) All women had increased CA and 95.7 % of men had high CP, indicating risk for diseases cardiovascular. Milk and dairy products were the foods consumed by the participants in the pre- training (n = 26), followed by fruit (n = 19). In the post -workout, the most consumed foods were meat (n = 23), followed by fruit (n=17) and bread/rice (n=17). Anthropometric data obtained showed that study participants were at high risk of cardiovascular disease, requiring adjustments to their food habits to the next workout.


Palavras-chave


Musculação; Excesso de peso; Nutrição; Circunferência abdominal; Circunferência do pescoço

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui