Associação entre estado nutricional, aptidão física e imagem corporal de crianças e adolescentes

  • Alice Mesquita Zimmermann Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Silvana Correa Matheus Centro de Educação Física e Desporto (CEFD) Curso de Educação Física (bacharelado)
Palavras-chave: Pressão Arterial, Frequência Cardíaca, Sobrepeso, Obesidade

Resumo

O objetivo deste trabalho foi descrever e correlacionar o estado nutricional, o grau de aptidão física e a percepção da imagem corporal de crianças e adolescentes participantes de um projeto social em Santa Maria-RS. Foi realizada avaliação da composição corporal (Ãndice de Massa Corpórea, percentual de gordura corporal e circunferência da cintura), dos parâmetros hemodinâmicos (pressão arterial e frequência cardíaca), da aptidão física (testes de resistência cardiovascular, de flexibilidade e de força abdominal) e da percepção da imagem corporal de 65 voluntários, de 7 a 17 anos. Utilizou-se a estatística descritiva (média, desvio padrão e percentuais), a ANOVA, o Teste de Kruskal Wallis, a Correlação de Pearson, Teste de correlação de Sperman e a Regressão Linear, com significância de 5%, através do programa SPSS, 18.0. Observou-se que somente os obesos apresentam médias maiores de circunferência da cintura (82,82cm), menores de flexibilidade (32,32cm), inferiores em desempenho cardiovascular (775,05m) e maiores de pressão arterial sistólica (115,31mmHg). Os eutróficos estão satisfeitos com a imagem corporal e os demais estão insatisfeitos. Independente do estado nutricional, todos desejam ter imagem corporal correspondente à mesma figura. Houve associações entre os parâmetros nutricionais, físicos e Imagem corporal. Conclui-se que o percentual de gordura corporal, a circunferência da cintura, a aptidão física, a pressão arterial e a imagem corporal estão correlacionados com o estado nutricional dos participantes deste projeto social. Nestes parâmetros, o comportamento dos obesos difere dos eutróficos, apresentando resultados que atribuem risco à saúde.

 

ABSTRACT 

Association between nutritional status, physical fitness and body image of children and adolescents

The objective of this study was to describe and correlate the nutritional status, degree of physical fitness and body image perception of children and adolescents participating of social project in Santa Maria-RS. Assessment of body composition (body mass index, body fat percentage and waist circumference), hemodynamic parameters (blood pressure and heart rate), physical fitness (cardiovascular endurance testing, flexibility and abdominal strength) was performed and perception of body image in 65 volunteers, 7-17 years. We used descriptive statistics (mean, standard deviation and percentages), ANOVA, the Kruskal Wallis test, the Pearson correlation and linear regression, with significance level of 5%, through the SPSS 18.0 program. It was observed that only obese individuals have higher mean waist circumference (82.82cm), lower flexibility (32.32cm) lower in cardiovascular performance (775.05m) and higher systolic blood pressure (115.31mmHg). Eutrophic are satisfied with their body image and others are unhappy. Regardless of nutritional status, everyone wants to have body image corresponding to the same figure. There were associations between nutritional parameters, physical and body image. It is concluded that the percentage of body fat, waist circumference, physical fitness, blood pressure and body image are correlated with the nutritional status of participants in this social project. In these parameters, the behavior of the obese differ from normal weight, with results that give health risk.

Biografia do Autor

Alice Mesquita Zimmermann, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação Física e Desporto (CEFD) Curso de Educação Física (bacharelado)

Referências

-Barbosa, V. L. P. Prevenção da obesidade na infância e na adolescência: exercício, nutrição e psicologia. Barueri. Manole. 2005.

-Basterfield, L.; Pearce, M. S.; Adamson, A. J.; Frary, J. K.; Parkinson, K. N.; Wright, C. M. Physical Activity, Sedentary Behavior, and Adiposity in English Children. (Report). American journal of preventive medicine. Vol. 42. Num. 5. 2012. p.445.

-Bell, L. M.; Curran, J. A.; Byrne, S.; Roby, H.; Suriano, K.; Jones, T. W. High incidence of obesity co-morbidities in young children: A cross-sectional study. Journal of Pediatrics and Child Health. Vol. 47. 2011. p.911-917.

-Esmaeilzadeh, S. Physical fitness, physical activity and sedentary activities of 7 to 11 year old boys with different body mass indexes. Asian journal of sports medicine. Vol. 3. Num. 2. 2012. p.105.

-Ferrari, E. P.; Petroski, E. L.; Silva, D. A. S. Prevalence of body image dissatisfaction and associated factors among physical education students. Trends Psychiatry Psychother. Vol. 35, Num. 2. 2013. p.119-127.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Notícias. 2010. Disponível em: <http://www.saladeimprensa.ibge.gov.br/> Acesso em: 09/06/2013.

-London, R. A.; Gurantz, O. Afterschool Program Participation, Youth Physical Fitness, and Overweight. American Journal Preventive Medicine. Vol. 44. Num. 3. Suppl 3. 2013. p.200-207.

-Monyeki, M. A.; Neetens, R.; Moss, S. J.; Twisk, J. The relationship between body composition and physical fitness in 14 year old adolescents residing within the Tlokwe local municipality, South Africa: The PAHL study. BMC Public Health. 2012. Vol. 12. p.374.

-Niederer, I.; Kriemler, S.; Zahner, L.; Bürgi, F.; Ebenegger, V.; Marques-Vidal, P. BMI group-related differences in physical fitness and physical activity in preschool-age children: a cross sectional analysis. Physical Education, Recreation and dance. Vol. 83. Num. 1. 2012. p.12-19.

-Paschoal, M. A.; Trevizan, P. F.; Scodeler, N. F. Variabilidade da frequência cardíaca, lípides e capacidade física de crianças obesas e não-obesas. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 93. Num. 3. 2009.

-Petroski, E. L. Antropometria: técnicas e padronizações. 5ª edição. Jundiaí. Editora Fontoura. 2011.

-Pitanga, F. J. G. Testes, medidas e avaliação em educação física e esportes. 5ª edição. Sao Paulo. Phorte. 2008. p.223.

-Projeto Esporte Brasil: manual. 2012. Disponível em: <http://www.proesp.ufrgs.br> Acesso em: 09/05/2013.

-Pulgarón, E. R. Childhood Obesity: A Review of Increased Risk for Physical and Psychological Comorbidities. Clinical Therapeutics. Vol. 35. Num. 1. 2013. p.18-32.

-Reichert, F. F.; Menezes, A. M. B.; Hallal, P. C.; Ekelund, U.; Wells, J. C. K. Objectively measured physical activity and body composition indices in Brazilian adolescentes. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 17. Num. 6. 2012. p.573-584.

-Ribeiro, A. S.; Silva, D. R. P.; Carvalho, F. O.; Schiavoni, D.; Jesus, B. C. S.; Cyrino, E. S. Aptidão física relacionada à saúde em homens e mulheres de 17-26 anos. Rev Bras Ativ Fis e Saúde. Vol. 18. Num. 2. 2013. p.197-204.

-Schubert, A.; Januário, R. S. B.; Casonatto, J.; Sonoo, C. N. Imagem corporal, estado nutricional, força de resistência abdominal e aptidão cardiorrespiratória de crianças e adolescentes praticantes de esportes. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 31. Num. 1. 2013. p.71-76.

-Silva, D. Imagem corporal: Auto avaliação vs caracterização pelo IMC em crianças/adolescentes obesos e seus progenitores. Endocrinologia, diabetes e obesidade. Vol. 1. Num. 2. 2007. p.63-105.

-Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão, Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 95. Num. 1. Suppl. 1. 2010. p.1-51.

-Sonseguil, M. W.; Pelegrini, A.; Beck, C.; Petroski, E. L. Prevalência de insatisfação com a imagem corporal e sua associação com a inadequação nutricional em adolescentes. Revista da Educação Física. Vol. 20, Num. 1. 2009. p.25-31.

-Taylor, R. W.; Jones, I. E.; Williams, S. M.; Goulding, A. Evaluation of waist circumference, waist-to-hip ratio, and the conicity index as screening tools for hight trunk fat mass, as measured by dual-energy X-ray absorptiometry, in children aged 3-19 y. American Journal of Clinical Nutrition. Vol. 72. Num. 2. 2000. p.490-495.

-Tornquist, D.; Tornquist, L.; Reuter, C. P.; Reckziegel, M. B.; Burgos, L. T.; Reckziegel, M. S. Aptidão física relacionada à saúde de escolares das séries iniciais: um estudo entre turmas assistidas e não assistidas pelo profissional de Educação Física. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Vol. 18. Num. 3. 2013. p.298-300.

-World Health Organization. Antropometry as an indicator of nutritional and health status in Physical Status: The use and interpretation of anthropometry. 2007.

Publicado
2017-06-19
Como Citar
Zimmermann, A. M., & Matheus, S. C. (2017). Associação entre estado nutricional, aptidão física e imagem corporal de crianças e adolescentes. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 11(64), 516-525. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/850
Seção
Artigos Científicos - Original