Aplicação dos dez passos da alimentação saudável e dez passos da alimentação adequada e saudável e avaliação antropométrica em praticantes de uma academia do norte do Rio Grande do Sul

Suélen Beledelli, Marta Beatriz Santolin

Resumo


O exercício físico e a alimentação saudável influenciam na melhora de diversos fatores relacionados à saúde humana. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil nutricional antes e após a aplicação dos Dez Passos da Alimentação Saudável e Dez Passos da Alimentação Adequada e Saudável em praticantes de pilates em uma academia do Norte do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi realizada com 22 indivíduos praticantes de pilates, em duas etapas. Aplicaram-se os Dez passos da alimentação saudável para um grupo (grupo um) e os Dez passos da alimentação adequada e saudável para outro grupo (grupo dois). Também, foram realizadas medidas antropométricas e calculado o IMC. Os indivíduos avaliados possuíam idade igual ou superior a 18 anos. A maior parte da amostra (90,90%; n=20) era do sexo feminino e apenas 9,09% (n=2) do sexo masculino. A média do IMC dos indivíduos adultos do grupo dos Dez Passos da Alimentação Saudável classificou-se como eutrofia (62,5%) e os indivíduos idosos apresentaram sobrepeso (100%) em ambas avaliações. No grupo dos Dez passos da Alimentação Saudável e Adequada todos os indivíduos apresentaram sobrepeso na primeira avaliação. Quanto a Circunferência da Cintura em ambos os grupos e avalições, 75% dos indivíduos apresentou algum risco para DCV. Mesmo os praticantes de Pilates tendo acesso a informações nutricionais, em ambos os grupos que receberam orientações nutricionais, não mostraram resultados significativos, mas houve mudanças nos valores de IMC e CC.

 

ABSTRACT 

Application of the ten steps of healthy food and ten steps of adequate and healthy food and anthropometrical evaluation of Pilates practicing in a gym of the north of Rio Grande do Sul

The physical exercise and healthy food influence the recovery of the several factors related to human health. The aim of this study was evaluated the nutritional profile before and after the application of the ten steps of healthy food and ten steps of adequate and healthy food and anthropometrical evaluation of Pilates practicing in a gym of the North of Rio Grande do Sul. The search was performed with 22 individuals Pilates practicing, in two steps. The Ten steps of healthy food were applied to a group (group one) and the Ten Steps of adequate and healthy food to another group (group two). Also, anthropometric measurements were taken and calculated the BMI. The individuals evaluated were 18 years of age or older. Most of the sample (90.90%, n = 20) was female and only 9.09% (n = 2) were male. The mean BMI of adult individuals in the Ten Healthy Food group was classified as eutrophic (62.5%) and elderly individuals were overweight (100%) in both evaluations. In the group of Ten Steps of adequate and Healthy Food all individuals were overweight in the first evaluation. The measures of Waist circumference in groups and evaluation, 75% of the subjects presented some risk for CVD. Even Pilate’s practitioners having access to nutritional information in both groups receiving nutritional guidance did not show significant results, but there were changes in BMI and WC values.


Palavras-chave


Educação Nutricional; Exercício Físico; Perfil Nutricional

Texto completo:

PDF

Referências


-Batista Filho, M.B.; Rissin, A. A transição nutricional no Brasil: tendências regionais e temporais. Caderno de Saúde Pública. Vol. 19. Supl. 1. p. 181-191. 2003.

-Brasil, Ministério da Saúde: Guia Alimentar para População Brasileira promovendo a alimentação saudável. Normas e manuais técnicos: Brasília, 2006.

-Brunori, E.H.F.R.; Lopes, C.T.; Cavalcante, A.M.R.Z.; Santos, V.B.; Lopes, J.L.; Barros, A.L.B.L.; Associação de fatores de risco cardiovasculares com as diferentes apresentações da síndrome coronariana aguda. Revista Latino Americana de Enfermagem. Vol. 22. Num. 4. p. 538-546. 2014.

-Castro, L. C. V.; Franceschini, S.C.C.; Priore, S.E.; Peluzio, M.C.G. Nutrição e doenças cardiovasculares: os marcadores de risco em adultos. Revista de Nutrição. Vol. 18. Num. 2. p. 184-189. 2004.

-Castro, M. E.; Rolim, M. O. L.; Mauricio, T. F. Prevenção da hipertensão e sua relação com o estilo de vida de trabalhadores. Acta Paulista de Enfermagem. Vol. 18. Num. 2. p. 184-189. 2005.

-Ciolac, E. G.; Guimarães, G. V. Exercício físico e síndrome metabólica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 10 Num. 4. 2004.

-Comunello, J.F. Benefícios do Método Pilates e sua aplicação na reabilitação. Instituto Salus, Rio Grande do Sul, maio-junho. 2011.

-Costa, W.S. A avaliação do estado nutricional e hábitos alimentares de alunos praticantes de atividade física de uma academia do Município de são bento do una-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 36. p. 464-469. 2012. Disponível em:

-Dos Santos, J. L. R. Pilates aprimorando o equilíbrio em idosos: Revisão Integrativa. Revista Portal de Divulgação. Num. 12. 2011.

-Drewnowski A, Popkin BM. The nutrition transition: new trends in the global diet. Revista de Nutrição. Vol. 55. Num. 2. p. 31-43. 1997.

-Guimarães, A. A.; Bortolozo, E. A. F. Q.; lima, D. F. R. Prevenção de fatores de risco para doenças cardiovasculares: programa de nutrição e prática de atividade física para servidores de uma universidade pública do estado do Paraná. Revista Eletrônica. FAFIT/FACIC. Vol. 4. Num. 1. 2013. p.1 0-18.

-Guimarães, N.G.; Dutra, E.S.; Ito, M.K.; Carvalho, K.M.B. Adesão a um programa de aconselhamento nutricional para adultos com excesso de peso e comorbidades. Revista de Nutrição. Vol. 23. Num. 3. p. 323-333. 2010.

-IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de saúde 2013. Percepção do estado de saúde, estilo de vida e doenças Crônicas, Brasil, Grandes Regiões e Unidades de Federação. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2014.

-Jago, R.; Jonker, M.L.; Missaghian, M.; Baranowski, T. Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls. Prev Med. 2006. Vol. 42. Num. 3. p. 177-180.

-Kopitzke R. Pilates: a fitness tool that transcends the ages. Rehab Manag. Vol. 20. Num. 6. p. 28-31. 2007.

-Latey P. The Pilates method: history and philosophy. Journal Bodywork and Movement Therapies. 2001. Vol. 5. Num. 4. p. 275-282.

-Lipschitz, D.A. Screening for nutritional status in the elderly. Primary care. Vol. 21. Num. 1. p. 55-67. 1994.

-Loss, J. F.; Melo, M. O.; Rosa, C H.; La Torre, M.; Silva, Y. O. Atividade elétrica dos músculos oblíquos externos e multífidos durante o exercício de flexoextensão do quadril realizado no Cadillac com diferentes regulagens de mola e posições do indivíduo. Revista Brasileira de Fisioterapia. Vol. 14. Num. 6. p. 510-517. 2010.

-Muscolino, J.E.; Cipriani, S. Pilates and the "powerhouse". Journal Bodywork and Movement Therapies. Vol. 8. Num. 1. p. 15-24. 2004.

-National Cholesterol Education Program (NCEP). Executive Summary of the Third Report of the National Cholesterol Program (NCEP). Expert panel on detection, evaluation, treatment of high blood cholesterol in adults (Adult Treatment Panel III). Journal American Medical Association. Num. 285. p. 2486-2497. 2001.

-Neves, P.A.R.; Silva, A.E.; Esteves, E.A. Perfil lipídico de mulheres adultas e sua relação com a adiposidade central. Revista Brasileira de Promoção da Saúde. Vol. 26. Num. 2. p. 258-265. 2013.

-Nogueira, T.R.B.; Oliveira, G.L.; Oliveira, T.A.P.; Pagani, M.M.; Silva, J.R.V. Efeitos do método pilates nas adaptações neuromusculares e na composição corporal de adultos jovens. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 8. Num. 45. p. 296-303. 2014. Disponível em:

-Ogden, C. L.; Carroll, M.D.; Curtin, L.R.; McDowell. M.A.; Taback, C.J.; Flegal, K.M. Prevalence of overweight and obesity in the United States 1999-2004. JAMA – The journal of the American Medical Association. Vol. 295. Num. 13. p. 1549-1555. 2006.

-OMS, Organização Mundial da Saúde. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Genebra, 1997.

-OMS, Organização Mundial da Saúde. Physical Status: The use and interpretation of anthropometry. Genebra: World Health Organization. 1995.

-Pereira, M.A.; Pereira, A.A.; Leão, L.M.; Lisboa, L.C.V.; Elias, M.A.R.; Ghetti, F.F.; Aguiar, A.S.; Luquetti, S.C.P.D. Desafios e reflexões na implantação de um programa de educação alimentar e nutricional (ean) em indivíduos com excesso de peso. Revista Brasileira de Promoção da Saúde. Vol. 28. Num. 2. p. 290-296. 2015.

-Souza, E.B. Transição nutricional no Brasil: análise dos principais fatores. Cadernos UniFOA. Vol. 13. p. 49-53. 2010.

-Silva, A.A.; Fonseca, N.S.L.N.; Gagliardo. L.C. A associação da orientação nutricional ao exercício de força na hipertrofia muscular. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 35. p. 389-397. 2012. Disponível em:

-Teixeira, P. D. S. Intervenção nutricional educativa como ferramenta eficaz para mudança de hábitos alimentares e peso corporal entre praticantes de atividade física. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 18. Num. 2. p. 347-356. 2013.

-Vitolo, M.R. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Rubio, 2008.

-World Health Organization. Global strategy on diet, physical activity and health. Resolution. WHA. 57.17. The 57th World Health Assembly. Geneva: WHO. 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui