Musculação e suplementação: perfil dos consumidores de suplementos alimentares nas academias de Palotina-PR

Martim Gomes Weber, Ricardo Brandt, Robson Ruiz Olivoto, Lucinar Forner Flores

Resumo


Introdução: O consumo de suplementos alimentos aumentou substancialmente nas últimas décadas, muitas vezes sem a prescrição de um profissional qualificado. Objetivo: Nosso estudo teve por objetivo identificar o perfil dos consumidores de suplementos nas academias de Palotina, Pr. Materiais e Métodos: A amostra foi selecionada por conveniência em duas academias da cidade. 185 pessoas, entre 18 e 60 anos, responderam o questionário de conhecimento sobre suplementação, destes 107 eram do gênero masculino e 78 do gênero feminino. Após a autorização das academias, todos participantes responderam o questionário em um intervalo de 7 dias (uma semana). Resultados e Discussão: Nossos resultados indicaram que 51,35% de nossa amostra faz uso de suplementos, dentre estes, 67% são homens e 33% são mulheres. Somente 20% dos homens e 13% das mulheres que fazem uso de suplementos seguem uma indicação de um profissional da nutrição. A maioria de nossos entrevistados possui nível superior de escolaridade, cerca de 51%. O suplemento mais utilizado foi Whey associado com BCAA (31%) e somente Whey (24%). Em nossos resultados a amostra masculina praticante de musculação faz mais uso de suplementos quando comparada com a amostra feminina. Independentemente do tempo de prática, a maioria dos homens faz uso de suplementos. Enquanto que a amostra feminina apresenta uma relação direta com o tempo destinado a prática. Conclusão: Assim concluímos que os homens buscam mais o uso de suplementos comparando com as mulheres, quando se trata de musculação. E que a indicação do suplemento nem sempre é feita por um nutricionista.

 

ABSTRACT 

Musculation and supplementation: profile of consumers of food supplements in the academies of Palotina-PR

Introduction: The consumption of food supplements has increased substantially in recent decades, often without the prescription of a qualified professional. Objective: Our objective was to identify the profile of consumers of supplements in the academies of Palotina, Pr. Materials and Methods: The sample was selected for convenience in two city academies. 185 people, aged between 18 and 60, answered the knowledge questionnaire about supplementation, of these 107 were males and 78 females. After authorization from the academies, all participants answered the questionnaire within 7 days (one week). Results and Discussion: Our results indicated that 51.35% of our sample makes use of supplements, of which 67% are men and 33% are women. Only 20% of men and 13% of women who take supplements follow an indication from a nutrition professional. Most of our interviewees have a higher education level, about 51%. The most commonly used supplement was Whey associated with BCAA (31%) and Whey alone (24%). In our results the male bodybuilder sample makes more use of supplements when compared to the female sample. Regardless of the time of practice, most men do use supplements. While the female sample has a direct relation with the time destined to practice. Conclusion: We conclude that men seek more use of supplements compared to women when it comes to bodybuilding. And that the indication of the supplement is not always made by a nutritionist.


Palavras-chave


Suplementação alimentar; Academias de ginásticas; Treinamento de resistência; Exercício

Texto completo:

PDF

Referências


-Albuquerque, M. M. Avaliação do consumo de suplementos alimentares nas academias de Guará-DF. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 32. 2012. Disponível em:

-Araújo, A. C. M. D.; Soares, Y. D. N. G. Perfil de utilização de repositores protéicos nas academias de Belém, Pará. Revista de Nutrição. 1999.

-Araújo, M. F.; Navarro, F. Consumo de suplementos nutricionais por alunos de uma academia de ginástica, Linhares, Espírito Santo. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 2. Num. 8. 2012. Disponível em:

-Bacurau, R. F. P. Nutrição e suplementação esportiva. Phorte. 2009.

-Barros Neto, T. L. D. A controvérsia dos agentes ergogênicos: estamos subestimando os efeitos naturais da atividade física? Arquivos brasileiros de endocrinologia & metabologia. Vol. 45. Num. 2. p. 121-122. 2001.

-Borges, N. R.; Silva, V. S. F.; Rodrigues, V. D. Consumo de suplementos alimentares em academias de Montes Claros-MG. Revista de divulgação científica do Centro de Educação a Distância da Universidade Estadual de Montes Claros (CEAD/Unimontes). Vol. 4. Num. 1. 2016.

-Bossi, I.; Stoeberl, R.; Liberali, R. Motivos de aderência e permanência em programas de musculação. RBPFEX-Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 2. Num. 12. 2011. Disponível em:

-Braggion, G. F. Suplementação alimentar na atividade física e no esporte-aspectos legais na conduta do nutricionista. Nutrição Profissional. Vol. 4. Num. 17. p. 40-50. 2008.

-Cantori, A. M.; Sordi, M. D. F.; Navarro, A. C. Conhecimento sobre ingestão de suplementos por frequentadores de academias em duas cidades diferentes no sul do Brasil. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 3. Num. 15. 2012. Disponível em:

-Cooper, G. M.; Hausman, R. E. A Célula-: Uma Abordagem Molecular. Artmed Editora, 2016.

-Costa, H.; Rogatto, G. Consumo de suplementos alimentares em homens jovens praticantes de musculação em academias de Cuiabá-MT-Brasil. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasília. Vol. 4. Num. 14. p. 270. 2006.

-Domingues, S. F.; Marins, J. C. B. Utilização de recursos ergogênicos e suplementos alimentares por praticantes de musculação em Belo Horizonte-MG. Fitness & Performance Journal. Vol. 6. Num. 4. 2007.

-Fernandes, W. N.; Machado, J. S. Uso de suplementos alimentares por frequentadores de uma academia do município de Passo Fundo-RS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 10. Num. 55. p. 59-67. 2016. Disponível em:

-Hirschbruch, M. D.; Fisberg, M.; Mochizuki, L. Consumo de suplementos por jovens frequentadores de academias de ginástica em São Paulo. Revista Brasileira de medicina do Esporte. 2008.

-Houssay, A.; Cingolani, H. Fisiologia Humana de Houssay. 7ª Edição. Porto Alegre. Editora Artmed. p. 452-481. 2004.

-Iriart, J. a. B.; Chaves, J. C.; Orleans, R. G. D. Culto ao corpo e uso de anabolizantes entre praticantes de musculação. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 25. p. 773-782. 2009.

-Maughan, R. The athlete’s diet: nutritional goals and dietary strategies. Proceedings of the nutrition Society. Vol. 61. Num. 1. p. 87-96. 2002.

-Maughan, R. J.; Depiesse, F.; Geyer, H. The use of dietary supplements by athletes. Journal of sports sciences. Vol. 25. Num. S1. p. S103-S113. 2007.

-Maughan, R. J.; King, D. S.; Lea, T. Dietary supplements. Journal of sports sciences. Vol. 22. Num. 1. p. 95-113. 2004.

-Menshikov, V.; Volkov, N. Bioquímica. Vneshtorgizdat. 1990.

-Molinero, O.; Márquez, S. Use of nutritional supplements in sports: risks, knowledge, and behavioural-related factors. Nutrición Hospitalaria. Vol. 24. Num. 2. 2009.

-Moreira, N. M.; Navarro, A. C.; Navarro, F. Consumo de Suplementos alimentares em academias de Cachoeiro de Itapemirim-ES. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 8. Num. 48. p. 363-372. 2015. Disponível em:

-Nogueira, F. R. D. S.; Souza, A.; Brito, A. Prevalência do uso e efeitos de recursos ergogênicos por praticantes de musculação nas academias brasileiras: uma revisão sistematizada. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 18. Num. 1. p. 16-30. 2013.

-Oliveira, E. R. M.; Torres, Z. M. C.; Silva Vieira, R. C. Importância dada aos nutricionistas na prática do exercício físico pelos praticantes de musculação em academias de Maceió-AL. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 2. Num. 11. 2012. Disponível em:

-Oliveira Pinto, A. D. Prescrição, consumo e resultados entre os praticantes de musculação nas academias da região do Vale do Ribeira/SP. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 39. 2013. Disponível em:

-Olivoto, R. R.; Ordás, J. A. Y. A influência da suplementação de creatina monohidratada no acumulo de lactato sangüineo. Lecturas: Educación Física y Deportes, revista digital. Num. 68. 2004.

-Pamplona, P.; e colaboradores. Perfil dos consumidores de suplemento em praticantes de musculação de Florianópolis. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 13. Num. 4. p. 153. 2005.

-Powers, S. K.; Howley, E. T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento fisico e ao desempenho. 6a. Manole, 2009.

-Torres, B. B.; Marzzoco, A. Bioquímica básica. 3ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koohan. 2007.

-Wagner, M. Avaliação do uso de suplementos nutricionais e outros recursos ergogênicos por praticantes de musculação em academias de um bairro de Florianópolis-SC. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 5. Num. 26. p. 5. 2011. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui