Efeito ergogênico da suplementação do extrato de abóbora (Cucurbita moschata) em ratos

  • Pedro Henrique Rodrigues da Silva Centro Universitário Uninovafapi, Teresina-PI, Brasil.
  • Larissa Barros de Sousa Mendes dos Santos Centro Universitário Uninovafapi, Teresina-PI, Brasil.
  • Ana Karolinne da Silva Brito Programa de pós-graduação em Farmacologia, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina-PI, Brasil.
  • Alessandro Carvalho Alves dos Santos Centro Universitário Santo Agostinho, Teresina-PI, Brasil.
  • Maria de Carmo de Carvalho e Martins Programa de pós-graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), Teresina-PI, Brasil.
  • Luciana Melo de Farias Programa de pós-graduação em Alimentos e Nutrição, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina-PI, Brasil.
Palavras-chave: Cucurbita, Abóbora, Performance, Antioxidantes

Resumo

O consumo de compostos bioativos vem sendo associado a redução do estresse oxidativo, otimização da recuperação muscular e manutenção de energia, assim aumentando a ergogênese durante exercícios intensivos. Os vegetais apresentam fitoquímicos que conferem redução do estresse oxidativo, melhoram o desempenho esportivo, o aumento da força e da resistência. A abóbora (Cucurbita moschata) recebeu atenção considerável nos últimos anos devido aos benefícios nutricionais e de saúde atribuídos aos compostos bioativos obtidos a partir de seu fruto. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação do extrato da abóbora (Cucurbita moschata) sobre a fadiga e desempenho físico em ratos. Trata-se de um estudo experimental realizado com 14 Ratas Wistar (Rattus norvegicus). Os animais foram distribuídos em dois grupos, grupo controle (GC, n=6) que receberam água destilada, e grupo experimental (GE, n=8), que receberam o extrato etanólico da abóbora (250mg/kg), por gavagem, durante 21 dias. O efeito anti-fadiga e o desempenho foram avaliados por meio de exercício de natação exaustivo, bem como níveis de lactato plasmático e glicose. Ao final do experimento, os animais foram submetidos à eutanásia, à coleta de sangue e à remoção do fígado. Não houve diferença significativa entre os grupos em relação ao tempo de exaustão e parâmetros bioquímicos avaliados. O consumo do extrato não causou danos hepáticos e não apresentou impacto sobre a massa corporal dos animais. São necessários estudos complementares com maior tempo de tratamento para melhor definição da ergogênese de abóbora na redução da fadiga e melhora do desempenho físico.

Publicado
2019-09-09
Como Citar
da Silva, P. H. R., dos Santos, L. B. de S. M., Brito, A. K. da S., dos Santos, A. C. A., de Carvalho e Martins, M. de C., & de Farias, L. M. (2019). Efeito ergogênico da suplementação do extrato de abóbora (Cucurbita moschata) em ratos. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 13(79), 289-296. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1321
Seção
Artigos Científicos - Original