Alimentação de dançarinos do ballet versus atividade física

  • Luciene de Cássia Gomes da Silva Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
  • Danielle Cristine Mendes Lacerda Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
  • Laís Lisboa Carneiro Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
  • Kátia Pina Sepúlveda Hott Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
Palavras-chave: Alimentação, Exercício, Autoimagem

Resumo

O objetivo da pesquisa foi avaliar a qualidade da alimentação e analisar a gordura corporal de bailarinos, em relação as suas necessidades diárias para manutenção da saúde e desempenho físico. A amostra foi composta por 35 dançarinos de ambos os sexos com idade entre 16 a 30 anos em uma escola de dança privada de Montes Claros-MG. Para análise da composição corporal, foram aferidas as quatro pregas cutâneas (bicipital, tricipital, subescapular e supra ilíaca) através de um adipômetro da marca Cescorf, com sensibilidade de milímetros, e para avaliar a alimentação dos dançarinos foi aplicado questionários de frequência alimentar com 15 questões fechadas, sendo respeitados todos os preceitos éticos para a pesquisa em humanos. Nota-se 57% dos dançarinos tem uma alimentação regular e 43% tem uma alimentação inadequada. Os adolescentes, 17% apresentaram gordura corporal ótima e 17% muito alta e 33% moderadamente alta e 33% alta. Com relação aos dançarinos adultos, foram verificados 45% dos bailarinos encontrava-se com gordura corporal alta, moderadamente alta e muito alta, e 55% apresentaram valores considerados bons para excelente. A partir dos resultados obtidos, conclui-se que é necessária uma intervenção nutricional com esses dançarinos de ballet, esclarecendo sobre qual o tipo de alimento que ajuda a melhorar sua execução quando está se exercitando. 

Biografia do Autor

Laís Lisboa Carneiro, Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.

Nutricionista,

Pós-granduando em Nutrição e Metabolimo na Prática Clinica e Desportiva

Referências

-Araujo, P.P.; Albornoz, S.E.; Moura, H.C.M.; Santos, S.S.; Silva, R.C.; Alvarenga, M.L. Perfil da composição corporal de adolescentes praticantes de basquetebol de cadeira de rodas. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 53. p.498-505. 2015. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/580>

-Assal, S.E.; Fernandes, D.C. Imagem corporal e comportamento de risco para transtornos alimentares em praticantes de exercícios e atletas: Evidências Cientificas. Goiânia. Vol. 41. p.31-41. 2014.

-Barroso, S.S.; Almeida, B.M.; Gonzaga, W.S.; Lima, R.L.C.P.; Camerino, S.R.A.S.; Prado, E.S. Efeitos da imersão na água sobre os marcadores simples de estado de hidratação durante uma aula de hidroginástica. Revista brasileira Ci. e Mov. p.5-12. 2014.

-Bighetti, F. Tradução e validação do Eating Attitudes Test (EAT-26) em adolescentes do sexo feminino na cidade de Ribeirão Preto- SP. Diss. Universidade de São Paulo. 2003.

-Bracht, C.M. Percepção da autoimagem corporal, estado nutricional e prática de atividade física de universitários do Rio Grande do Sul. O Mundo da Saúde. São Paulo. 2013.

-Ferreira, A.B.; Lima, V.A.; Souza, W.C.; Mascarenhas, L.P.G.; Leite, N. Quais os suplementos alimentares mais utilizados. Cinergis, Santa Cruz do Sul. p.85-90. 2016.

-Fontes, V.S.; Silva, F.A.; Oliveira, R.M.S.; Mendes, L.L.; Cândido, P.C. Comparação entre o índice de massa corporal tradicional e o índice de massa corporal ajustado em adolescentes e sua associação com fatores relacionados ao risco cardiovascular. Revista Médica de Minas Gerais. 2016.

-Fortes, L.S.; Almeida, S.S.; Ferreira, M.E.C. Insatisfação corporal e comportamento alimentar inadequado em jovens futebolistas. Avaliação Psicológica. Vol. 14. Num. 2. p.179-187. 2015.

-Fortes, L.S.; Almeida, S.S.; Ferreira, M.E.C. A internalizarão do ideal de magreza afeta os comportamentos alimentares inadequados em atletas do sexo feminino da ginástica artística?. Revista Educação Física/UEM. Vol. 25. p.181-191. 2014.

-Junior, V.P.K.; Muller, T. Estilo de vida e as alterações da flexibilidade e resistência muscular localizada na fase adulta. Revista das Faculdades Integradas Claretianas. Num. 6. 2013.

-Minatto, G.; Sousa, T.F.; Carvalho, W.R.G.; Ribeiro, R.R.; Santos, K.D.; Petroski, E.L. Relação entre aptidão cardiorrespiratória e adiposidade corporal em meninas. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. p.469-475. 2016.

-Morais, A.C.L.; Silva, L.L.M.; Macêdo, E.M.C. Avaliação do consumo de carboidratos e proteínas no pós-treino em praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 8. Num. 46. p.247-253. 2014. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/455>

-Moura, U.I.S.; Mendes, L.R.; Silva, I.P.O.; Ângelo, R.C.O.; Schwingel, P.A. Consumo alimentar, perfil antropométrico e imagem corporal de bailarinos clássicos do Vale São Francisco. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 51. p.237-246. 2015. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/533>

-Paulo, T.R.S.; Siqueira, J.C.L.; Castellano, S.M.; Campos, L.A.S. Hábitos alimentares, composição corporal e flexibilidade de dançarinosde ambos os sexos dos bois-bumbás de Parintins, Amazonas. Coleção Pesquisa em Educação Física. Várzea Paulista. Vol. 14. Num. 3. p.99-106. 2015.

-PNAN, Guia Alimentar. Disponível em: <http://editora.saude.gov.br/livros/guia-alimentar-como-ter-uma-alimentacao-saudavel-1a-edicao/> Acesso em: 21 de maio 2017.

-Ponte, S.; Rocha, C.; Caldeira, S.N. Conhecimentos sobre sexualidade em adolescentes inseridos num projeto de intervenção social. Revista de Estudios e Investigación em Psicología y Educación. p.151-156. 2017.

-Queiroz, L.F.; Peixoto, D.B.; Guimarães, M.M.; Pereira, Z.L.; Cabral, F.D.; Silva, R.C.D. Relação entre as dobras cutâneas tricipital e subescapular com o nível de atividade física de adolescentes escolares. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 11. p.145-152. 2017. Disponível em: <>

-Reis, N.M.; Machado, Z.; Pelegrini, A.; Boing, L.; Monte, F.C.S.G.; Simas, J.P.N.; Guimarães, A.C.A. Imagem corporal, estado nutricional e sintomas de transtornos alimentares em bailarinos. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. p.771-781. 2013.

-Rezende, F.A.C.; Rosado, L.E.F.P.L.; Priore, S.E.; Franceschini, S.C.C. Aplicabilidade de equações na avaliação da composição corporal da população brasileira. Revista de Nutrição. Campinas. p.357-367. 2006.

-Santiago, D.B.A.; Santos, D.L. Efeitos do treinamento físico com o uso da thera-band sobre variáveis físicas e antropométricas de bailarinas. Revista do Departamento de Educação Física e Saúde e do Mestrado em Promoção da Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). Vol. 16. 2015.

-Santos, J.A.; Amorim, T. Desafios nutricionais de bailarinos profissionais. Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. Portugal. 2014. Universidade de São Paulo. Tradução e validação do Eating Attitudes Test (EAT-26) Em adolescentes do sexo feminino na cidade de Ribeirão Preto-SP. Ribeirão Preto (2003). Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-12042004-234230/pt-br.php>. Acesso em 28/05/2017.

-Uyeda, M.; Toledo, L.F.S. Comportamento alimentar de atletas no pré treino de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Saúde em Foco. 2015.

-Zawadzki, P.; Heydt, F.; Zanini, D.; Laux, R.C.; Ferrari, E.P. Composição corporal de escolares praticantes de balé clássico da escola de artes de Chapecó, SC. Unoesc & Ciência-ACBS. Joaçaba. Vol. 5. Num. 2. p.143-150. 2014.

Publicado
2020-01-13
Como Citar
da Silva, L. de C. G., Lacerda, D. C. M., Carneiro, L. L., & Hott, K. P. S. (2020). Alimentação de dançarinos do ballet versus atividade física. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 13(81), 640-647. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1413
Seção
Artigos Científicos - Original