Resposta ergogênica e imunológica da suplementação de glutamina: Uma revisão

  • Vanessa Carolina das Chagas Barreto Centro Universitário dos Guararapes-UniFG, Brasil.
  • Lais Meira Centro Universitário dos Guararapes-UniFG, Brasil.
Palavras-chave: Glutamina, Exercício, Sistema Imune, Suplementos Nutricionais

Resumo

Introdução: As suplementações associadas ao esporte e ao exercício físico estão sendo cada vez mais estudadas, destacando-se a glutamina, estratégia que visa uma melhoria imunológica após exercícios intensos e que pode possuir uma ação ergogênica. Objetivo: Analisar artigos que abordem esta suplementação como recurso ergogênico, bem como para a melhoria do perfil imunológico pós exercício. Matérias e métodos: Foram empregados artigos das bases Scielo, Pub Med e Bireme, com os descritores glutamina, glutamina e exercício físico, glutamina e ergogenia, glutamina e imunologia e exercício e imunologia. A análise foi feita em 28 artigos, 1 tese de doutorado e 3 livros. Resultados: Os resultados da análise acima descrita, estão dispostos no quadro 1. Discussão: Diversos artigos abordam a suplementação de glutamina como estratégia empregada no exercício e no esporte, porém, a maioria destes não consegue elucidar a real funcionalidade da glutamina exógena para a recuperação imunológica após exercícios intensos. Quanto ao efeito ergogênico, estudos citam que a glutamina dipeptídeo aumenta o tempo de exaustão, porém afirmam que mais estudos são necessários. Verificou-se também que a glutamina dipeptídeo parece ser uma boa estratégia, pois aumenta a disponibilidade sérica de glutamina. Conclusão: Diante do exposto, existem poucas pesquisas com uma população específica de atletas/esportistas envolvendo a suplementação de glutamina, necessitando de mais critério científico, principalmente, no que diz respeito ao desenho experimental e uso de protocolos que permitam maior validade aos estudos.

Biografia do Autor

Vanessa Carolina das Chagas Barreto, Centro Universitário dos Guararapes-UniFG, Brasil.

Graduada em Bacharel na Escola Superior de Educação Física - UPE, com ênfase nas intervenções na saúde e no bem-estar; Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco; Pós graduada (Lato Sensu) no curso Exercício Físico aplicado à Reabilitação Cardíaca e grupos especiais pela Universidade Gama Filho (gerida atualmente pela Estácio de Sá); Pós graduada (Lato Sensu) no curso Bases Nutricionais da Atividade Física pela Universidade Estácio de Sá; Pós graduada em Nutrição Esportiva Funcional pela VP (Valéria Paschoal)/UNICSUL; Atua na linha de pesquisa de exercício adaptado à grupos especiais e Nutrição aplicada ao exercício e saúde; Atualmente, é Docente dos Cursos de Nutrição e Educação Física do Centro Universitário dos Guararapes (UniFg) e leciona em Pós Graduações (UnP e IDE).

Lais Meira, Centro Universitário dos Guararapes-UniFG, Brasil.

Graduada em Nutrição pelo Centro Universitário dos Guararapes (Unifg); Pós graduada em Nutrição Clínica e Funcional pelo Centro Universitário dos Guararapes (Unifg); Atua como Nutricionista no Clinical Center Piedade e em consultório particular; Linha de Pesquisa: nutrição nas fases da vida e Nutrição Funcional.

Referências

-Araújo, A. C. M.; Soares, Y. N. G. Perfil de utilização de repositores protéicos nas academias de Belém, Pará. Revista de Nutrição. Campinas. Vol. 12. Num. 1. p. 5-19.1999.

-Ceddia, R. B.; Garcia, J. R. J.; Curi, R. Metabolismo da glutamina no músculo esquelético. In: Curi, R. Glutamina - Metabolismo e Aplicações Clínicas e no Esporte. São Paulo. Sprint. p.155-160. 2000.

-Cruzat, V. F.; e colaboradores. Aspectos atuais sobre estresse oxidativo, exercícios físicos e suplementação. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 13. Núm. 5. 2007.

-Cruzat, V. F.; Alvarenga, M. L.; Tirapegui, J. Metabolismo e suplementação com glutamina no esporte. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Núm. 21. p. 242-253. 2010.

-Cruzat, V. F.; Petry, E. R.; Tirapegui, J. Glutamina: aspectos bioquímicos, metabólicos, moleculares e suplementação. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 15. Núm. 5. 2009.

-Daniel, J. F.; Cavaglieri, C. R. Suplementação de glutamina e resistência imunológica em atletas de futebol. Saúde em Revista. Vol. 7. Núm. 17. p. 21-29. 2005.

-Fontana, K. E. Efeito do exercício resistido associado a suplementação de creatina ou glutamina na potência anaeróbia. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 14. Num. 3. p. 79-86. 2006.

-Fontana, K. E.; Valdes, H.; Baldissera, V. Glutamina como suplemento ergogênico. R. bras. Ci. e Mov. Vol. 11. Núm. 3. p. 91-96. 2003.

-Forti, F; Cancelliero, M. Guirro, R. R. J. et al. Efeitos da glutamina e da estimulação elétrica sobre o perfil metabólico de músculos desnervados. Rev. Bras. Educ. Fís. Esp. Vol. 18. Num. 3. p. 273-81. 2004.

-Francisco, T. D.; Pithon-Curi, T. C.; Curi, R.; Garcia, J. R. J. Glutamina: metabolismo, destinos, funções e relação com o exercício físico. Arq. Ciênc. Saúde Unipar. Vol. 6. Núm. 1. p. 81-88.2002.

-Garcia Júnior, J. R; Curi, R. Glutamina e exercício. In: Curi, R. Glutamina - Metabolismo e Aplicações Clínicas e no Esporte. São Paulo. Sprint. p. 243-252. 2000.

-Garcia Júnior, J. R.; Pithon-Curi, T. C.; Curi, R. Consequências do exercício para o metabolismo da glutamina e função imune. Rev Bras Med Esporte. Vol. 6. Núm. 3. Jun. 2000.

-Guyton, A. Fisiologia humana. 10ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2002.

-Hernandez, A. J.; Nahas, R. M. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Rev Bras Med Esporte. Vol. 15. Núm. 3. supl. Abr. 2009.

-Hoffman, J. R.; e colaboradores. Examination of the efficacy of acute L-alanyl-L-glutamine ingestion during hydration stress in endurance exercise. Journal of the International Society of Sports Nutrition. Vol. 7. Núm. 8. 2010.

-Krinski, K.; e colaboradores. Efeitos do Exercício Físico no Sistema Imunológico. Moreira Junior. Editora. Vol. 67. Núm. 7. p. 228-233. 2010.

-Lagranha, C. S. Função e apoptose do neutrófilo: modulação pela maturação sexual, exercício e suplementação com glutamina. R. Bras. Ci. e Mov. Vol. 13. Num. 1. p. 95-108. 2005.

-McArdle, D. W.; Katch, I. F.; Katch, L. V. Fisiologia do exercício: energia, desempenho e nutrição humana. 4ª Edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 1998.

-Meira, M. C. C; Chagas, R.; Ferreira, S. R. Glutamina e atividade física. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 1. Num. 5. p. 28-38. 2007.

-Novelli, M.; Strufaldi, M. B.; Rogero, M. M.; Rossi, L. Suplementação de Glutamina Aplicada à Atividade Física. R. bras. Ci e Mov. Vol. 15. Num. 1. p. 109-117. 2007.

-Rios, L. N. O.; Mendes, A. C. R.; Silva. V. S. Suplementação de glutamina para treinamento de Endurance. Corpo, Movimento e Saúde. Vol. 1. Núm. 1. 2011.

-Rodrigues, N. C. L.; e colaboradores. Efeito da suplementação de glutamina sobre variáveis hematológicas e do estado nutricional de ratas desnutridas. ABCD, Arq. Bras. Cir. Dig. Vol. 20. Núm. 4. 2007.

-Rogero, M. M.; e colaboradores. Efeito da suplementação com L-alanil-L-glutamina sobre a resposta de hipersensibilidade do tipo tardio em ratos submetidos ao treinamento intenso. Rev. Bras. Cienc. Farm. Vol. 38. Núm. 4. Dez. 2002.

-Rogero, M. M.; Tirapegui, J. Aspectos atuais sobre glutamina, atividade física e sistema imune. Rev. Bras. Ciên. Farm. Vol. 36. Núm. 2. p. 01-12. 2000.

-Rogero, M. M.; Tirapegui, J. Aspectos nutricionais sobre glutamina e atividade física. Nutrire. Vol. 25. p. 87-112. 2003.

-Rogero, M. M.; Tirapegui, J. Considerações nutricionais e bioquímicas da suplementação de glutamina em atletas: controvérsias e aspectos atuais. J. Met. Nutr. Vol. 7. p. 106-17. 2003.

-Rogero, M. M.; Tirapegui, J. Aspectos atuais sobre aminoácidos de cadeia ramificada e exercício físico. Rev. Bras. Cienc. Farm. Vol. 44. Núm. 4. 2008.

-Romano, L.; Borges, I. P. A suplementação de glutamina não reverte a imunossupressão induzida pelo exercício. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo. Vol. 1. Núm. 1. p. 65-78. 2007.

-Rosa, L. F. P. B. C.; Waisberg, M. W. Influências do Exercício na Resposta Imune. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 8. Núm. 4. 2002.

-Santos, R. V. T. Efeitos do treinamento extenuante sobre o metabolismo de glutamina e seu papel na interação entre o exercício físico, sistema imunológico e tecido muscular. Tese de doutorado. São Paulo. Instituto de Ciências Biomédicas. Universidade de São Paulo. 2004.

-Silveira, M. C.; Grittes, S. M.; Navarro, A. C. Glutamina minimiza o estresse causado por liberação de cortisol durante exercício físico prolongado e intenso. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Núm. 26. p. 107-113. 2011.

-Simon, L.; Liberali, R. Efeitos da suplementação de glutamina no exercício físico: revisão sistemática. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Núm. 33. p. 193-201. 2012.

-Souza, H. A. C.; Santos, R. V. T.; Souza, E. J. C. Concentração plasmática de glutamina e glutamato em ciclistas de elite durante duas temporadas de treinamentos e competições. Rev. Bras. Educ. Fís. Esp. Vol. 19. Num. 4. p. 295-306. 2005.

-Uchida, M. C.; e colaboradores. Efeito de diferentes protocolos de treinamento de força sobre parâmetros morfofuncionais, hormonais e imunológicos. Rev Bras Med Esporte. Vol. 12. Núm. 1. 2006.

Publicado
2021-05-20
Como Citar
Barreto, V. C. das C., & Meira, L. L. P. (2021). Resposta ergogênica e imunológica da suplementação de glutamina: Uma revisão. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 14(86), 318-330. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1652
Seção
Artigos Científicos - Revisão