Estratégias de hidratação durante o exercício físico em atletas de Futebol Americano

  • Sâmira Bublitz Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Fabiana Assmann Poll Universidade de Santa Cruz do Sul
Palavras-chave: Desidratação, Alteração do peso corporal, Suor

Resumo

Introdução: O processo de desidratação prejudica respostas fisiológicas. Fatores como temperatura e umidade ambiente, intensidade e tipo de exercício interferem nas estratégias de hidratação e podem diminuir o rendimento do atleta. Objetivo: Avaliar e comparar estratégias de hidratação em jogadores de futebol americano. Materiais e métodos: A pesquisa foi de natureza quantitativa, experimental com proposta de intervenção. Foi avaliado o estado de hidratação de atletas masculinos de um time amador de Santa Cruz do Sul/RS em três fases: hidratação habitual, sem intervenção (F1); utilização de água (F2); utilização de água de coco (F3) durante a rotina de treinamento. Coletou-se peso corporal e densidade urinária antes e depois dos treinos, analisados através do teste “t” de Student para amostras pareadas, com nível de significância de p <0,05. Resultados: Avaliou-se 22 atletas que apresentaram uma perda de peso igual a 0,12 ± 0,52% na F1, 0,65 ± 0,48% na F2 e 0,27 ± 0,69% na F3. A densidade urinária revelou desidratação após o treino nas intervenções com água e água de coco. A variabilidade da temperatura e umidade ambiente nas fases do estudo pode ter interferido nas estratégias de hidratação. Conclusão: Os jogadores de futebol americano perderam menos de 1% de peso corporal, permanecendo em estado de euidratação, apesar da densidade urinária revelar desidratação em duas fases após o treino. As estratégias de hidratação devem levar em conta fatores ambientais e características individuais do atleta.

 

ABSTRACT 

Hydration strategies during phisical exercises in American Football athletes

Introduction: The dehydration process affects negatively physiological responses. Factors like temperature, humidity, type and intensity of exercise do interfere on the hydration strategies and they may decrease the efficiency of the athlete. Purpose: Evaluate and compare different hydration strategies in American football players. Materials and methods: The research has a quantitative and experimental nature with an intervention proposal. It was evaluated  the condition  of  hydration from male athletes of an amateur American football team from Santa Cruz do Sul/RS in three different phases: regular hydration, i.e., without interference (F1); with water intake (F2); with coconut water intake (F3), during an exercise routine. It was collected the weight and the urinary density before and after the exercise, examined by the test T of student to paired samples, with a significance level of p < 0.05. Results: It was evaluated 22 athletes which reported a weight loss of 0.12 ± 0.52% on F1, 0.65 ± 0.48% on F2 and 0.27 ± 0.69% on F3. The urinary density revealed dehydration after the practice with both water intake and coconut water intake. The temperature and humidity variation through the realization of the experiment may have interfered on the hydration rates. Conclusion: The American football players have lost less than 1% of their   body weight, remaining in a state of euhydration even though the urinary density reveal dehydration in two phases of the practice. The hydration strategies must take into account environmental factors and individual characteristic of each athlete.

Biografia do Autor

Sâmira Bublitz, Universidade de Santa Cruz do Sul
Graduada em Nutrição - UNISC.
Fabiana Assmann Poll, Universidade de Santa Cruz do Sul
Docente do Departamento de Educação Física e Saúde.
Publicado
2016-08-08
Como Citar
Bublitz, S., & Poll, F. A. (2016). Estratégias de hidratação durante o exercício físico em atletas de Futebol Americano. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 10(60), 603-611. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/701
Seção
Artigos Científicos - Original