Avaliação do consumo de suplementos proteicos por praticantes de musculação em uma academia de Planaltina-DF

Klecia Ferreira Cardoso, Valéria Leonhardt

Resumo


A suplementação nutricional é justificável, quando através da alimentação indivíduos não conseguem suprir suas necessidades nutricionais. Os suplementos alimentares mais consumidos são os proteicos com as proteínas do soro do leite e albumina. Com o objetivo de avaliar o uso de suplementos proteicos e se a prescrição é feita por nutricionista ou médico, estudou-se uma amostra de 50 praticantes de musculação de ambos os sexos, em uma academia em Planaltina-DF. Foi aplicado um questionário sobre a frequência da prática de musculação e os dados relativos ao uso de suplementos. Observou-se que 72% da amostra são do sexo masculino e 38% fazem uso de suplementos proteicos.  A prática do exercício mais de três vezes por semana é feita por 92% e apenas 8% faz três vezes na semana.  O sexo masculino com 79% é quem mais utiliza suplementos proteicos. O whey protein foi citado por 95% e a albumina por 10%. Os suplementos são mais consumidos no: pré-treino e pós-treino (47%) e pós-treino (21%). A maioria (47%) consome um scoop ao dia, 37% mais de um scoop e 16% meio scoop. A indicação é feita: 58% por conta própria, 21% por nutricionista e 5% por educador físico. O motivo do consumo foi: ganho de massa muscular (63%), complementar a dieta (21%) e ambos os motivos (16%). O sexo masculino é quem mais pratica musculação e utiliza suplementos proteicos. O suplemento proteico mais citado foi o whey protein, de forma que a maioria consome por conta própria objetivando ganho de massa muscular.

 

ABSTRACT 

Evaluation of the consumption of protein supplements by bodybuilding practitioners in a fitness center in Planaltina-DF

Nutritional supplementation is justifiable when individuals are not able to supply their own nutritional needs. The most used food supplements are those from protein, consumed along milk proteins and albumin. With the objective of evaluating the use of protein supplements, and to determine if the prescription is made through a nutritionist or a physician, a sample of 50 bodybuilding practitioners from both genders was studied, in a fitness center in Planaltina – DF. A questionnaire was applied asking the practitioners about their bodybuilding practice frequency and the use of supplements. It was observed that 72% of the sample is composed of males, and 38% from those are users of protein supplements. The frequency of training is more than three times a week for 92% of the sample, with only 8% training three times a week. Males are the ones that make use of protein supplements the most, representing 79% of the sample. The use of whey protein was cited by 95% and albumin use by 10%. The usage of supplements is as follows: pre and post-training (47%) and post-training (21%). The majority (47%) consume one scoop a day, 37% more than a scoop a day and 16% half scoop a day. Prescription is made: 58% by oneself, 21% by a nutritionist and 5% by a physical educator. Reasons for consumption: muscular mass gain (63%), to supplement the diet (21%) and for both reasons (16%). Males are the ones that train the most and consume more protein supplements. The most cited protein supplement was whey protein, with most usage being self-prescribed with the objective of muscular mass gain.


Palavras-chave


Suplementos alimentares; Nutrição; Necessidades nutricionais

Texto completo:

PDF

Referências


-Alshammari, S. A.; AlShowair, M. A.; AlRuhaim, A. Use of hormones and nutritional supplements among gyms' attendees in Riyadh. J Família Comunidade Med. Vol. 24. Num. 1. 2017. p. 6-12.

-Alves, C.; Lima R. V. B. Uso de suplementos alimentares por adolescentes. Jornal de Pediatria. Vol. 85. Num. 4. 2009. p. 287-294.

-Aragão, A. R.; Fernandes, D. C. Consumo alimentar e de suplementos no pré e pós-treino em homens praticantes de musculação em Goiânia-GO. Estudos vida e saúde. Vol. 41. Especial. 2014. p. 15-29.

-Bezerra, C.C.; Macêdo, C. M. E. Consumo de suplementos a base de proteína e o conhecimento sobre alimentos proteicos por praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 7. Num. 40. 2013. p. 224-232. Disponível em:

-Bianco, A.; Mammina, C.; Thomas, E.; Bellafiore, M.; Moro, T.; Paoli, A.; Palma, A. Protein supplementation and dietary behaviours of resistance trained men and women attending commercial gyms: a comparative study between the city centre and the suburbs of Palermo, Italy. Journal of the International Society of Sports Nutrition. Vol. 11. p. 30. 2014.

-Brasil. Portal Brasil. Consumo de suplemento alimentar pode causar dano à saúde, alertam autoridades. 10 de julho de 2012. Brasília. 2012.

-Chagas, B. L. F.; Nascimento, M. V. S.; Barbosa, M. R.; Gomes, L. P. S. Utilização indiscriminada de suplementos alimentares: causas e consequências. Ciências Biológicas e de Saúde Unit. Vol. 3. Num. 2. 2016. p. 27-34.

-Fanti, Y. O.; Marques, N. F.; Marques, A. C.; D’Almeida, K. S. M.; Silveira, J. T.; Moura, F. A. Uso de suplementação e composição corporal de praticantes de musculação na cidade de Itaqui-RS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 62. 2017. p. 192-201. Disponível em: < http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/765/622>

-Garrido, C. C.; Gómez-Urquiza, J. L.; Fuente, G. A. C. F.; Fernández-Castillo, R. Uso, efectos y conocimientos de los suplementos nutricionales para el deporte en estudiantes universitários. Nutrición Hospitalaria. Vol. 32. Num. 2. 2015. p. 837-844.

-Hulmi, J. J.; Laakso, M.; Mero, A. A.; Häkkinen, K.; Ahtiainen, J. P.; Peltonen, H. The effects of whey protein with or without carbohydrates on resistance training adaptations. J Int Soc Sports Nutr. Vol. 12. P .48. 2015.

-Naderi, A.; Oliveira, E. P.; Ziegenfuss, T. N.; Willems, M. E. T. Timing, Optimal Dose and Intake Duration of Dietary Supplements with Evidence-Based Use in Sports Nutrition. Journal of Exercise Nutrition & Biochemistry. Vol. 20. Num. 4. 2016. p.1-12.

-Pacheco, V. P.; Pereira, L. S.; Pires, D. A.; Viana, E. M. S.; Fonseca, C. S.; Rocha, S. A. M. T. Avaliação do consumo de suplementos ergogênicos nutricionais por praticantes de atividade física em uma academia do município de Viçosa-MG. Anais VI SIMPAC. Viçosa-MG. Vol. 6. Num. 1. 2014. p. 173-178.

-Pellegrini, A.R.; Nogiri,F.S.; Barbosa, M.R. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de musculação da cidade de São Carlos-SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva . Vol. 1. Num. 61. 2017. p. 59-73. Disponível em:

-Reidy, P. T.; Fry, C. S.; Igbinigie, S.; Deer, R. R.; Jjennings, K.; Cope, M. B.; Mukherjea, R.; Volpi, E.; Rasmussen, B. B. Protein supplementation does not affect myogenic adaptations to resistance training. Medicine & Science in Sports & Exercise. Vol. 49. Num. 6. 2017. p. 1197-1208.

-Reis, E. L.; Camargos, G. L.; Oliveira, R. A. R.; Domingues, S. F. Utilização de recursos ergogênicos e suplementos alimentares em praticantes de musculação em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Num. 62. 2017. p. 219-231. Disponível em:

-Rigon VT, Rossi TGR. Quem e por que utilizam suplementos alimentares. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 6. Num. 36. 2012. p. 169-170. Disponível em:

-Rindom, E.; Nielsen, M. H.; Kececi, K.; Jensen, M. E.; Vissing, K.; Farup, J. Effect of protein quality on recovery after intense resistance training. European Journal of Applied Physiology. Vol. 116. Num. 11. 2016. p. 2225-2236.

-Soares, S. G. Utilização de suplementos nutricionais em praticantes de musculação em uma academia de Porto Alegre- fatores associados. Monografia de conclusão de graduação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2014.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 15. Num. 3. 2009. p. 3-9.

-Schoenfeld, B. J.; Aragon, A.; Wilborn, C.; Urbina, S. L.; Hayward, S. E. Krieger J. Pre- versus post-exercise protein intake has similar effects on muscular adaptations. PeerJ. Vol. 5. 2017. p. e2825.

-Uchoa, F. N. M.; Teixeira, A.; Rocha, M. T. L.; Daniele, T. M. C.; Palomares, E. M. G. Avaliação do consumo de suplementos alimentares em praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Num. 54. 2015. p. 572-577. Disponível em:

-Vieira, M.F.H.; Barros, L.L.; Martins, C.M.C.; Cortez, L.A.C. O uso de suplementos alimentares, em praticantes de musculação: uma revisão de literatura. Rev. Saúde em foco. Vol. 2. Num. 1. 2015. p. 1-11.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui