Avaliação do consumo alimentar, uso de suplementos e o conhecimento acerca da alimentação adequada por praticantes de atividade física de uma academia em Joinville-SC

  • Alberto Mitsuo Yano Centro Universitário Católica de Santa Catarina, Joinville-SC, Brasil.
  • Amanda Fontes Estuqui Centro Universitário Católica de Santa Catarina, Joinville-SC, Brasil.
  • Reginaldo da Roza Junior Centro Universitário Católica de Santa Catarina, Joinville-SC, Brasil.
  • Camila Tomio Centro Universitário Católica de Santa Catarina, Joinville-SC, Brasil.
Palavras-chave: Hábitos alimentares, Macronutrientes, Suplementos Alimentares, Academias de Ginástica

Resumo

Introdução: Alguns praticantes de atividade física não possuem uma alimentação adequada, principalmente quando se refere a variedade e quantidade de alimentos que devem ser consumidos, possibilitando o acometimento da saúde e qualidade de vida. Objetivo: Avaliar o consumo alimentar, uso de suplementos e o conhecimento acerca da alimentação adequada por praticantes de atividade física de uma academia em Joinville-SC. Materiais e Métodos. Estudo transversal, descritivo e analítico realizado em uma academia de Joinville-SC. A amostra foi selecionada por meio de uma amostragem por conveniência, com idade entre 19 e 60 anos, praticando no mínimo 150 minutos de atividade física por semana a pelo menos 3 meses. Aplicou-se um questionário contendo questões acerca do conhecimento sobre alimentação, uso de suplementos, recordatório 24horas (R24h) e coletado dados antropométricos de peso e estatura. Para a análise estatística, os dados quantitativos foram apresentados em média de desvio padrão e os qualitativos em frequência absoluta e relativa. Foi realizado o teste t student considerando o nível de significância de p<0,05. Resultados: Participaram do estudo um total de 30 indivíduos, destes 63,3% utilizam algum suplemento alimentar e apenas 42,1% tiveram indicação de nutricionista. O R24h mostrou que a ingestão dos macronutrientes não estava de acordo com a recomendação da ACMS com diferenças estatisticamente significativas e a porcentagem de acerto dos participantes em relação as fontes alimentares dos macronutrientes ficou em aproximadamente 80%. Conclusão: Apesar do bom conhecimento das fontes alimentares, os avaliados apresentaram um consumo alimentar inadequado e uso de suplementos sem orientação por profissional capacitado.

Referências

-ACSM. American college of sports medicine, academy of nutrition and dietetics dietitians of Canadá. Nutrition and Athletic Performance. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 48. Num. 3. 2016. p. 543-568.

-Assearay, N.; e colaboradores. Frequency and severity of adverse drug reactions due to self-medication: a cross-sectional multicentre survey in emergency departments. Druf Safety. Vol. 36. 2013. p. 1159-1168.

-Barros, A. J. S.; Pinheiro, M. T. C.; Rodrigues, V. D. Conhecimentos acerca da alimentação saudável e consumo de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 63. 2017. p. 301-311.

-Bezerra, C. C.; Macêdo, E. M. C. Consumo de suplementos a base de proteína e o conhecimento sobre alimentos proteicos por praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 40. 2013. p. 224-232.

-Bianco, A.; e colaboradores. Protein supplementation in strenght and conditioning adepts: knowledge, dietary be havior and pratice in Palermo, Italy. Journal of the International Society of Sports Nutrition. Vol. 8. Num. 1. 2011.

-Brasil. Ministério da Saúde. Exercício físico x Atividade Física: Você sabe a diferença. 26 ago. 2020. Disponível em: https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-exercitar-mais/exercicio-fisico-x-atividade-fisica-voce-sabe-a-diferenca. Acesso em: 19/10/2020.

-Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as seguintes diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, Brasília-DF. 13 ju. 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html. Acesso em: 29/04/2020.

-Brasil. Ministério da Saúde. Sobre a doença: O que é COVID-19. 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca. Acesso em: 04/12/2020.

-Camargo, D. R.; Souza, V. V.; Mezzomo, T. R. Consumo alimentar de praticantes de musculação de uma academia em Curitiba, PR. Braspen Journal. Vol. 32. Num. 1. 2017. p. 36-41.

-Conzatti, S.; Marcadenti, A.; Conde, S. Avaliação dos hábitos alimentares de praticantes de exercício físico em uma academia de um Centro Universitário. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 54. 2015. p. 534-543.

-Devlin, B. L.; Belski, R. Exploring general and sports nutrition and food knowledge in elitemale Australian athletes. International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism. Vol. 25. Num. 3. 2015. p. 225â€232.

-Freitas, L. K. P.; e colaboradores. Consumo de macronutrientes por usuários de academias de ginástica. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 37. 2013. p. 45-50.

-Freitas, R. F.; e colaboradores. Conhecimento dos clientes de uma loja de suplementos alimentares sobre alimentação saudável e fatores associados. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 13. Num. 82. 2019. p. 902-911.

-Furlan, A. D. S.; Rodrigues, L. Consumo de polifenóis e sua associação com conhecimento nutricional e atividade física. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 22. Num. 6. 2016. p. 461-464.

-Goston, J. L.; Correia, M. I. T. D. Intake of nutritional supplements among people exercising in gyms and influencing factors. Nutrition. Vol. 26. Num. 6. 2010. p. 606-611.

-Hokama, L. M.; Rodrigues, G. C. G.; Sanches, F. L. F. Z. Avaliação do consumo alimentar de praticantes de musculação e atletas de judô de academias de Campo Grande-MS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 13. Num. 80. 2019. p. 557-564.

-IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Manual de Antropometria. Rio de Janeiro: IBGE. 2013.

-Lopes, F. G.; e colaboradores. Conhecimento sobre nutrição e consumo de suplementos em academias de ginástica de Juiz de Fora, Brasil. Revista Brasileira Medicina do Esporte. Vol. 21. Num. 6. 2015. p. 451-456.

-Macedo, T. S.; Sousa, A. L.; Fernandez, N. C. Suplementação e consumo alimentar em praticantes de musculação. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 68. 2018. p. 974 - 985.

-Medeiros, A. D.; Daronco, L. S. E.; Balsan, L. A. G. Uso de suplementos por praticantes de musculação em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 13. Num. 80. 2019. p. 601-608.

-Menon, D.; Santos, J. S. Consumo de proteína por praticantes de musculação que objetivam hipertrofia muscular. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 18. Num. 1. 2012. p. 8 - 12.

-Mira, A. R.; e colaboradores. Manual de nutrição e doença renal. Porto. Associação Portuguesa dos Nutricionistas. 2017. Disponível em: https://www.apn.org.pt/documentos/manuais/Manual_doenca_renal.pdf. Acesso em: 04/12/ 2020.

-Moreira, F. P.; Rodrigues, K. L. Conhecimento nutricional e suplementação alimentar por praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 20. Num. 5. 2014. p. 370 - 373.

-Rebelatto, J.R.; e colaboradores. Antioxidantes, atividade física e estresse oxidativo em mulheres idosas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 14. Num. 1. 2008. p. 8 -12.

-Ribas, M. R.; e colaboradores. Ingestão de macronutrientes e micronutrientes de praticantes de musculação em ambos os sexos. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 49. 2015. p. 91-99.

-Santos, A. N. e colaboradores. Consumo alimentar de praticantes de musculação em academias na cidade de Pesqueira-PE. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 10. Num. 55. 2016. p. 68 - 78.

-Silva, C. F.; e colaboradores. Conhecimento acerca da alimentação saudável e consumo de suplementos alimentares por praticantes do treinamento funcional. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 12. Num. 74. 2018. p. 757-765.

-Silva, A. A.; Fonseca, N. S. L. N.; Gagliardo, L. C. A associação da orientação nutricional ao exercício de força na hipertrofia muscular. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 6. Num. 35. 2012. p. 389-397.

-Sommer, R. M.; e colaboradores. Alimentação: consumo e conhecimento por praticantes de exercício físico em uma cidade no interior do RS. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 13. Num. 81. 2019. p. 695-704.

-Souza, V. M.; Navarro, A. C. A educação alimentar dos frequentadores de academias de ginástica em Salvador-BA: Alimentação associada ao exercício físico. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 5. Num. 25. 2011. p. 51-61.

-Tavares, W. L.; Mori, E. Percepção dos praticantes de musculação sobre alimentação pré e pós treino. Revista E-Ciência. Vol. 5. Num. 2. 2017. p. 92-97.

-WHO. World Health Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva. WHO. 1995.

-WHO.World Health Organization. Diet, nutrition and the prevention chronic diseases. Geneva. 2003.

-WHO. World Health Organization. Global Recommendations on Physical Activity for Health 18-64 years old. 2011. Disponível em: https://www.who.int/dietphysicalactivity/physical-activity-recommendations-18-64years.pdf. Acesso em: 04/05/2020.

-Zamin, T. V.; Schimanoski, V. M. Avaliação de hábitos alimentares saudáveis e uso de suplementos alimentares entre frequentadores de academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num. 23. 2010. p. 410-419.

Publicado
2021-07-17
Como Citar
Yano, A. M., Estuqui, A. F., Roza Junior, R. da, & Tomio, C. (2021). Avaliação do consumo alimentar, uso de suplementos e o conhecimento acerca da alimentação adequada por praticantes de atividade física de uma academia em Joinville-SC. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 15(91), 128-140. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1844
Seção
Artigos Científicos - Original