Associação entre motivação e bem-estar com parâmetros antropométricos em participantes do programa face 2 face em Caxias do Sul-RS

Érica Cardoso Dias, Barbara Pelicioli Riboldi, Márcia Keller Alves

Resumo


Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a associação entre os fatores motivadores e bem-estar identificados com a prática de musculação e os parâmetros antropométricos em participantes do programa Face 2 Face em Caxias do Sul-RS, durante o período de 2015 a 2016. Métodos: Tratou-se de um estudo analítico retrospectivo e a amostra foi composta por 549 participantes do programa Face 2 face. As variáveis analisadas foram a motivação e o bem-estar gerados a partir da prática de exercícios físicos, avaliando também os critérios relacionados à motivação, como confiança, hábito, estímulo, coragem, saber e social; e também os relacionados ao bem-estar, como nível de energia, qualidade de sono, nível de estresse, autoestima e autoimagem, durante o período de 60 dias. Resultados: evidenciou-se a prevalência de participantes do gênero feminino (63,6%). Demonstrou-se níveis significativos de melhoria para as características ligadas à Motivação e aos Bem-estar. Nos aspectos nutricionais, alguns parâmetros como cintura, coxa direita e esquerda e flexibilidade apresentaram diferença significativa nos tempos AFM e RT2. Houve aumento na frequência de motivados e diminuição na frequência de Não-Motivados. Há uma tendência de melhora nos resultados de peso e IMC ao longo do tempo. Conclusões: Não foi encontrada associação significativa entre motivação e bem-estar com parâmetros peso e IMC, apesar de apresentar-se tendência à redução dos parâmetros peso e IMC. O programa Face 2 Face proporcionou benefícios quanto à motivação e bem-estar aos praticantes. A prática do exercício físico resistido, a longo prazo e sob supervisão, é importante, se incorporada como um hábito de saúde para a melhora da qualidade de vida da população.

 

ABSTRACT 

Association between the motivating factors and well-being factors with anthropometric parameters in participants of the face 2 face program in Caxias do Sul-RS

Objective: The objective of this study was to evaluate the existence of an association between the motivating factors and well-being factors with anthropometric parameters in participants of the Face 2 Face program in Caxias do Sul-RS, during the period from 2015 to 2016. Methods: It was performed a retrospective analytical study in a sample composed of 549 participants of the Face 2 face program. The variables analyzed were the motivation and well-being obtained from the practice of physical exercises. Within the criteria related to motivation, it was analyzed factors such as confidence, habit, stimulus, courage, knowledge and social. Regarding to well-being, it was analyzed factors such as energy level, sleep quality, stress level, self-esteem and self-image, during the 60-day period. Results: it was verified the prevalence of female participants (63.6%) in the sample. It was observed significant levels of improvement for characteristics related to motivation and well-being. Concerning to nutritional aspects, some parameters such as waist, right and left thighs and flexibility presented significant difference in physical and medical evaluation (PME) and training review (TR). There was an increase in the frequency of people considered to be motivated and a decrease in the frequency of those considered non-motivated. There was a tendency of improvement in weight and body mass index (BMI) scores over time. Conclusions: There was no significant association between motivation and well-being with weight and BMI parameters. Although, there was a tendency to reduce weight and BMI parameters. The Face 2 Face program has provided motivation and wellness benefits to practitioners. The practice of resisted physical exercise, in the long term and under supervision is important, if incorporated as a habit of health and for improving the quality of life of the population.


Palavras-chave


Motivação; Bem-estar; Exercícios físicos

Texto completo:

PDF

Referências


-Alves, C.; Trovó, C. E.; Nogueira, M. W. A Academia de Ginástica como Lazer para Mulheres Adultas da Cidade de Rio Claro – SP. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. Vol. 9. Núm. 1. 2010.

-Bagnara, I. P; Bagnara, I. C. Musculação: Mitos, Medos e Objetivos de Mulheres Praticantes da Modalidade. Revista Digital Buenos Aires. Ano 17. Núm. 171. p. 1-9. 2012.

-Balbinotti, M. A. A.; Barbosa, M. L. L. Análise da Consistência Interna e Fatorial Confirmatório do Imprafe-126 com Praticantes de Atividades Físicas Gaúchos; Reliability and Confirmatory Factorial Analysis. Psico USF. Vol. 13. p. 1-12. 2008.

-Bevilaqua, C.A.; Pelloso, S.M.; Marcon, S.S. Estágio de Mudança de Comportamento em Mulheres de um Programa Multiprofissional de Tratamento da Obesidade. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto. Vol. 24. 2016. p. e2809 DOI: 10.1590/1518-8345.0549.2809.

-Caparros, D.R.; Baye, A.S.; Barreiros, F.R.; Stulbach, T.E.; Navarro, F. Análise da adequação do consumo de carboidratos antes, durante e após treino e do consumo de proteinas após treino em praticantes de musculação de uma academia de Santo André-SP. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Núm. 52. 2015. Disponível em:

-Cieslak, F.; Cavazza, J.F.; Lazarotto, L.Titski, A.C.K.; Stefanello, J.M.F.; Leite, N. Análise da Qualidade de Vida e do Nível de Atividade Física em Universitários. Journal of Phisical Education. Vol. 23. Núm. 2. 2012.

-Farsen, T.C.; Boehs, S.T.M.; Ribeiro, A.D.S.; Biavati, V.P.; Silva, N. Qualidade de Vida, Bem-Estar e Felicidade no Trabalho: sinônimos ou conceitos que se diferenciam? Revista interação em psicologia. Vol. 22. Núm 1. 2018.

-Fermino, R. C.; Pezzini, M. R.; Reis, R. S. Motivos para Prática de Atividades Físicas e Imagem Corporal em Frequentadores de Academia. Rev Bras Med Esporte. Vol. 16. Núm. 1. 2010.

-Fernandes, A.M.B.L.; Ferreira, J.J.A.; Stolt, L.R.O.G.; Brito, G.E.G. Clementino, A.C.C.R.; Sousa, N.M. Efeitos da Prática de Exercício Físico sobre o Desempenho da Marcha e da Mobilidade Funcional em Idosos. Curitiba: Fisioterapia Movimento. Vol. 25. Núm. 4. p. 821-830. 2012.

-Finley, M.; Landless, P. Viva com Esperança. Tatuí, São Paulo: Casa Publicadora Brasileira, 2014.

-Fleck S.J., Kraemer W.J. Fundamentos do Treinamento de Força Muscular. 2ed. Porto Alegre. Artmed, 2006.

-Frade, R.E.T. Análise da influência de um programa nutricional e de condicionamento físico em variáveis antropométricas em uma academia de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. vol. 8. n. 45. p.156-163. 2014. Disponível em:

-Jesus, I.A.B.; Oliveira, D.G.; Moreira, A.P.B. Consumo alimentar e de suplementos nutricionais por praticantes de exercício físico em academia de Juiz de Fora-MG. 2017. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 11. Núm. 66. 2017. Disponível em:

-Lacerda, R.; Mathias, T.S. Motivação para a Prática de Exercícios Físicos em Academias: Ensaio Teórico. Universidade Do Estado De Santa Catarina; 2012.

-Leal, E. A.; Miranda, G. J.; Carmo, C. R. S. Teoria da Autodeterminação: Uma Análise da Motivação dos Estudantes do Curso de Ciências Contábeis. Revista Contabilidade & Finanças-USP. Vol. 24. Núm. 62. p. 162-173. 2013.

-Leme, I.H.O. Motivação: Praticantes De Exercício Físico Em Academias De Campinas. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. Campinas-SP. 2013.

-Lopes L.C.; Lopes-Júnior, L.C.; Bomfim, E.O.; Silva, S.; Galvani, R.C.D.; Chagas, E.F.B. Efeitos da Atividade Física na Qualidade de Vida de Mulheres com Sobrepeso e Obesidade Pós-Menopausa. Cienc Cuidado Saude. Vol. 13. Núm. 3. p. 439-446. 2014.

-Mantilla-Toloza, S.C.; Gómez-Conesa, A.; Hidalgo-Montesinos, M.D. Physical Activity and Tobacco and Alcohol Use in a Group of University Students. Rev Salud Pública (Bogotá). Vol. 17. Núm. 5. p.748-758. 2011.

-Marcondelli, P.; Costa, T.H.M.; Schmitz, B.A.S. Nível de Atividade Física e Hábitos Alimentares de Universitários do 3º ao 5º Semestres da Área da Saúde. Rev. Nutrição, Campinas. Vol. 21. Núm. 1. p. 39-47. 2008.

-Martins, R.K.; Viana, F.C.; Mattos, J.G.S. Relação das Mulheres com a Atividade Física: uma revisão bibliográfica. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Edição 3. Ano 2. Vol. 1. p. 350-369. 2017.

-Nahas, M. V. Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida: Conceitos e Sugestões para um Estilo de Vida Ativo. 5. Ed. Paraná, 2010.

-Pereira, T.D.; Haraguch, F.K. Perfil Nutricional dos Praticantes de Atividades Físicas de um Módulo do Serviço de Orientação ao Exercício (SOE) do Município de Vitória-ES. Revista Brasileira Nutrição Esportiva. Vol. 9. Núm. 52. 2015. p.318-325.

-Queiroga, M. R. Testes e Medidas para Avaliação da Aptidão Física Relacionada à Saúde em Adultos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

-Robbins, S.P.; Judge, T.A.; Sobral, F. Comportamento Organizacional: Teoria e Prática no Contexto Brasileiro. São Paulo: Pearson, 2011.

-Santos, L. A. A. Adesão à Prática de Musculação em Mulheres em uma Academia. Monografia (Licenciatura Em Educação Física), Universidade do Estado da Bahia, Alagoinhas. 2010.

-Schwab, K. The Fourth Industrial Revolution, Genova: World Economics Forum. 2016.

-Sehnem, R.C.; Soares, B.M. Avaliação nutricional de praticantes de musculação em academias de municípios do Centro-Sul do Paraná. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 9. Núm. 51. 2015. Disponível em:

-Solomon, Michael R. O Comportamento do Consumidor: Comprando, Possuindo e Sendo. 9. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011. 680 p.

-Souza, I.R.; Cargnin-Carvalho, A. Consumo de suplementos nutricionais nas academias da cidade de Braço do Norte. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. Vol. 12. Núm. 70. 2018. Disponível em:

-Turci, V.S. Os Benefícios do Treinamento da Capacidade Aeróbica para Idosos: Uma Revisão da Literatura. Monografia (Graduação em Licenciatura em Educação Física), Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG, Belo Horizonte-MG. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato: aqui