Níveis de desidratação nos praticantes de atividade fí­sica do municí­pio de Coari-AM

  • Luma Souza Rodrigues Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus-AM, Brasil
  • Gustavo Bernardes Fanaro Instituto de Saúde e Biotecnologia, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Coari-AM, Brasil
Palavras-chave: Disidratazione, Idratazione, Attività fisica

Resumo

Introdução: durante a prática de exercí­cio fí­sico, todo indiví­duo estará sujeito à desidratação, principalmente quando o exercí­cio é realizado em ambientes quentes. Dessa forma, a ingestão adequada de lí­quidos antes, durante e após o exercí­cio fí­sico é fundamental para a prevenção da desidratação. Objetivo: Avaliar os ní­veis de desidratação nos praticantes de atividade fí­sica do municí­pio de Coari, AM, bem como identificar seus efeitos a partir da desidratação entre o público em estudo. Material e Métodos: Aplicou-se um questionário contendo informações de caráter sociodemográficas, questões voltadas para o hábito de hidratação e tempo de duração do exercí­cio. Para determinar o grau de desidratação, os praticantes foram pesados antes e após o treino. Resultados: Contou-se com a participação de 100 praticantes, sendo 63% do sexo masculino. Grande parte dos praticantes (64%) relatou não ingerir água no pré-treino. Com relação ao peso, a perda de peso identificada após o treino não foi estatisticamente significativa. Entre os principais sintomas de desidratação, 23% apresentaram suor intenso e 22% câimbra muscular. Conclusão: A maioria dos praticantes não realiza de forma correta a hidratação antes e durante a prática do exercí­cio, o que desencadeou efeitos colaterais após o treino.

Referências

-Appolinario, Fabio. Metodologia da ciência: filosofia e prática da pesquisa. São Paulo. Thomson. 2004.

-Casa, D.J.; Armstrong, L.E.; Hillman, S.K.; Montain, S.J.; Reiff, R.V.; Rich, B.S.E.; Roberts, W.O.; Stone, J.A.; Jennifer A. National Athletic Trainers Association Position Statement: Fluid replacement for athletes. Journal of Athletic Training, Vol. 35. 2000. p. 212-224.

-Costa, E.C.; Costa, F. C.; Oliveira, G. W. S.; de Carvalho, R. F. P. P.; Prestes, J.; Nunes, N. Capacidade Cardiorrespiratória de Mulheres Jovens com Diferentes Níveis de Atividade Física. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo. Vol. 3. Num. 14. 2009. p. 139-145. Disponível em: <http://www.rbpfex.com.br/index.php/rbpfex/article/view/155>

-Dunford, M. Sports Nutrition: A Practice Manual for Professionals. 4th ed. The American Dietetic Association. 2006.

-Drumond, M. G.; Carvalho, F. R.; Guimarães, E.M.A. Hidratação em atletas adolescentes - hábitos e nível de conhecimento. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 1. Num. 2. 2007. p. 76-93. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/20>

-Furtado, C. M.; Garcia, J. M.; Gonçalves, J. P.; Viebig, R. F. Avaliação de hábitos e conhecimentos sobre hidratação de praticantes de musculação uma academia da cidade de São Paulo. Lecturas, Educación Física y Deportes. Buenos Aires. Ano 14. Num. 133. 2009.

-Ferreira, M. E. R.; Cedraz, M. C.; Campos, A. L. P.; Melo, F. T. Avaliação da desidratação de corredores de rua de feira de Santana-BA. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 68. 2017. p.1004-1018. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/944>

-Graciano, L. C.; Ferreira, F. G.; Chiapeta, S. M. S. V.; Scolforo, L. B.; Segheto, W. Nível de conhecimento de hidratação em praticantes de atividade física em academia. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 8. Num. 45. 2014. p. 146-155. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/447>

- Lancha Júnior, Antônio Herbert. Nutrição e metabolismo aplicados à atividade motora. São Paulo. Atheneu. 2004.

-Lustosa, V. M.; Araújo, F.K.C.; Morais, H.M.S.; Sampaio, F.A. Nível de conhecimento e desidratação de jogadores juniores de futebol. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 23. Num. 3. 2017. p. 204-207.

-Marins, J. C. B.; Ferreira, F. G. Nível de conhecimento dos atletas universitários da UFV sobre hidratação. Fitness & Performace Journal. Rio de Janeiro. Vol. 4. Num. 3. 2005. p. 175-187.

-Maughan, R. J.; Burke, L. M. Nutrição esportiva. Porto Alegre. Artmed. 2004. p. 66-86.

-Maughan, R. J. Impact of mild dehydration on wellness and on exercise performance. European Journal of Clinical Nutrition. Vol. 2. 2003. p.19-23.

-Mazini Filho, M.L.; e colaboradores. Atividade física e envelhecimento humano: a busca pelo envelhecimento saudável. Rev Bras Ciên Envelhec Hum. Passo Fundo. 2010.

-Mcardle, W. D.; Katch, F. I.; Katch, V. L. Fisiologia do exercício: energia, nutrição e desempenho humano. 5ª ed. Guanabara Koogan. 2003. p.13-93.

-Nunes, W.C.A.; Borges, G.F. Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM. Revista Digital. Buenos Aires. Ano. 20. Num. 214. 2016.

-Perrela, L.; Noriyuki, P.; Rossi, L. Avaliação da perda hídrica durante treino intenso de rugby. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 4. 2005. p. 229-232.

-Powers, Scott K.; HOWLEY, Edwart T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e do desempenho. 3. ed. São Paulo. Manole. 2001.

-Rossi, L.; Tirapegui, J. Avaliação antropométrica de atletas de Karatê. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol.15. Num.3. 2007. p.39-46.

-Sapeda, T.P.A.; Mendes, R.C.; Loureiro, G.M. Avaliação da perda hídrica e hábitos de hidratação de atletas universitários de futsal competitivo. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 22. Num. 5. 2016. p. 35.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte (SBME): Diretrizes. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 15. Num. 2. 2009. p. 2-12.

-Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte (SBME): Diretrizes. Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 9. Num. 2. 2003. p. 43-56.

-Sawka, M.N.; Burke, L.M.; Eichner, E.R.; Maughan, R.J; Mountain, S.J.; Stachenfeld, N.S. Exercise and Fluid replacement: Position Stand American college of sport medicine. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol. 39. Num. 2. 2007. p. 377-390.

-Silva, J.K.F.; Lirani, L.S.; Ribas, M.R. Análise dos níveis de perda hídrica e porcentagem da taxa de sudorese em atletas adolescentes nadadores de competição no treinamento agudo aeróbico. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 52. 2015. p. 326-336. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/548>

-Teixeira, F. M; Liberali, R.; Navarro, F. Alterações do peso corporal (grau de desidratação) antes e após uma aula de power jump em mulheres jovens. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 4. Num.19. 2010. p. 69-77. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/166>

-Voltolino, Beatriz A.; Santos, C.C.; Cipriano, L. M. P.; Giacomini, B. S. Avaliação do nível de desidratação de frequentadores das aulas de Spinning de três academias corporativas do município de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 7. Num. 39. 2013. p. 147-153. Disponível em: <http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/382>

Publicado
2019-01-25
Como Citar
Rodrigues, L. S., & Fanaro, G. B. (2019). Níveis de desidratação nos praticantes de atividade fí­sica do municí­pio de Coari-AM. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva, 13(77), 54-61. Recuperado de http://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/1239
Seção
Artigos Científicos - Original